A gastronomia de um país é sempre uma deliciosa forma de aprender e vivenciar a cultura local. Quem está indo para a Ásia e busca o que fazer na Tailândia vai adorar a aula de culinária tailandesa da The Oriental Thai Cooking School, do estrelado hotel Mandarin Oriental.

Muitos aromas, diversos sabores, técnicas milenares e uma lista de ingredientes quase infinita são características (nada) básicas da cozinha thai. A Tailândia é sem dúvida um paraíso para quem é bom de garfo e aprecia uma boa cozinha. A criatividade e o exotismo fazem da gastronomia tailandesa uma das mais ricas do Oriente, quiçá do mundo. Eu tinha poucas certezas de o que fazer na Tailândia enquanto planejava minha viagem pelo país, mas uma delas é que iria experimentar muitos pratos locais e faria um curso relacionado a culinária local. Dito e feito.

Escolhi a The Oriental Thai Cooking School, uma das escolas mais antigas e renomadas que fica dentro do hotel Mandarin Oriental Bangkok. Liderada pelo chef simpaticíssimo Narain Kiattiyotcharen a escola é aberta diariamente com aulas e pratos diferentes a cada dia.

FAÇA SUA RESERVA OU SAIBA MAIS SOBRE O HOTEL AQUI
o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Chef Narain e sua equipe

o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Cozinhando com o chef Narain

Como Funciona

A The Oriental Thai Cooking School se encontra no anexo dos prédios principais do hotel. Cheguei na recepção e fui acompanhado até o pier de onde saem barquinhos lindos e exclusivos para uma área do outro lado do rio Chao Phrayaque. Lá também se encontram diversas facilidades como o The Oriental SPA, o restaurante Sala Rim Naam, além de quadras esportivas e academia.

o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Sala Rim Naam

As aulas de culinária thai começam pontualmente as 9:00h e vão até as 13:00h. O idioma é o inglês, então não se preocupe em relação a língua local. Se você fala um inglês básico já sera suficiente para aproveitar e entender (quase) tudo.

No momento da reserva (é imprescindível reservar com antecedência para garantir um lugar, uma vez que o número de vagas é limitado) eles te fazem algumas perguntas como se você tem restrições alimentares, alergias e etc.

Quando chegamos na sala onde acontecem as aulas recebemos uma kit de pasta com papeis para anotações, as receitas impressas, junto com todo o material da aula e um lindo avental bordado que usamos quando começamos a cozinhar e podemos levar de lembrança para casa. #mimos

o que fazer em bangkok hotel mandarim tailandia Foto: Luis Di Mare

Receitas, avental, certificado.. lembranças da aula de culinária.

A experiência começa com o chef se apresentando e explicando o passo a passo da aula de culinária. Aprendemos a fazer quatro pratos, um menu típico e requintado que inclui entrada, prato, acompanhamento e sobremesa. Na sala de aula o chef fala sobre os ingredientes e o modo de preparo de cada prato. Enquanto o chef/professor vai apresentado os temperos e alimentos ele nos conta muito sobre a cultura e a historia do país. É uma combinação de aprendizado muito interessante e rica. Estamos falando de uma atividade de um melhores hotéis da cidade que faz parte de uma das melhores cadeias de hotéis de luxo do mundo, então somos surpreendido a todo momento. Um dos highlights do menu é a seleção precisa de pratos clássicos e sofisticados que possuem um twist à la Mandarin Oriental.

o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Menu da aula

o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Menu da aula

Aprendi, cozinhei e comi as seguintes delícias :

Entrada fria: Maa Haw – uma espécie de canapé com base de abacaxi com um mix de porco moído com vários temperos e rabanetes;
Sopa: Tom Si Krong Proong – sopa com ervas e costelinha de porco com molho de pimentas;
Prato Principal: Phad Thai – um tipo de yakissoba versão tailandesa que quem for pra Tailândia não vai voltar sem ter experimentado;
Sobremesa : Thubthim Grawb – dumplings com nuts com syrup de coco aromatizado (Essa sobremesa foi criada para impressionar os reis. Para fazê-la colorimos as nuts brancas com beterraba, assim elas ficam parecendo pedras de rubi, e usamos uma vela aromatizada para dar uma espécie de choque térmico-cheiroso na parte líquida da sobremesa. Entenderam o nível ?! rs).

o que fazer em bangkok hotel mandarim tailandia Foto: Luis Di Mare

Minhas criações, entrada, sopa e prato principal! Reparem no guardanapo na forma do logo do hotel #luxo

Podemos dizer que a aula acontece em 3 etapas. Primeiro, ouvimos as explicações do chef, depois colocamos a nossa mão na massa nas três ilhas equipadas com fogão, tábuas e outros acessórios e por fim quando tudo fica pronto somos recebidos em um dos restaurantes do hotel, o Sala Rim Naam para almoçar. Entre um preparo e outro, também colhemos ingredientes orgânicos da pequena horta de temperos que fica na parte exterior cozinha. FRESH!

