Existem muito mais lugares interessantes para visitar do que tempo de vida para conhecer todos eles, então se você disser que quer ir para a Coreia do Norte vai ouvir coisas como “Do norte?!! Por que?”, “Eu nem sabia que podia entrar lá” ou alguma piada como “Vai fazer o corte de cabelo do Kim Jong Un?”

como ir para a coreia do norte

Estátuas de Kim Il-sung and Kim Jong-il​ na capital Pyongyang

O fato é que a Coreia do Norte é o país mais fechado do mundo e passar algum tempo lá é definitivamente uma experiência única. E como toda experiência única, não é barato. Você não pode simplesmente pegar um voo para lá e sair passeando pelas ruas. Você estará sempre acompanhado por pelo menos dois guias do governo, esse serviço será organizado por uma agência de turismo e você pode escolher ir com um grupo ou fazer um tour individual.

É difícil entrar na Coreia do Norte?

A menos que você seja cidadão sul coreano, não. Até mesmo americanos não costumam ter dificuldades para entrar no país, a taxa de reprovação é baixíssima, em geral não há entrevista e normalmente sua agência vai organizar tudo para você. O visto é um papel azul que você deve carregar com você e será retido na saída do país, como não carimbam seu passaporte (a menos que você faça o visto em uma embaixada) você deve tirar uma foto se quiser ficar com uma lembrança da sua entrada.

como ir para a coreia do norte

Durante a visita seu passaporte ficará sob responsabilidade do seu guia. É um procedimento padrão e você vai recebê-lo de volta na saída, não se preocupe.

É seguro andar pela Coréia do Norte?

É provavelmente um dos lugares mais seguros do mundo a menos que você queira protestar contra o governo, ou resolva fazer algo absurdo como bater em um guarda. Comporte-se e você não vai ter qualquer tipo de problema!
Apesar de ser um lugar meio (meio?) doido é pouco provável, no cenário atual, que a Coreia se envolva em algum conflito internacional que possa trazer perigo para os turistas.

como ir para a coreia do norte

Pyongyang: A capital da Coreia do Norte tem algumas áreas aparentemente desenvolvidas.

O que fazer na Coreia do Norte?

É um lugar tão atípico que simplesmente andar de metrô, observar as ruas da janela do hotel ou almoçar são experiências que você não vai esquecer. Mas dependendo do seu tour tem muitas coisas interessantes que em geral envolvem propaganda do governo. Você vai ver estátuas e mosaicos de Kim Il Sung e Kim Jong Il por toda parte e vai ter que fazer uma reverência (não é opcional), visitar uma imponente biblioteca com uma sala de estudos musicais composta de toca fitas com CD player e televisores com VHS, vai andar pela terceira maior praça pública do mundo, poderá ver de qualquer lugar da cidade o imponente hotel de 105 andares que começou a ser construído há quase 20 anos e só está completo por fora, poderá ir até a DMZ – a zona desmilitarizada entre as duas coreias que de desmilitarizada não tem nada – e andar em um metrô com estações modernas (para o país) e trens velhos.

estação de metro coreia do norte

Estação de Metro

metro coreia do norte

O metrô sem energia faz parte da diversão

Biblioteca da Capital Pyongyang

Biblioteca da Capital Pyongyang

como ir para a coreia do norte

Sala de Cd Player na biblioteca

Sala de Cd Player

Dependendo de quanto tempo você tiver poderá visitar fábricas, fazer trilhas em montanhas e conhecer escolas. Existem vários tours diferentes e normalmente os dias são cheios de atividades com uma pausa para almoço.

Quais são as limitações para turistas na Coréia do Norte?

Você não pode entrar com pornografia, guias ou livros sobre a Coreia do Norte e, obviamente, qualquer filme que mostre o país em uma perspectiva negativa. Câmeras, laptops e celulares são permitidos, mas não câmeras com GPS (apesar de eles não se importarem com smartphones), grandes lentes (250mm ou mais) e grandes tripés. Livros religiosos (Bíblia, Alcorão, etc) são até permitidos, mas é bom você não esquecer lá e nem pense em disseminar a religião para os locais (então é melhor deixá-los em casa se você puder).

Na chegada vão verificar alguns dos seus itens. Só olharam minha câmera que não tinha nada mas a verdade é que nenhum item vai dar problemas sérios, se encontrarem algo vão mandar deletar ou reter. Você pode tirar fotos de praticamente tudo! As principais exceções são: militares, construções e o interior de alguns museus, apesar de você conseguir tirar uma foto escondida de quase tudo e no nosso tour percebi que o guia até viu e não deu atenção. Fotografias das estátuas só de corpo inteiro e se quiser tirar fotos do povo na rua pergunte primeiro. Em geral (com exceção das estátuas) são regras até sensatas, seja como for você pode ter suas fotos verificadas na saída e podem pedir para apagar o que julgarem impróprio (Não verificaram nada meu na saída).

Você não pode sair do seu hotel sozinho, se você estiver na rua seus guias tem que estar acompanhando. O hotel vai estar preparado para isso e vai ter bares, restaurantes, boliche, karaokê, sinuca, ping pong, lojas e até cassino. Na rua os guias ficam de olho no grupo o tempo todo e eles não vão te perder de vista, apesar disso não é um clima tenso. Não tem internet e a TV tem só o canal local e talvez BBC. Você pode fazer ligações internacionais (caras) do seu hotel, mas essa é a única forma de comunicação possível. Em geral você pode conversar com locais a menos que seu guia diga o contrário, mas não é comum encontrar alguém que fale inglês, então seus papos provavelmente serão só com os guias e staff do hotel.

Quanto custa e como eu faço para ir para a Coréia do Norte?

Existem vários pacotes e os preços de um tour com grupo e um tour privado variam drasticamente. Um valor aproximado é 300 a 400 euros por noite de estadia em grupo. Em geral estão incluídos transporte, refeições, hospedagem, visto e entradas. Você pode encontrar alguns pacotes específicos com preços um pouco menores em datas específicas mas não será muito menos do que isso.

Eu utilizei a Young Pioneers e não poderia estar mais satisfeito. Tudo muito bem organizado, os guias são divertidos e muito atenciosos e o grupo (cerca de 15 pessoas) era composto de jovens entre 20 e 30 anos em sua maioria. Outra empresa bem conceituada é a Koryo Tours que já tem 20 anos de experiência e excelente reputação. Muitas outras companhias oferecem um serviço similar, mas o recomendável é pesquisar já que apesar de tudo é Coreia do Norte e você não vai querer um empresa qualquer te auxiliando lá.