Visitar Petra é uma experiência incrível sob todos os aspectos: sua relevância histórica e cultural, sua beleza e sua energia são apenas alguns deles. Conheça uma outra face do Oriente Médio e se encante com a Jordânia!

A Jordânia encanta seus visitantes em diversos aspectos: suas paisagens desérticas incríveis, seu povo amável e acolhedor, sua estabilidade política em meio a tantos conflitos no Oriente Médio e por aí vai. Se você está planejando passar alguns dias em Israel, no Egito ou em outro país da região, não pode deixar de incluir uma visita a Petra no roteiro.

visitar petra Foto: Clarissa Moliterno

Foto: Clarissa Moliterno

Visitando Petra

Petra é, sem dúvidas, o must see da Jordânia, além de ser uma das sete maravilhas do mundo.

Não há palavras que descrevam esse lugar e sua energia, é preciso visitar para entender. A cidade, fundada por volta do século VI a.C., foi esculpida, de maneira grandiosa e detalhista, pelos Nabateus, povo árabe que a habitou durante mais de 2 mil anos.

Durante esse período, Petra foi um importante ponto nas rotas da seda e das especiarias que ligavam os povos antigos. Contudo, a cidade ficou esquecida por quase 1200 anos, até ser redescoberta por um explorador suíço em 1812.

A entrada para a cidade é feita pelo Siq, um estreito caminho de pouco mais de 1km de extensão cercado por imensas formações rochosas que dão um charme muito especial à expectativa da chegada.

visitar petra Foto: Clarissa Moliterno

Após percorrer esse trajeto, a chegada à cidade é de tirar o fôlego: logo nos deparamos com a imensidão do Al-Khazneh, tesouro em árabe, com seus 30 metros de largura e 43 de altura, esculpido no início do século 1 para servir de mausoléu a um rei Nabateu.

visitar petra Foto: Clarissa Moliterno

De lá há várias opções de trajetos e tudo vai depender de quanto tempo você tem para visitar Petra. Calcula-se que para conhecer todo o sítio arqueológico seriam necessários de 4 a 5 dias. Como a maioria dos visitantes geralmente tem, em média, um dia ou menos, costuma-se visitar as atrações mais importantes, como o anfiteatro romano com seus 3000 lugares, e o entorno do Al Khazneh.

visitar petra Foto: Clarissa Moliterno

Na volta, para aqueles que não quiserem percorrer novamente o Siq, é possível contratar os serviços das diversas charretes que ficam paradas por ali – já que não são permitidos veículos motorizados no local.

#dicainsider: leve muito protetor solar, água, chapéu e o que mais você achar conveniente para se proteger do calor!

Outras atrações no entorno de Petra

Para quem vem de Israel, é comum entrar na Jordânia pela fronteira de Aqaba, um balneário no Mar Vermelho. O local é bastante procurado por quem pratica windsurf e mergulho e há várias opções de resorts na região.

visitar petra

Fonte: aqabasky.com

Wadi Rum: esse é o maior deserto da Jordânia, a 60km de Aqaba. Não imagine encontrar o típico deserto com dunas douradas; Wadi Rum, ao contrário, é famoso por suas formações rochosas e paisagens maravilhosas.

A melhor maneira de explorá-lo é contratando um tour de 4×4 e, para aqueles que têm mais tempo, vale a pena dormir uma noite sob as estrelas do deserto. Mais informações podem ser obtidas no site.

visitar petra

Fonte: sharejodan.com

Onde ficar

Eu me hospedei em Eilat, em Israel, e contratei lá um tour de um dia para a Jordânia (em média, um tour desses custa por volta de USD175,00, mas as taxas para emissão de visto e entrada não estão incluídas). Se eu pudesse voltar, ficaria mais dias na Jordânia e, especialmente para conhecer Petra, me hospedaria em Wadi Musa, cidade com um bom complexo hoteleiro e a poucos kms de Petra.

Ao se hospedar no local, você poderá fazer o incrível tour Petra by Night, que permite visitar Petra completamente iluminada por centenas de velas. Mais informações no site.

visitar petra

Petra By Night – Fonte: orth_.ch

Melhor época para a visita

Eu me atrevi a visitar a Jordânia em agosto e foi uma experiência bem calorenta. Se você puder escolher, as melhores épocas são o outono e a primavera. O inverno lá costuma ser bem frio, especialmente à noite.

Visto

Apesar de o país exigir visto para brasileiros, a entrada é relativamente simples: é possível solicitar o visto com antecedência, entrando em contato com os consulados da Jordânia, ou solicitá-lo tão somente quando da entrada no país, seja no aeroporto internacional de Amman ou nos entrepostos da fronteira. Em 2016, o visto de uma única entrada custava USD 56,00 e o de múltiplas, USD170,00. Para sair do país, exceto no aeroporto, paga-se uma nova taxa de USD 13,00. Atenção: é sempre bom checar com antecedência os valores e as informações em geral a respeito do visto, já que costumam sofrer alterações constantemente.

Eu fiz a travessia na fronteira sul entre Israel e Jordânia, que liga as cidades de Eilat (Israel) e Aqba (Jordânia). O controle de saída e entrada em Israel é bem mais exigente que o de entrada e saída da Jordânia, mas, de todo modo, o procedimento é bem simples e a fronteira é atravessada a pé.

Dica importante! Fique atento se a fronteira que você escolheu atravessar emite os vistos na hora. Para quem deseja atravessar a fronteira Ponte Allenby/Rei Hussein, por exemplo, será necessário solicitar o visto com antecedência. É sempre bom checar antes de ir.

visitar petra Foto: Clarissa Moliterno

Já se convenceu em viajar para a Jordânia e visitar esse tesouro chamado Petra? Comente aqui.