Fiz um mochilão rápido de 3 semanas viajando de Manaus, no Amazonas, a Santarém, no Pará. Nessa viagem tive o prazer enorme de me deliciar em pratos e típicas comidas do norte.

Por ser paulista, conheci um novo mundo em relação a peixes, por exemplo. Comi Tambaquis, Tucunarés, Matrinxãs e Pirarucus praticamente todos os dias nessa viagem. Porém, teve uma receita específica da região que me chamou muito a atenção: o famoso Tacacá!

tacaca manaus

A origem do Tacacá 

O Tacacá é uma iguaria típica da Amazônia brasileira e de origem indígena. Não é considerado uma refeição, é uma espécie de caldo ou sopa, servida em cuias e vendida em “Tacacazeiras”. O Tacacá é composto pelo caldo de Tucupí, goma de mandioca cozida, jambú e camarão seco.

Quando vi o Tacacá, fiquei curioso, mas com um pouco de receio. Não queria tomar algo quente, já que estava num lugar tão quente como é a região norte. Mas quando comi meu primeiro Tacacá, já comecei a gostar dele.

Ingredientes do Tacacá

O Tacacá é uma combinação muito interessante, mas o processo não é tão simples, pelo menos pra mim que não sou nenhum mestre da culinária. Além disso, estava conhecendo dois ingredientes que nunca tinha visto: o Tucupi e o Jambú. Estes dois precisam ser cozidos corretamente para tudo dar certo.

O Tucupi é um liquido extraído da raiz da Mandioca brava, ele não pode ser consumido antes de ser cozido e fermentado, já que possuí um ácido venenoso!

O Jambú é uma planta típica da região e bastante utilizada em comidas do norte. Também precisa ser pré-cozido, já que possui um poder anestésico muito grande, causa formigamento e dormência na boca. Eu experimentei ele cru e comi inclusive a flor. Foi uma experiência horrível, mas pré-cozido e servido no Tacacá é outra história!

A goma da Mandioca é usada para tirar a acidez do Tucupí e também para engrossar o caldo e o Camarão seco é misturado no final do processo. Muitas pessoas temperam o Tucupi e também a goma. Outros gostam de colocar uma pimentinha no final também. Eu coloquei e super recomendo!

Modo de preparo

Tive o prazer de acompanhar de perto a produção desta iguaria quando se tratad de comidas do norte. o  Restaurante ‘Joaquim do Tacacá’, em Manaus, abriu as portas para me mostrar todo o processo de produção. A dona Maria foi um doce e me explicou como cozinhar.

Filmei uma parte desse processo e compartilho com vocês o link para o vídeo:

Agradeço também a esse povo lindo do norte com quem cruzei desde Manaus a Santarém, por ser tão bem recebido e por me apresentarem uma cultura tão linda e rica.

Quer saber o que mais a gente come por ai? Siga o perfil do @comilando no Instagram e compartilhe com a gente suas dicas de comilança pelo mundo 😉