De uma beleza inigualável, com a junção das paisagens do do rio e do mar, o Delta do Parnaíba é um local encantador, repleto de paisagens exuberantes que com certeza você vai querer incluir no roteiro.

O Delta do Parnaíba é um dos principais destinos da Rota das Emoções, e tem um dos cenários mais deslumbrantes do roteiro – e de todo o Brasil também. Um pouco menos falado que seus vizinhos Lençóis Maranhenses e Jericoacoara, essa área surpreende todos os viajantes que passam por ali.

Antes de mais nada, vale uma explicação. Um delta é um tipo de foz, onde o rio desemboca no mar por diversos braços. Esse encontro das águas acaba formando o desenho de um triângulo (a letra ∆, delta, do alfabeto grego), e daí vem o nome do fenômeno.

Localizado em uma área de proteção ambiental, no Delta do Parnaiba existem paisagens impressionantes e super ricas em biodiversidade. A área é três vezes maior que a dos Lençóis Maranhenses – um delta de grande proporção, comparado a outros como do rio Nilo ou do rio Mekong, no Vietnã.

Mangues, lagoas, grandes dunas de areia, praias desertas, e uma grande variedade da flora e fauna brasileira são alguns dos destaques encontrados nos cenários desse tesouro piauense. Sem dúvida, um dos ambientes mais exuberantes do território brasileiro, e que vale muito a pena conhecer.

Quer saber mais sobre esse paraíso ecológico do nordeste? Continue lendo e descubra tudo que você precisa para sua viagem ao Delta do Parnaíba.

Foto de paisagem com areia e rio no Delta do Parnaíba, contrastando com céu azul
Paisagem no Delta do Parnaíba – Foto: Danielle Pereira via Flickr

Onde fica o Delta do Parnaíba

O Delta do Parnaiba é um arquipélago localizado no encontro das águas do Rio Parnaíba com o Oceano Atlântico, entre o litoral do Piauí e do Maranhão. São cinco braços de água doce que desembocam no mar, dando origem à paisagem paradisíaca do local.

Ao todo, o Delta é formado por mais de 70 ilhas, que ocupam um espaço de cerca de 2.700 km². Apesar de ter um nome que faz referência à cidade de Parnaíba, no Piauí, cerca de 80% do território fica em solo maranhense, indo até o município de Tutóia.

Como ir para o Delta do Parnaíba

Você pode chegar ao Delta do Parnaíba pela própria cidade de Parnaíba, no estado do Piauí, ou pelo Maranhão, pelo município de Araioses ou de Tutóia. Existem opções terrestres, marítimas ou aéreas para chegar lá.

Para quem quer ir de avião, o aeroporto mais próximo da Parnaíba é o Aeroporto Internacional Prefeito Dr. João Silva Filho, a 8 km do centro da cidade. Outras opções são chegar aos aeroportos de Teresina ou Fortaleza, e então seguir para o Delta por terra, de carro ou ônibus.

Uma boa dica para conhecer a região é fazer a Rota das Emoções, circuito turístico pelo litoral nordestino que vai dos Lençóis Maranhenses até Jericoacoara, passando pelo Delta. Nesse caso, você pode chegar ao destino de barco, em um dos passeios durante o roteiro.

>> Leia também sobre o paraíso cearense de Jericoacoara

Quando ir para o Delta do Parnaíba

A melhor época para ir ao Delta do Parnaíba é no início do segundo semestre, entre julho e agosto, quando as temperaturas não estão tão altas.

Se seu objetivo é observar os animais que vivem nessa região, a época mais úmida, entre fevereiro e maio, é a mais indicada para você, quando a fauna fica mais aflorada.

Mas ir em outras épocas também não é ruim. O calor por lá está sempre presente, chegando ao auge no final e início do ano, quando venta bastante e é a melhor época para quem gosta de kitesurf ou de velejar.

Nesse período, no entanto, você não vai encontrar lagoas muito cheias. Por isso, se for seguir a rota e conhecer também os Lençóis Maranhenses, aposte no meio do ano.

>> Veja mais sobre os incríveis Lençóis Maranhenses no nosso post

Parte do Delta do Parnaíba com bastante água e céu azul
A melhor época para visitar o Delta do Parnaíba é no meio do ano, quando as temperaturas estão um pouco mais frescas e os lagos estão cheios – Foto: Wikimedia

Quantos dias para conhecer o Delta do Parnaíba

O Delta da Parnaíba inteiro, para ser vivenciado, exige alguns bons dias de dedicação. Afinal, são centenas de quilômetros de ilhas entre os braços do rio que deságua no mar.

