Alguns amam, outros nem tanto, importante é dar ao menos uma chance para Caminito em Buenos Aires. Venha ler todas as nossas dicas e se surpreender com a vida cultural, gastronomia e até um pouco de modernidade desse lugar.

Caminito, em Buenos Aires, gera muitas controvérsias. Existem os que só exploram as duas ruas de Caminito e outros que vão além para entender o bairro La Boca. Há também aqueles que não gastam um tostão nos restaurantes e outros que arriscam a experiência. Além disso, alguns ficam repressivos por ser um bairro perigoso, e outros já se previnem e curtem o passeio. 

A verdade é que o Caminito tem se firmado como um lugar histórico cultural importante para o turismo em Buenos Aires. As opções gastronômicas estão se aprimorando e os locais para apresentações artísticas sendo mais valorizados.

Para quem quer se aprofundar, tem até visita guiada pela região das casas coloridas. Realizadas pela prefeitura todas às sexta-feiras, basta perguntar no Centro Turístico na Av. Don Pedro de Mendonza, 1.900.

Por aqui, deixamos algumas dicas valiosas para fazer do passeio por La Boca e Caminito o melhor e mais envolvente possível. Abra a cabeça, aproveite e descubra.

caminito buenos aires
O Caminito com suas casinhas coloriadas – Foto: Flávio Antunes

Caminito Buenos Aires História

No bairro de La Boca, Caminito é símbolo de união entre vizinhança, história e artes. A rua mais colorida de Buenos Aires já foi a mais degradada. Após perder a agitação do primeiro porto da cidade e do vai e vem dos trens, La Boca ficou esquecida.

Caminito foi construída pela vontade de seus moradores, entre eles Arturo Carrega e o pintor local Boca Quinquela, em revitalizar o beco abandonado. O que hoje é conhecida como Caminito nada mais era do que um terreno com trilhos de trens e cortiços (conventillos).

O traçado sinuoso de Caminito não ultrapassa os 150 metros de extensão. Antes um córrego atravessava por aqui, e até a estrada de ferro, mas desde 1950 os paralelepípedos testemunham mudanças.

A história é contada através de seus conventillos coloridos e artistas bem dispostos. Inclusive, alguns podem ser bem invasivos, apenas ignore e siga em frente, ou pare e admire. Atenção: tudo será cobrado, até para tirar uma foto nos painéis em que colocamos a cabeça.

Ao chegar em La Boca, a primeira coisa que vemos é o Rio Riachuelo e suas Pontes Transbordador. O que é bem interessante, já que o bairro foi desenvolvido às margens deste rio. O antigo porto da cidade e uma das principais ferrovias eram essenciais para este pedaço afastado do centro.

Logo ao lado está Caminito. A rua, considerada um museu a céu aberto, homenageia o tango “Caminito” composto por Juan de Dios Filiberto, morador de La Boca e amigo do pintor Quinquela.

As casas coloridas, pintadas com sobras de tintas, eram cortiços com vários quartos, pátio central e um banheiro compartilhado. Cujos moradores, em grande maioria, eram imigrantes italianos e até espanhóis.

caminito buenos aires
Detalhe das casas coloridas do Caminito – Foto: Cadu Andrade via Flickr

Caminito é perigoso ? 

Apesar de todo o investimento e ser um ponto turístico importante, La Boca é um bairro que requer alguns cuidados. Pequenos furtos e roubos são constantemente relatados, mas nada que não possa ser evitado. 

Evite o desconforto se mantendo no eixo turístico, basicamente a rua museu Caminito e arredores como as ruas entre Magallanes, Av. Almirante Brown, Necochea, Av. Don Pedro Mendonza.

Se optar ir andando para La Bombonera, é possível, siga pela rua principal que possui comércios e movimento dos demais turistas. Enfim, como um bom turista, basta ter cuidado, atenção e bom senso.

Onde fica e como chegar no Caminito em Buenos Aires

Localizado no bairro de La Boca, às margens do Rio Riachuelo, Caminito fica cerca de 5 quilômetros da Plaza de Mayo. Cerca de 13 quilômetros do Aeroparque Jorge Newbery. Não é difícil chegar na famosa rua de artistas, dançarinos de tango, pintores e diversas casas coloridas.

