O Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins, é um destino obrigatório para quem está no mood de explorar os paraísos naturais do Brasil.

Esse tesouro escondido a quase 400 km de Palmas, muito bem guardado por caminhos de terra e areia com pouquíssima (ou nenhuma) sinalização, vem, aos poucos, ganhando espaço entre brasileiros e estrangeiros.

Como chegar no Jalapão

O modo de chegar ao Jalapão já é um passeio inesquecível. O ponto de partida é a cidade de Ponte Alta, a 200 km de Palmas, acessível por uma estrada asfaltada. Daí em diante, adeus asfalto: a viagem se assemelha muito a um rali e nem mesmo o vilarejo onde localizam-se as poucas e simples pousadas da região, chamado Mateiros, é asfaltado.

Por isso, é praticamente impossível desbravar o Jalapão sem ser a bordo de um 4×4. A opção mais confortável é contratar os serviços de uma das inúmeras agências de turismo especializadas, que oferecem tours com guias e carros privados, além de se ocuparem da hospedagem e alimentação. As estradas do Jalapão não são para iniciantes e ter um guia local faz toda a diferença.

jalapão no tocantins foto: clarissa moliterno

O que fazer no Jalapão

As paisagens são únicas, nada óbvias e vão fazer você se encantar. Além das tradicionais atrações naturais que se espera encontrar em uma viagem como essa – cachoeiras, banhos de rio, etc. – o Jalapão concentra, em uma área de 34.000 km2, paisagens nada óbvias e extremamente exuberantes, num misto impressionante de cânions, morros e chapadões, envolto pela vegetação do cerrado. Veja qual empresa contratar no post de uma das nossas colunista aqui O que fazer no Jalapão

jalapão no tocantins foto: clarissa moliterno

Assistir ao pôr do sol nas dunas é um ‘must’

A visita às dunas no fim da tarde é obrigatória. O pôr do sol ressalta o dourado da areia e o local se transforma num cenário cinematográfico.

jalapão no tocantins foto: clarissa moliterno

Você vai flutuar por horas nas piscinas naturais em um fenômeno único, que só acontece por lá!

A região do Jalapão também foi especialmente contemplada com um fenômeno delicioso: os fervedouros, verdadeiras piscinas naturais cristalinas, formadas a partir da atividade de lençóis freáticos cujo movimento mantém os banhistas em constante flutuação.

Cada tour te leva em vários fervedouros, e não existe um que seja o melhor, todos são bacanas. Vale conhecer este da foto, o Fervedouro Buritizinho.

Cada fervedouro é diferente dos demais e proporciona uma sensação única, que varia de acordo com a intensidade do movimento da água. A temperatura da água, nem quente nem fria, é absolutamente deliciosa.

jalapão no tocantins foto: clarissa moliterno

Quanto tempo ficar no Jalapão

É possível conhecer o Jalapão em um feriado. O ideal para conhecer bem a região do Jalapão são três dias. A boa notícia é que você não precisa nem tirar férias para curtir tudo isso, um feriado já resolve.

 

Onde ficar no Jalapão

Diversas agências oferecem pacotes com tudo incluso para esta viagem, inclusive é a maneira mais fácil e confiável de conhecer a região. A hospedagem é no vilarejo de Mateiros, em pousadas simples, mas confortáveis. Fiquei hospedada no Hotel Pousada dos Buritis, que oferece café-da-manhã e Wi-Fi. A mais famosa é o Hotel Pousada Santa Helena que é no mesmo padrão da Buritis, mas com piscina.

A estrada até o Jalapão é dura, as hospedagens são simples, assim como os restaurantes e bares locais – muitos dos quais nem têm nome – mas todo esse conjunto, associado a algumas das mais belas paisagens naturais do país, são os responsáveis pelo charme rústico e único da região. E vale a pena a visita.

jalapão no tocantins foto: clarissa moliterno

Por do sol no Jalapão

E aí, ficou com vontade de conhecer o Jalapão? Comente aqui!

Encontre hotéis em promoção na região do Jalapão


Booking.com

Leia Mais:

O que fazer no Jalapão

Cinco lugares para conhecer na Chapada dos Veadeiros

Passeios em Bonito: 7 lugares que você precisa ir quando estiver por lá

10 dicas práticas para economizar dinheiro em viagens