Tudo que você precisa saber antes de viajar para o maior deserto de sal do mundo e o que levar para o Salar de Uyuni para aproveitar a sua viagem da melhor maneira sem entrar numa fria!

A primeira vez que ouvi falar sobre o Salar de Uyuni foi há exatamente 10 anos atrás, quando a internet ainda estava dando seus primeiros passos e era quase impossível achar qualquer informação sobre como chegar, o que levar para o Salar de Uyuni e como se programar para a viagem.

Eu lembro como se fosse hoje que me apaixonei pelas poucas fotos que encontrei, anotei em um caderno esse nome pra eu não esquecer e, desde então, fiquei com esse sonho na minha cabeça de um dia chegar lá.

Leia Mais:

Conheça o trekking de Torres del Paine, o mais impressionante do Chile

Livres, ousadas e “sem lar”: o que as fez trocar o conforto de casa pelo inusitado ao redor do mundo

Descubra onde praticar Snow e Ski no Chile: Conheça Nevados de Chillán

Alguns anos depois, o Salar de Uyuni se tornou um dos destinos mais populares entre brasileiros fazendo o primeiro mochilão e eu confesso que perdi o encanto com esse lugar depois que aquele paraíso intocado dos meus sonhos se massificou pela internet em fotos engraçadas de perspectiva. Sentia aquele arrependimento por não ter me aventurado na época das informações escassas e medo de que a energia do lugar já tivesse mudado pelo excesso de turismo…

Engano meu! Foi com lágrima nos olhos que eu cheguei nesse destino que eu tanto esperava e hoje sou eu que venho aqui contar como deixar ainda melhor a sua experiência com simples dicas de como se programar e o que levar para o Salar de Uyuni.

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

Salar de Uyuni

O QUE LEVAR PARA O SALAR DE UYUNI:

É fundamental levar em consideração que você estará viajando por uma região de extremos na hora de escolher o que levar para o Salar de Uyuni.
Frio, calor, chuva, sol, neve, gelo, altitude… tudo isso pode estar presente na sua viagem com uma diferença drástica em poucos minutos. Portanto, vou deixar aqui uma listinha de itens indispensáveis na sua mochila para que você enfrente todas estas condições sem passar muito perrengue.

ROUPAS:

– Adoraria ser mais prática neste tema, mas você terá que levar praticamente todo tipo de roupa para esta viagem pois a diferença de temperatura pode variar muito, de graus negativos até 40 graus em questão de minutos.
– Evite roupas que você tenha pena de manchar ou sujar pois o sal é péssimo para as roupas.
– Chinelo para caminhar no Salar de Uyuni e evitar molhar o tênis em caso de alagamento, ou um tênis que você não tenha dó.
– Lenço para proteger a cabeça e ombros.
– Jaqueta quebra-vento, blusa segunda pele e alguma outra quentinha.
– Bermuda, shorts ou alguma roupa curta para evitar manchar as roupas no caso do Salar de Uyuni estar alagado.

USO PESSOAL:

– Regra #1: Água, MUITA água!
O recomendável é ingerir ao menos 2 litros de água por dia e isso não é papo saudável de que água faz bem para o corpo. No Salar de Uyuni, é altamente indispensável se manter hidratado e água é o melhor remédio para não sofrer com a altitude que pode chegar à mais de 5 mil metros acima do nível do mar.

– Papel Higiênico e sacolinha.
Obviamente, no meio do deserto qualquer banheiro é considerado item de luxo e é inevitável usar o bom e velho banheiro ao ar livre. Para os homens, isso não é tanto problema, mas para as mulheres é sempre legal carregar papel higiênico na bolsa e uma sacolinha para levar o lixo embora. O clima árido não permite que o corpo transpire, então mesmo que você costume segurar bem suas idas ao banheiro, no deserto essa regra não se aplica muito e eventualmente você terá que usar o famoso “baño inca” (como os locais carinhosamente chamam aquele xixizinho na natureza), mesmo que não queira.

– Lencinhos umedecidos.
Seguindo a mesma lógica dos banheiros, ter água quente para tomar banho é coisa rara durante essa viagem. Como normalmente as paradas nos abrigos/hotéis são durante a noite e manhã bem cedo, o clima é bastante frio para encarar a ducha gelada e a maioria das pessoas prefere optar por limpar o corpo com lencinhos umedecidos.

– Hidratante ou óleo corporal.
Mesmo que você não seja fã de hidratantes, acredite: você vai se arrepender se não levar! Até os cremes mais melequentos para pele extra seca não ficam oleosos na pele de tão seco que é o clima, então use e abuse dos hidratantes pra não ficar com a pele descascando depois.

