Você sabia que 60% da população Marroquina tem idade média de 20 anos?

A convite da Bon Voyage Operadora, passei 12 dias viajando e conhecendo as principais cidades do Marrocos. Foi a minha primeira visita a um país da África, o roteiro de cidades foi o seguinte: Casablanca, Rabat, Meknes, Fes, Volubilis, Marrakech, Ourika Valley e Ouarzazate como você pode ver nesse outro post! A primeira língua é o árabe e a segunda é o francês, porém muitas pessoas entendem espanhol, principalmente no norte do país. Com a maioria dos jovens e com pessoas ligadas ao turismo, dá pra se virar somente no inglês.

Crianças Marroquinas

mulheres rabat marrocos

Rabat – Marrocos

Dicas para conhecer o país:

Visto

Para nós brasileiros não é necessário visto para entrar no país como turista e você tem permissão para ficar até 90 dias.

Moeda

A moeda marroquina chama-se Dirham. A cotação é de 1 real para cerca de 4 Dirhams, ou um dólar para 10 dirhams. Pra se ter uma ideia, a garrafa de água de 2L custa mais ou menos 8Dh em lojas de rua. Um suco de laranja na praça principal de Marrakech sai por 4Dh. Nos restaurantes os preços são mais caros.

Compras

Lição importante pra lidar com os marroquinos no comércio: aprenda a barganhar. Pode barganhar forte que eles dão desconto. Um exemplo: tava tentando comprar um prato pra dar de presente e o preço inicial era de 280 Dh. Eu pedi 100 Dh, e o comerciante foi baixando até 150 Dh. Eu mantive a oferta de 100 Dh, e ele não aceitou. Falei que tudo bom e saí da loja. Quando já estava na rua, ele veio correndo atrás de mim e aceitou a venda por 100 Dh. História trágica: Quando cheguei no Brasil, fui mostrar o prato pro meu irmão e ele derrubou no chão.

marrakesh marrocos

Marrakesh

Segurança

Brasileiro é vacinado pra ficar ligado em assaltos, mas quando estamos em férias às vezes nos descuidamos. O Marrocos, pelo menos pelo que vivenciei, é um lugar bem tranquilo e seguro. Em nenhum momento, mesmo quando andei sozinho por Casablanca ou Marrakesh, me senti ameaçado. A única coisa que ouvi foi de mulheres que estavam no meu grupo, que reclamaram de marroquinos que ficavam olhando demais.

Comida e Bebida

Tajine e Cuscuz são os pratos tradicionais do país. O primeiro é um cozido de cordeiro, frango ou carne acompanhado de alguns vegetais. O Cuscuz é feito com farinha de milho e também normalmente acompanha alguma carne. A comida é boa, mas pode ficar repetitivo rápido. Lá pelo terceiro dia eu já estava subindo nas paredes pra comer algo diferente. Uma opção diferenciada lá é o shawarma/kebab, que está em todos os lugares. Todas as refeições são acompanhadas de pão. De sobremesa normalmente vinha um prato com algumas frutas variadas.
 O suco de laranja é barato e uma delícia, vendem em todas as partes. Em relação a bebida alcoólica os muçulmanos quase não bebem, mas nos restaurantes vendem cervejas locais e até mesmo garrafas de vinhos.

Transporte

Ônibus e trens são as maneiras mais práticas e baratas de se locomover entre cidades. Nessa viagem não utilizei o trem, porém pesquisei que é uma ótima maneira, pois tem um bom custo/benefício.

Cotidiano Marroquino

Agora que você já conhece um pouco sobre o Marrocos, tá na hora de colocar na agenda a data de partida pra conhecer esse destino incrível!!