Sem opção de metrô, dá para ir de táxi, carro e ônibus turístico. Até as linhas de ônibus são bem tranquilas para serem usadas. Só evite ir andando, apesar de Buenos Aires ser a cidade das longas caminhadas, o percurso para Caminito é muito ermo

Hospedagem no Caminito em Buenos Aires

Para ficar no Caminito há poucas opções de hospedagem e, não vale muito à pena. Porém, se quiser ter a experiência o Apartamento Parque Lezama tem diárias a partir de R$174. A menos de 2 quilômetros da rua Caminito, tem varanda com vista, ar-condicionado, WiFi, TV, banheiro privativo e cozinha completa.

Veja mais opções e dicas no nosso Guia Completo Onde Ficar em Buenos Aires: As Melhores Opções do Econômico ao Luxo.

Encontre mais opções onde ficar em La Boca e outras regiões de Buenos Aires!

Booking.com

Caminito Buenos Aires melhor horário para conhecer 

A região de Caminito fica mais interessante de dia. De preferência em dias abertos, cujo céu azul e cores das casinhas ficam mais fotogênicos. Os restaurantes e lojas costumam abrir a partir das 11h, alguns cafés até abrem mais cedo.

Como a Feria de Artistas Plásticos de Caminito. Desde 1977, os artistas contemporâneos expõem e vendem seus trabalhos inspirados nos becos e vielas de La Boca. A primeira feira de artes e artesanato ao ar livre da América Latina funciona até às 18h, no inverno e até as 20h, no verão.

Sendo assim, vale a pena chegar um pouco antes de tudo abrir por conta do movimento. Será mais fácil para apreciar com calma, tirar as fotos mais clássicas, e até fugir da insistência de alguns vendedores. Se for comer em Caminito, também fica mais fácil de pechinchar e encontrar o melhor lugar para ficar.

Há opções de eventos interessantes no período da noite. Se for época de verão, dá até para aproveitar as mesas externas dos bares, mas, evite caminhadas pela região. Dependendo, vá direto para o local escolhido.

caminito buenos aires

Caminito La Boca e arredores

Se no século XIX La Boca estava em constante movimento por ser uma área portuária. O mesmo não acontece no presente. O bairro é bem tranquilo, deixando a agitação para basicamente Caminito, as ruas arredores, como a Calle Magallanes e nas noites de jogo, a área próxima ao estádio de La Bombonera.

Na verdade, fora do movimento de turistas e torcedores, La Boca tem áreas pouco seguras. Então, opte por ir em horários relacionados ao seu passeio. Por exemplo, andar pelas ruas de Caminito pode levar pouco tempo, dá para ir a La Bombonera e até outros museus.

O que fazer no Caminito Buenos Aires

Fizemos um mapa pra você não perder nenhuma atração no Caminito e arredores. Anota ai: 

É impossível passar despercebido pela bifurcação de casas coloridas do Caminito. Além do alvoroço é a área mais colorida de La Boca. As casa de chapa de aço e zinco não estão apenas em exposição, também são lojas, ateliês, restaurantes e cafés. E outras atrações turísticas fora da rua museu também merecem atenção.

Na Calle Magallanes, carinhosamente conhecida com a Calle de los artistas as casas ganharam novos ares com a quantidade de artistas esparramados por lá.

O Patio Quinquela (Calle Magallanes, 878) mantém a história com cômodos ocupados por artesãos, artistas, artesanatos e souvenirs. O mesmo acontece com o Centro Cultural de Los Artistas (Calle Magallanes, 861), criado em 2001 reúne diversos artistas no antigo cortiço de 1881. 