Mas para quem quer conhecer o essencial, ao menos dois dias na região são suficientes. Com esse tempo é possível fazer um passeio de barco, dormir em alguma das pousadas em ilhas, e conhecer algumas praias e outros pontos de interesse no dia seguinte.

Se você estiver seguindo a Rota das Emoções ou tiver um período mais apertado por lá, com apenas um dia é possível fazer alguns dos passeios mais essenciais do Delta. Uma boa dica, nesses casos, é aproveitar para ver a revoada dos guarás, em um passeio no final da tarde.

Passeios no Delta do Parnaíba

Existem passeios variados para fazer pelo Delta do Parnaíba, dependendo do que você quer ver e do tempo que tem pela região. A grande maioria parte do Porto dos Tatus, a quase 12 km de distância da cidade de Parnaíba, em direção às atrações do Delta.

Um dos passeios mais comuns é o Delta Tradicional, que sai às 09h da manhã e retorna às 15h. Durante o trajeto, acontecem paradas na Ilha dos Poldros e no Morro Branco, além de passarem pela Baía das Canárias, pelo Igarapé dos Periquitos e servirem almoço, frutas e caranguejos. É uma ótima escolha para quem tem pouco tempo na região.

Você pode optar por uma lancha individual, a um preço médio de R$ 500 para até quatro pessoas (uma alternativa negociável que pode ter preços diferentes, dependendo do que seu grupo quer ver), ou escolher ir no barco comum, por cerca de R$ 60 por pessoa.

Além deste, existem outros passeios bem legais para fazer também. Confira logo abaixo mais opções de atrações no Delta do Parnaíba.

O que ver no Delta do Parnaíba

  • Revoada dos Guarás – Um dos passeios mais procurados no Delta, visto durante o pôr do sol, quando o pássaro vermelho vibrante voa
  • Ilha do Caju – Uma das principais ilhas do Delta, com fauna e flora abundantes. Leva este nome por conta de seus cajueiros
  • Safári Noturno – Indicado para quem quer ver um pouco mais da fauna da região. A possibilidade de ver jacarés é grande
  • Passeio do Cavalo Marinho – Dependendo da maré, é possível fazer um passeio por igarapés onde estão cavalos marinhos
  • Lençóis Piauenses – Tão lindos quanto os do Maranhão, mas menores, as lagoas naturais em meio às dunas ficam em Ilha Grande
  • Pedra do Sal – Uma praia do município de Parnaíba que se divide por conta da pedra, de onde se pode apreciar o pôr do sol
  • Ilha das Canárias – Na divisa entre o Maranhão e o Piauí, a ilha é perfeita para quem gosta de turismo ecológico
  • Ilha Grande de Santa Isabel – É a maior ilha do Delta do Parnaíba, e uma boa opção de passeio, que inclui o Santuário Nossa Senhora Mãe dos Pobres, a Casa das Rendeiras, e muita natureza
  • Caída do Morro – Um passeio de trilha em meio às dunas, também conhecido como Morro Branco, com direito a sandboard e esquibunda
  • Feijão Bravo – Praia deserta do Delta do Parnaíba, que forma alguns lagos em época de cheia
O Guará é protagonista de um dos espetáculos naturais do Delta: a Revoada dos Guarás – Foto: Daniel Albany via Pixabay
Farol da praia Pedra do Sal, na Ilha Grande de Santa Isabel – Foto: Hans Braegelmman via Flickr
Foto panorâmica da praia de Barra Grande, no Delta do Parnaíba, com água límpida e areias claras, vazias
Barra Grande, uma das praias do Delta do Parnaíba – Foto: Ana Raquel via Flickr

Onde comer no Delta do Parnaíba

A culinária é um dos grandes destaques de uma viagem ao Delta do Parnaíba. É neste local onde grande parte dos caranguejos brasileiros são pegos para compor os mais diferentes pratos do crustáceo. E na região não seria diferente: você pode experimentar porções fresquinhas por ali.

A oferta de frutos do mar é variada e generosa pelo entorno do Delta. Aproveite para degustar alguns pratos típicos no restaurante Casa de Caboclo (Ilhas Canárias), Barlavento (Ilha Grande) ou Flor do Mangue (em Tutóia).

Caranguejo sobre outros crustáceos da mesma espécie, pescado no Delta do Parnaíba - Piauí
Que tal um prato típico do Piauí ou do Maranhão, com uma iguaria fresquinha como essa? Rs – Foto: Tarciso Leão via Flickr

Onde ficar para visitar o Delta do Parnaíba

Há boas opções de hospedagem nos municípios ao redor do Delta da Parnaíba, tanto na parte piauense como na maranhense. Porém, a grande maioria costuma pernoitar na Parnaíba, de onde fica mais fácil para ir aos passeios, ou ainda na outra porta de entrada da região, na cidade de Tutoia.