Imaginem que entre um step e outro, sem que você veja, alguém da equipe do hotel/escola vai até a seu lugar na bancada para limpar, organizar seus papeis e colocar por cima a receita escrita do prato da vez, além de completar seu copo de água. O atendimento e cuidado com o cliente são excepcionais.

Curiosidades e Palavras do Chef

Tasting is believing “ – Provar é acreditar – provei praticamente todos os ingredientes de alho a pimentas. O chef diz que é importante conhecermos cada ingrediente. Estou de acordo e adorei essa teoria.

The smaller the cutter” – Quanto menor, mais fofo – Muitos ingredientes são cortados minuciosamente e ficam bem pequeninos. Efeito para garantir uma estética bonita dos pratos.

We balace flavours” – Equilíbrio de sabores – Quando comemos os pratos ficamos alguns minutos saboreando e tentando descrever os sabores e gostos. Eles apostam no equilíbrio e o chef diz que um bom prato pra tailandês contém algo apimentado, doce, azedo e amargo. Mix extremamente difícil de ser criado com harmonia, mas eles são expert nisso.

We love Fish Sauce” – Eles amam molho de peixe – Imaginem que para fazê-lo as anchovas ficam por mais de dois anos em um barril de cerâmica coberto, depois o liquido é filtrado mais de 3 vezes etc e tal. É um processo complicado e especial como o do vinho. Ah, vale dizer que esse é um ingrediente super rico em proteína, cálcio e sódio. #vivendoeaprendendo

Size matters” – As pimentas mais fortes são as menores. Tamanho é documento, sim!  rs

o que fazer em bangkok hotel mandarim tailandia Foto: Luis Di Mare

Chef Naraim explicando cada detalhe e contando curiosidades da culinária.

Esse foi sem dúvida uma das melhores coisas que fiz em Bangkok. E você está pensando o que fazer em Bangkok e/ou busca aula de culinária na Tailândia?

Fiz um mini-video para você assistir e se imaginar lá. Aperte o play!

Preços:

Vale checar os preços, datas disponíveis e o menu pelo site do hotel. Para te dar uma ideia dos valores e opções:

Hands-on cooking & Thai almoço – Baht 3,733 (foi o curso que fiz)
Hands-on cooking & Ida ao mercado local & Almoço – Bath 4,160 (nesse você ainda faz compras em um mercado local antes de começar a aula)
Private Class – Baht 5,864 (mínimo de 2 pessoas e a aula acontece na parte da tarde)

• Custo-benefício: Quando eu viajei pela Tailândia (dezembro16/janeiro2017) 1.000 Bath correspondia aproximadamente a 100 reais.

o que fazer em bangkok aula de culinária mandarim oriental Foto: Luis Di Mare

Missão cumprida!

Infos práticas:

The Oriental Thai Cooking School
48 Oriental Avenue
Bangkok 10500
Thailand
Tel: +66 (2) 659 9000
Email: [email protected] e [email protected]
Site: mandarinoriental.com/bangkok

Instagram: @mo_bangkok
Facebook: /MandarinOrientalBangkok

Luis Felipe Di Mare fez a aula a convite do Mandarin Oriental Bangkok e da XMART.

Hotéis em promoção em Bangkok


Booking.com

Por que vale contratar um seguro viagem para Tailândia?

Você não quer arriscar qualquer contratempo que possa estragar todo o planejamento de uma viagem! Você pode conferir as histórias de nossos colunistas que contam o por que vale a pena contratar um seguro viagem. De qualquer modo, o ideal em um Seguro Viagem é DIMINUIR RISCOS que podem acontecer em uma viagem. Os “extras” você pode escolher de acordo com a oferta da seguradora: que pode cobrir até extravios de bagagem, furtos e roubos e até mesmo a viagem de uma família em caso de emergência.

Para encontrar boas ofertas em seguro viagem, nós recomendamos o site Seguros Promo. Ele compara os preços e coberturas das principais seguradoras do mundo, como SulAmerica, Assist Card, GTA, Affinity, entre outras. Por lá, você pode conferir as apólices que mais tem a ver com a sua viagem e contratar a que você achar melhor.

Como a gente gosta bastante dessa ferramenta, nós conseguimos um desconto de 5% no Seguros Promo para nossos leitores! É só usar o cupom DICASDEVIAGEM5 no site, clicando aqui.

Veja também:

Dicas da Tailândia: 15 experiências indispensáveis

Passeio de elefante na Tailândia; Por que você deve escolher bem antes de fazer um