Inclusive em um destes ateliês morou Juan de Dios Filiberto, que foi o responsável pela consolidação do tango como gênero musical, amigo de Quinquela Martín e compositor do tango “Caminito”. E ainda no número 885, da Calle Magalhães, moraram os pais de Benito Quinquela Martín.

caminito buenos aires
O Patio Quinquela na Calle Magallanes – Foto: Cleide Isabel
caminito buenos aires
Lojinhas e souvenir no Patio Quinquela – Foto: Cleide Isabel

Museus Benito Quinquela no Caminito Buenos Aires

Inclusive, aproveite a curiosidade por Quinquela, pare no Museu Benito Quinquela Martín. A casa-ateliê celebra o artista órfão. Adotado aos 6 anos por um imigrante italiano e uma argentina.

Benito Quinquela se transformou um dos principais artistas contemporâneos de Buenos Aires. Ele e seu modo diferente de pintar o cotidiano, com espátula ao invés de pincéis. As obras e história do artista estão expostas juntamente com outros artistas locais.

Um bom lugar, com excelente acústica para assistir uma apresentação teatral, de dança e até tango é o Teatro de la Ribera. Ao lado do Museu Benito Quinquela Martín terreno também doado por Benito, foi inaugurado em 1971. Inclusive, muitas paredes foram pintadas pelo próprio Benito.

O Museu de Cera em Caminito é bem pitoresco. Subindo as tímidas escadas, em um lugar pequeno e de luz baixa, um pouco escuro além da conta, estátuas relembram a história portenha. Outras curiosidades aleatórias são representadas pelas estátuas de cera.

caminito buenos aires
O Museo Benito Quinquela Martín e ao lado o Teatro de la Ribera no Caminito – Foto: Travel Buenos Aires via Flickr

Fundação PROA

Ainda na Avenida Pedro Mendonza passe na Fundação PROA. Focado nos grandes movimentos artísticos dos séculos XX e XXI com toda a diversidade artística possível.

O prédio é um feliz encontro do antigo casarão italiano as paredes envidraçadas do nosso tempo. Tem livraria, uma programação bem variada, inclusive para crianças, e ricas exposições temporárias.

Para completar, há um confortável e aconchegante café. No Café Proa é possível relaxar em poltronas e se surpreender com a incrível vista do terraço do Rio Riachuelo. Perfeito para sair um pouco da muvuca. Também servem refeições refinadas e saborosas com bons valores.

O moderno prédio da Fundação PROA – Foto: @fundacion_proa via Instagram
Cafe PROA no caminito buenos aires
O moderno Cafe Proa – vale a pena parar por aqui! – Foto: @proacafe via Facebook
Cafe PROA no caminito buenos aires
Vista da região do Caminito do Café Proa – Foto: @proacafe via Facebook

A Ponte Transbordador

As pontes que vemos no Riachuelo são chamadas de Ponte Transbordador Nicolás Avellaneda e conectam a capital com Avellaneda. A mais antiga de 1914, tem 1600 metros de extensão e duas torres de cerca de 50 metros de altura.

Foi produzida na Inglaterra sendo montada ao chegar em Buenos Aires. Atualmente inativa, o Monumento Histórico Nacional é conhecido como Puente de La Boca.

Foram construídas 20 deste tipo no mundo e apenas oito ainda existem. Um ícone de La Boca, o cartão postal foi importantíssimo para a atividade portuária. Já que Avellaneda era um forte polo industrial.

A Ponte Transbordador no caminito buenos aires
A Ponte Transbordador – Foto: turismo.buenosaires.gob.ar

Show Culturais e Tango no Caminito Buenos Aires

Assistir tango em Caminito pode ser meio esquisito, já que as melhores escolhas ficam no centro de Buenos Aires, em Puerto Madero e até nas ruas de San Telmo.

Mas, dá para assistir show de Tango nas ruas de Caminito. Alguns restaurantes colocam pequenos tablados para a apresentação da dança, às vezes com música ao vivo. O La Barrica, na Calle Magallanes, 845 tem preços justos, Tango emocionante e um choripan que deve ser provado.

Das surpresas por acaso do Caminito está um antiga usina de energia. O imponente prédio renascentista e florentino de tijolos vermelhos a vista, de 1916 é considerado Patrimônio Histórico da Cidade.

