Se você busca tranquilidade longe do agito urbano e muito contato com a natureza, esse é o lugar certo para você. O vilarejo de Atins, nos Lençóis Maranhenses, encanta pelas ruas, que são de areia, e a iluminação elétrica que é rara e chega apenas a algumas residências e pousadas. Sinal de celular é difícil de pegar e cartão de crédito não se aceita quase em lugar algum.
A praia é uma espécie de Jericoacoara antes da fama. É também uma opção pouco conhecida dos Lençóis, já que muitos turistas que vão para lá se hospedam em Barreirinhas (principal cidade dos Lençóis Maranhenses) e acabam não explorando outros locais.

atins lençóis maranhenses

Leia Mais:

5 praias quase secretas no litoral norte de São Paulo

+21 Rio de Janeiro: 21 dicas imperdíveis do que fazer na cidade maravilhosa

Lençóis Maranhenses: Tudo o que você precisa saber antes de ir

Como ir

Saindo de Barreirinhas – porta de entrada dos Lençóis -, existem três maneiras para chegar ao vilarejo de Atins. A primeira é ir de caminhonete. O custo é de cerca de 30 reais e leva quase duas horas. Optei pela segunda maneira, chegando em Atins de barco (do tipo voadeira) pelo Rio Preguiça. Comprei um tour que saía às oito da manhã de Barreirinhas e fui parando em alguns vilarejos até chegar em Atins por volta das três da tarde. Esse passeio sai normalmente por R$80,00 nas agências de Barreirinhas, mas estando às oito na beira do rio dá para tentar a sorte e negociar com os barqueiros. Tem a opção de ir de barco de linha, sem parar nos vilarejos, uma opção bem mais econômica — sai por R$25,00. Muitos barquinhos de pescadores fazem esse trajeto também, então você pode tentar um “freelancer“. No dia que eu fui, não consegui uma carona com algum deles, mas se você gosta de mais aventura, é uma opção.

atins lençóis maranhenses

Quando ir

A melhor época para conhecer os Lençóis Maranhenses é entre os meses de Junho e Setembro, mas isso pode variar um pouco a cada ano. Em geral são os meses com clima mais ameno, após o fim da temporada de chuva e quando os lagos já estão cheios. Eu, porém, fui no mês de Maio e os lagos estavam cheios.

atins lençóis maranhenses | viagens no inverno

O que não deixar de fazer em Atins, nos Lençóis Maranhenses:

Revoada dos Guarás: Esse passeio acontece todos os finais de tarde. Fiz pela Pousada Irmão, onde estava hospedado. De carro, me levaram até a beira do rio, pegamos um barco voadeira até um local específico onde os pássaros cruzam entre as ilhas. Eles dormem em uma ilha e passam o dia em outra. Na tarde, a passagem dos pássaros é um espetáculo a parte e rende fotos lindíssimas. O valor do passeio é de R$25,00 por pessoa.
Pôr do sol no bar Besouro: Sem exagero, esse é um dos melhores lugares em que já apreciei um pôr do sol. É uma cabana de palha, com redes espalhadas, música tradicional, cerveja geladinha, alguns moradores locais e uma bela vista para a praia de Atins com o sol se pondo bem à sua frente.
● Tour pelas dunas (Lençóis Maranhenses): Sai todos os dias às oito da manhã, feito com uma Toyota 4X4, e te leva até as incríveis lagoas de água verde esmeralda. Simplesmente fantástico e vale o investimento de R$60,00 por pessoa. De uma lagoa para a outra é preciso fazer uma caminhada de uns 15 minutos, mas não se preocupe, pois sobra muito tempo para ficar na água relaxando. No caminho de volta o motorista leva até o canto de Atins para um almoço tardio.
Canto de Atins: Cerca de 1h30min caminhando do centrinho da cidade, o canto de Atins ficou famoso pelo camarão na brasa da Luzia. Hoje são dois restaurantes que ficam no canto de Atins, o da Luzia e o do seu Antonio. Optei pelo menos conhecido que é o do Antonio e não tenho do que reclamar. Uma delícia de refeição, com preço justo e vale o esforço de chegar até lá para comer camarão.

Onde ficar

Não fiz reserva antes, chegando lá conheci o Irmão, o dono da Pousada Irmão, eles oferecem um serviço de qualidade e um preço justo. Para os hóspedes tem disponível wi-fi, e o café da manhã é de abrir o apetite de qualquer um. Em Atins existem pousadas com preços menores e chegando lá é só negociar com os donos. Preço pode variar de R$60,00 a R$270,00 a diária.

Se você quer economizar com comida, uma dica é sempre perguntar nos restaurantes se não tem a opção de prato feito (PF). Normalmente os menus são caros (cerca de R$80 a R$120), mas os PFs são R$25,00 e servem super bem. Três dias são suficientes para conhecer as redondezas.

atins lençóis maranhenses

Gostou do post? Ficou com alguma dúvida sobre Atins, nos Lençóis Maranhenses? Deixe seu comentário que será um prazer te ajudar. 🙂