– Hidratante e protetor labial.
O que eu mais uso no clima extremamente seco do deserto é o Bephantol Baby, que serve não só para os lábios como para qualquer região do corpo que esteja muito ressecada. Além disso, protetor solar para os lábios também é muito importante.

– Protetor solar.
Essa não é a hora de querer pegar uma corzinha, gente! O sol do deserto já queima muito mais do que o normal, e em um deserto de sal onde o sol reflete para todos os lados, é ainda pior. Lembre-se sempre de passar um bom protetor todos os dias antes de sair para os passeios.

– Soro fisiológico para nariz e colírio.
Principalmente nos meses mais secos do ano, você irá sentir bastante dificuldade para respirar, o nariz, garganta e olhos extremamente secos e isso incomoda bastante especialmente na hora de dormir. O soro fisiológico para nariz e olhos pode ajudar bastante a hidratar e irá deixar sua viagem com menos incômodos.

– Remédio para dor de cabeça.
Um dos primeiros sintomas do mal de altitude é a dor de cabeça forte, portanto mesmo que você evite tomar remédios ou não costume ter dores de cabeça, é importante carregar algum tipo de analgésico por precaução. Seguindo a recomendação de tomar bastante água, provavelmente você não terá este problema e assim pode evitar tomar remédios.

– Snacks e beliscos para a viagem.
Apesar de todas as refeições estarem inclusas no tour, é importante levar algumas comidinhas para beliscar durante a viagem. Como as distâncias entre um lugar e outro são muito grandes durante a viagem, é comum passar várias horas entre cada refeição e não há nada para comprar nas paradas.

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

Céu lindo de estrelas no Salar de Uyuni

 

COMO SE PROGRAMAR:

O tour ao Salar de Uyuni pode acontecer de diversas formas:

Para quem inicia a viagem no Chile, o ponto de partida é San Pedro de Atacama. A cidade faz fronteira com a Bolívia e possui diversas agências que oferecem o tour pelo deserto. A viagem pode ser feita em 3 dias de um verdadeiro espetáculo da natureza encerrando na cidade de Uyuni, ou em 4 dias com regresso para San Pedro de Atacama no último dia.

Eu fiz o tour saindo e voltando para o Atacama. O passeio completo de 4 dias com refeições e acomodações incluídas custou em média R$600 pela agência Atacama Mística (ou Tierra Mística, como se chama a mesma agência em Uyuni), que é uma das mais tradicionais da região e eu tive uma ótima experiência com o serviço de modo geral.

Para quem já está viajando pela Bolívia, a melhor opção é começar pela cidade de Uyuni. Diferente da viagem saindo do Atacama, em Uyuni você terá diversas opções de passeios que podem ser feitos em algumas horas no Salar como um tour noturno, tour de pôr do sol, tour diário ou também pode optar pela mesma viagem mais longa de 3 dias explorando os mais diversos cenários da região encerrando a viagem no Chile, ou ainda o tour de 4 dias que regressa à Uyuni.

Além de ter mais alternativas iniciando a viagem pela Bolívia, os valores dos passeios também saem consideravelmente mais baratos pelo fato da economia boliviana ser mais desvalorizada que a chilena. Em Uyuni, o nome da agência que eu usei é Tierra Mística.

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

A MELHOR ÉPOCA PARA VIAJAR:

O Salar de Uyuni recebe visitantes durante qualquer época do ano, mas a paisagem muda bastante nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março, que é a estação de chuvas no deserto.
Para os amantes da fotografia, como eu, obviamente essa é a época mais bonita para conhecer o Salar, pois a água da chuva forma um infinito espelho d’água deixando tudo duplamente incrível!

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

o que levar para o Salar de Uyuni Foto: Patricia Schussel

No entanto, a contrapartida para quem quer viajar nessa época do ano é a instabilidade climática que deixa a viagem cheia de imprevistos e as estradas um pouco mais perigosas. É bem importante levar isso em consideração e prever uma certa folga na agenda, já que as constantes chuvas na região podem trazer diversas mudanças de rota ou bloqueios na estrada com bastante frequência.
Se você não gosta tanto de aventuras e prefere seguir um itinerário com menos riscos de imprevistos, é mais aconselhável optar pelos meses mais secos entre Abril e Dezembro, que com certeza também irão te proporcionar paisagens de tirar o fôlego.

Agora me diga… seja com sol, chuva, frio, calor ou qualquer outra condição, não é difícil ter certeza que vale a pena cada segundo dessa viagem, não é mesmo? 🙂