Nele funciona o espaço cultural Usina del Arte com apresentações musicais e artísticas. Há uma sala para 1.200 espectadores com perfeita acústica para concertos de orquestras sinfônicas. Algumas das apresentações do Festival de Tango e de Jazz costumam acontecer aqui. Vale a pena realizar a visita guiada e consultar o site para ver a programação. 

A  Usina del Arte no Caminito Buenos Aires
A Usina del Arte tem sempre uma programação bem legal – Foto: @usinadelarte via Instagram
A  Usina del Arte
A sala da Usina del Arte – Foto: @usinadelarte via Instagram

Restaurantes no Caminito Buenos Aires

As opções de restaurante no Caminito são inúmeras. A oferta de ambientes é extensa: fechados, abertos, reservados e até com mesas esparramadas pela calçadas. A maioria serve almoços completos como a parrilla argentina ou outros pratos típicos. Se procurar bem entenderá que Caminito tem valores altos e também os mais em conta.

Alguns restaurantes chegam a ser chatos na insistência do convite. Fique esperto e esclareça todas as dúvidas antes de consumir, sem vergonha. Como por exemplo se aceita, ou não, cartão. Com paciência dá para encontrar um lugar legal para comer e criar boas recordações.

Um bom achado é o El Gran Paraíso , com pratos bem servidos em um lugar reservado, convidativo e música ao vivo. O Café Cultural Aleph é perfeito para opções caseiras. Das saborosas empanadas ao tiramisú. O aconchegante, gracioso e simpático café te convida para sentar na varanda, apreciar uma bebida e assistir o vai e vem da rua.

Já no histórico casarão de 1882 está o Bar La Perla de Caminito. A parede rústica aparente, decoração recheada de fotografias e lembranças dão um ar todo especial ao lugar. Aproveite a história italiana do bairro para arriscar uma cantina como a empolgante Il Piccolo Vapore.

Ou se quiser ser envolvido pela decoração pitoresca e atendimento simpático do El Obrero, que fica próximo a Usina da Arte. A simplicidade da culinária caseira, farta e suculenta tem cativado os turistas. Prove a panqueca de maçã ao rum e sorvete. 

O  El Gran Paraíso
O El Gran Paraíso
O charmoso Cafe Aleph
O charmoso Cafe Aleph
O La Perla Caminito
O La Perla Caminito

La Bombonera

E não dá para ir em Caminito e deixar de conhecer o La Bombonera. O estádio do Boca Juniors precisa ser visitado nem que só do lado de fora. São menos de 500 metros andando de Caminito até La Bombonera.

O prédio foi construído em 1940 e a casa cheia aguenta até 55 mil jogadores. A arquibancada incrivelmente íngreme e próxima do campo deixam de queixo caído.

A visita guiada pelo estádio é proveitosa, com passagem pelos camarotes, arquibancadas, vestiários e até uma parte do campo. Agora, para entrar no centro do campo existe uma taxa extra. Ainda dentro do estádio há o Museo de La Pasión Boquense contando um pouco mais da história do time do coração dos portenhos. A visita pode ser conjugada ou separada.

La Boca -o que fazer em buenos aires
La Boca -o que fazer em buenos aires

O que fazer em Buenos Aires

Da história a gastronomia, dá para aproveitar bastante da capital portenha. Não importa se ficará de 2 a 5 dias, Buenos Aires tem programas para vários roteiros. Confira um pouco mais no nosso post racheado de dicas O que fazer em Buenos Aires: Dicas para quem vai ficar de 2 a 5 dias.

Aproveite o ritmo do tango de Caminito para conhecer o museu de outro morador importante para a história local. O compositor, cantor e ator Carlos Gardel.

No bairro de Abasto, o Museu Carlos Gardel está na casa comprada por Gardel para sua mãe. Na simples, porém elegante casa, é possível ver utensílios pessoais, curiosidades e muita história. Se envolva mais com a visita guiada, os guias contam histórias incríveis. Fica próximo da estação de metrô Carlos Gardel.

O que você PRECISA saber ANTES de ir para Buenos Aires

Você está cheio de coisas para pensar e ainda tem que planejar a viagem inteira? Ou você já viu tudo, mas está com aquela conhecida sensação “Será que esqueci alguma coisa?”