Outras cidades como Paulino Neves, Araioses e Água Doce, no Maranhão, ou Luís Correia e Cajueiro da Praia, no Piauí, também possuem opções de hospedagem. Nas praias e ilhas do Delta existem acomodações perfeitas para uma viagem mais imersa na atmosfera da região, como em Barra Grande, Ilha Grande ou na Ilha das Canárias.

Algumas opções de pousadas que recomendamos por lá são:

Pernoite em Parnaíba:

Pernoite em Barra Grande:

Pernoite em Tutoia:

Foto de área comum da pousada Casa de Santo Antônio, com piscina, mesa com cadeiras e espreguiçadeiras
Que tal ficar uma noite na charmosa Casa de Santo Antônio, na Parnaíba? – Foto: divulgação
Quarto de casal na pousada Vila Parnaíba
E esse aconchego todo na Vila Parnaíba é uma boa pedida para descansar, não é mesmo? – Foto: divulgação
Piscina ampla com espreguiçadeiras na borda no Hotel Manatí, em Barra Grande, no Delta do Parnaíba
Essa piscina do Hotel Manatí, em Barra Grande, fecha com chave de ouro um dia de passeio pelo Delta – Foto: divulgação

Quer ver todas as opções de hotéis na região nas datas de sua viagem?
Quanto antes reservar, mais barato você paga pela diária. Confira mais opções de hospedagem no Booking.com.

Dicas sobre o Delta do Parnaíba

  • Os deltas da Parnaíba, no Brasil, do Nilo, na África, e do Mekong, no Vietnã, são os três únicos do mundo que desembocam no mar
  • Tudo da região do Delta é mais simples, seguindo um estilo mais rústico. Não espere por nada muito luxuoso, e aproveite para desligar a mente e relaxar com a natureza ao seu redor
  • Escolha passeios já com almoço, frutas à vontade e degustação de caranguejos inclusos no pacote
  • Como o Delta faz parte de uma área de proteção ambiental, lembre-se de manter um clima tranquilo enquanto estiver lá, respeitando a vida da natureza nativa
  • Lembre-se sempre de recolher todo lixo que produzir, e ajudar na preservação do ambiente conforme você o encontrou
  • Não se esqueça de levar óculos de sol, chapéu ou boné e muito protetor solar. O sol da parte mais norte do nordeste é bem forte
  • O Delta do Parnaíba é uma área bastante natural, e por isso vale a pena levar repelente, ainda mais se for viajar com crianças
Foto de área rústica no Delta do Parnaíba, com barcos sobre as águas, pessoa parada na beira da água, rio turvo, e casinha em meio à mata
No Delta do Parnaíba você vai encontrar cenários mais rústicos, simples, e muuuita natureza – Foto: Danielle Pereira via Flickr

O que você PRECISA saber ANTES de ir para o Delta do Parnaíba

Você está cheio de coisas para pensar e ainda tem que planejar a viagem inteira? Ou você já viu tudo, mas está com aquela conhecida sensação “será que esqueci alguma coisa?” Então calma, nós te ajudamos com alguns itens que você não pode esquecer antes de partir para o Delta. Vamos lá? 

Já comprou sua passagem aérea? 

Onde Comprar: PASSAGENS PROMO

Procurando uma boa oferta e preços de voos? Na hora de comprar passagens para o Piauí, vale dar uma olhadinha no site Passagens Promo. É bem comum encontrar opções de voo mais em conta e melhores que de outros sites. Nós sempre usamos e vale a pena 😉

Seguro viagem nacional

Imprevistos acontecem! Se você não tem plano de saúde ou se a sua cobertura médico-hospitalar não atende esta região, contratar um seguro viagem nacional pode ser uma boa. É super barato – a partir de R$ 4 por dia – e com ele você viaja tranquilo, evitando gastos não planejados. SAIBA MAIS AQUI.

Alugue carros com os melhores preços

Onde Alugar: RENTCARS

Gostamos muito da RentCars para encontrar os carros que usamos em nossas viagens. Ela é o maior comparador de aluguel de carro da América Latina, e a única no Brasil que compara os melhores preços em mais de 100 locadoras de veículos. Além disso, você pode pagar em até 12x sem juros. Vale a pena!

#FicaADica: Tente encontrar carros com a cobertura completa de seguro para o carro e terceiros. Assim, você evita surpresas inoportunas na hora de retirar o carro.

Vale ficar atento às ofertas da RentCars, pois sempre aparecem promoções de proteção de terceiros ou upgrades de categoria.

Obs: Prezamos muito pela credibilidade de nossas informações. Todos os sites que recomendamos acima são sites que já usamos, temos boas experiências e feedbacks de leitores!

Leia também