Quando se fala em visitar Minas Gerais, as cidades históricas são, naturalmente, a primeira coisa que vem à cabeça. Apesar das belezas incontestáveis de Ouro Preto, Tiradentes e Mariana, o estado tem muito mais a oferecer. Para quem curte contato com a natureza, o Parque Estadual do Rio Doce é uma excelente opção de roteiro alternativo.

Na região sudoeste de Minas, a 248 Km de Belo Horizonte, está localizada a maior floresta tropical do Estado. O Parque Estadual do Rio Doce – o primeiro parque estadual de Minas Gerais – abriga nos seus quase 36 mil hectares um patrimônio natural incrível. São árvores centenárias, 70 espécies de mamíferos e mais de 300 espécies de pássaros catalogados. Isso sem falar na flora e nas diversas espécies de peixes que habitam os 40 lagos – o maior deles com quase 7 quilômetros quadrados de área.

parque estadual do rio doce em minas gerais

Vista aérea do Parque Estadual do Rio Doce

Como chegar no Parque Estadual do Rio Doce

O Parque está na região do Vale do Aço, inserido nos municípios de Marliéria, Dionísio e Timóteo. Para chegar ao Parque Estadual do Rio Doce saindo de Belo Horizonte pela BR 262, siga no sentido de Vitória e entre no entroncamento para São José do Goiabal, entre João Monlevade e Rio Casca. Depois, prossiga 6,5 km pela BR 320. A partir daí, siga a sinalização até a entrada do parque.

Outra opção é seguir pela BR 381, sentido Belo Horizonte – Governador Valadares, passando por Timóteo. Dali até o parque são 20 km de estrada de terra. Se ficou confuso talvez seja mais fácil pegar as coordenadas aqui no mapa.

O que fazer no Parque Estadual do Rio Doce

Com tanta natureza assim, é claro que não faltam atividades. O parque conta com diversas trilhas diferentes: desde curtas que você pode fazer sozinho e são cheias de informações sobre o parque e a natureza. Até trilhas mais longas e algumas que você só pode fazer acompanhado de um guia. Se der sorte pode avistar um macuco ou um mono-carvoeiro, o maior primata das Américas.

Você lembra que eu falei que são 40 lagos no Parque Estadual do Rio Doce? Com tanta água e uma quantidade enorme de peixes, os pescadores vão gostar de saber que a pesca esportiva é liberada por lá. Você só precisa ter licença e seguir as normas. Vi várias pessoas pescando durante a minha visita ao parque, mesmo assim, espaço e peixe não faltam.

Dicas para as famílias no Parque Estadual do Rio Doce

Em outra parte protegida da lagoa você pode nadar tranquilamente. Pela profundidade, a área para natação é limitada. Por isso o local é também muito bom para quem vem com a família e pode facilmente ficar de olho nas crianças.

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

Trilhas pelo Parque Estadual

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

Pesca esportiva em diversos pontos das lagoas

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

parque estadual do rio doce em minas gerais Foto: Rodrigo Belasquem

 

Entre todas as atividades, a que eu mais curti foi o passeio de barco por uma das lagoas. Durante o dia você pode ver diversas espécies de aves e mamíferos, mas foi durante a noite que eu realmente me apaixonei.

Com o céu estreladíssimo saímos de barco para avistar os jacarés. Pudemos chegar pertinho de diversos deles e até pegar alguns filhotes na mão antes de devolvê-los ao lago. Uma experiência incrível. Se você for alguém de muita sorte pode até avistar uma onça-pintada dando sopa por lá.

Se você quer ver como foi minha experiência por lá e o que mais eu fiz no entorno do parque, veja este vídeo. E inscreva-se no nosso canal no YouTube para ficar ligado em outros destinos e dicas de viagem.

 

 

Onde ficar no Parque Estadual do Rio Doce

  • Camping no Rio Doce

Falando em família, o camping do parque está sempre cheio delas. Pagando a taxa de 10 reais por pessoa (crianças até 5 anos não pagam) você pode utilizar a estrutura que conta com churrasqueiras, pias, banheiros e pontos de energia.

Não é necessário reservar e você paga na portaria mesmo, em dinheiro. Para pernoitar no camping a taxa é de 15 reais. O estacionamento é gratuito. Se você não é do time que gosta de barracas, pode utilizar o alojamento do parque. Você pode reservar um quarto com cama de casal por 50 reais até um com cinco camas de solteiro por 120 reais.

Você pode reservar, pedir informações sobre estadia ou outros tipos de quarto pelo telefone (31) 3822-3006.

Fiquei hospedado na Pousada do Gentil em Marliéria, que fica a 1 hora de carro do Parque Estadual do Rio Doce. Um lugar super aconchegante, com redes espalhadas por todos os cantinhos pra curtir a natureza e relaxar num ambiente rural. E ainda tem um pomar e horta, com tudo bem fresquinho.

Todos os quartos possuem TV de tela plana, ar condicionado, banheiro privativo, wi fi em todas as áreas da pousada, piscina aquecida ao ar livre, sauna, área de academia, passeios a cavalo e estacionamento gratuito. Existe opção de quarto para casais e para famílias com até 4 pessoas.

A pousada também disponibiliza uma cozinha de uso comum pra você conhecer os hospedes e bater um papo enquanto curte a natureza do local.

FAÇA SUA RESERVA OU SAIBA MAIS DO HOTEL AQUI

Encontre mais hotéis e pousadas no  Parque Estadual do Rio Doce



Booking.com

 

E você? Ficou com vontade de visitar o Parque Estadual do Rio Doce?

****Nosso Colunista Rodrigo visitou o Parque Estadual do Rio Doce a convite da Secretaria de Turismo de Minas Gerais.

 

Leia mais:

Os encantos de Conceição de Ibitipoca

Como explorar o Lago de Furnas e região

Inhotim: a wonderland da arte contemporânea