Então calma, nós te ajudamos com 3 itens que você não pode esquecer antes de embarcar. Vamos lá?

1) Não esqueça do Seguro Viagem para Mendoza

Seguros Promo é nosso parceiro e super confiável! Garante sempre os melhores preços de seguro viagem! Veja as promoções dessa semana. 

#FicaADica: Economize 10% em seu seguro viagem.  Use o cupom DICASDEVIAGEM5 para ganhar 5% de desconto e pague no boleto para garantir 5% OFF adicional.

Clique aqui e faça sua cotação com até 10% de desconto no Seguros Promo!

Seguro Viagem: América do Sul
TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*
AC 35 INTER Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 12/dia*
Affinity 60 Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 21/dia*

2) Já marcou sua hospedagem?

Se você ainda não marcou sua hospedagem, a dica é comparar hotéis, hostels e pousadas através do Booking.com. Essa é a maior plataforma de reservas de hotéis do mundo, garantindo uma experiência segura e ótimas ofertas em acomodações.

#FicaADica: Fique de olho nas ‘Ofertas Espertas’, que duram apenas um dia. Alguns hotéis incríveis oferecem ótimos desconto usando este selo na plataforma. Se encontrar um bom negócio, vale fechar :).

Booking.com

2) Como ter internet ilimitada durante a viagem

Você sabia que está cada vez mais fácil – e barato – ter internet ilimitada durante toda a viagem? 

É só pedir um chip de celular internacional através da EASYSIM4U. Nós sempre usamos e adoramos! Eles enviam um chip em seu endereço no Brasil, você insere no seu celular quando chega no destino e tem internet ilimitada durante toda a viagem.

#FicaADica: Economize com o aluguel de GPS no carro e use o GoogleMaps e Waze com sua internet ilimitada ;).

Clique aqui e peça agora seu chip da EASYSIM4YOU e receba em casa!

3) Alugue carros com os melhores preços

Gostamos muito da RentCars para encontrar os carros que usamos em nossas viagens. Ela é a única no Brasil que compara as melhores locadoras do mundo, mas te deixa pagar em reais, sem IOF. Além disso, também é a única que deixa você pagar em 12x sem juros. Vale a pena!

#FicaADica: Tente encontrar carros com a cobertura completa de seguro para o carro e terceiros. Assim, você evita surpresas inoportunas na hora de retirar o carro.

Além disso, Fique muito esperto ao fechar com outros comparativos de locadoras de carro. Isso porque, os preços geralmente são cobrados em dólar e fecham com o seu cartão. Se o dólar subir, o preço do seu aluguel de carro também sobe.

Clique aqui e faça agora sua cotação na Rent Cars com os melhores preços!

E você? Tem vontade de conhecer Caminito Buenos Aires? Comente aqui e conte pra gente!

Leia mais

O que fazer em Buenos Aires: Dicas para quem vai ficar de 2 a 5 dias

Pontos Turísticos Buenos Aires – As 25 atrações imperdíveis da capital

Restaurantes Buenos Aires: O Guia dos Melhores Lugares para Comer

Onde Ficar em Buenos Aires: As Melhores Opções do Econômico ao Luxo.

Recoleta Buenos Aires: O Que Fazer, Como Chegar, Onde Comer e Ficar

Caminito Buenos Aires: O Que Fazer, Como Chegar e Onde Comer

Palermo Buenos Aires: O Que Fazer, Como Chegar, Onde Comer e Ficar

Hoteis em Mendoza que adoramos e indicamos: do econômico ao luxo

Mendoza Argentina: As 20 dicas indispensáveis para planejar sua viagem

O que fazer em Bariloche na Argentina: atrações no Inverno e no Verão

O que fazer em Ushuaia: as 9 atrações imperdíveis da região

Onde ficar em Ushuaia: 10 melhores opções para cada tipo de viajante

Quando ir para Ushuaia na Patagônia Argentina

Dicas de viagem para Ushuaia: O que você precisa saber