Planejando uma viagem para a cidade do amor? Nesse guia separamos todas as informações que você precisa saber antes de ir a Paris. Saiba tudo e planeje uma viagem completa!

Paris, também conhecida com a “Cidade Luz”, abriga incontáveis atrações, desde monumentos históricos, arquitetônicos, museus, restaurantes estrelados, lojas das grifes mais famosas, e mais. E esses são só alguns dos motivos que fazem a capital francesa ser dos 10 destinos mais visitados da Europa. A Torre Eiffel, cartão postal conhecido mundialmente, é apenas um pequeno pedaço de tudo o que a cidade tem a oferecer.

Quem viaja até lá não pode deixar de jantar nos lindos bistrôs, de provar o crème brulée e os macarons super característicos das pâtisseries francesas e de passear por alguns dos mais famosos pontos turísticos de Paris. Assim, pensando nas dúvidas que podem surgir ao planejar uma viagem, preparamos este guia completo sobre a maior cidade da França a fim de tornar sua viagem especial!

Aqui você vai encontrar uma lista completa com as melhores atrações para montar seu roteiro, saber os melhores hotéis de onde ficar em Paris para ter uma estadia incrível, ver dicas de dicas de onde comer em Paris e muito mais. Também explicamos a melhor época para ir e disponibilizamos cupons de desconto imperdíveis para garantir um seguro viagem Paris e um chip de celular para Paris no precinho!

Vamos juntos? 😎

O que fazer em Paris

O Museu do Louvre, em Paris, é um extenso palácio de fachada com colunas. Logo em frente a ele e na lateral esquerda da imagem fica uma pirâmide alta de vidro. Várias pessoas passeiam ao redor durante o dia de céu azul. - Foto: Ahmad via Unsplash
Museu do Louvre – Foto: Ahmad via Unsplash

A capital da França é conhecida mundialmente por sua arquitetura única e construções impressionantes, como a Torre Eiffel, o Museu do Louvre e a Catedral de Notre-Dame. No entanto, Paris tem diversos outros pontos turísticos que valem a pena conhecer. Os museus em Paris, por exemplo, abrigam obras de alguns dos artistas mais renomados. Há ainda exposições temporárias em variados locais para que o público conheça de tudo um pouco durante o passeio.

Se você quer apreciar as obras de Picasso, o museu homônimo te deixará encantado. Para os amantes da moda, o Musée Yves Saint Laurent reúne uma coleção sobre a vida e a moda do designer icônico. Já o Museu do Louvre é o maior do mundo e o mais conhecido no destino, sendo uma parada obrigatória durante sua viagem. Sua seleção icônica conta com “Monalisa”, de Leonardo Da Vinci, “A Vênus de Milo”, da Grécia Antiga e “A Coroação de Napoleão”, de Jacques Louis David.

A cidade ainda possui catedrais belíssimas, jardins exuberantes, casas de ópera e, claro, a famosa Disneyland Paris. Uma visita ao parque vai tornar o passeio ainda mais especial e memorável! Agora, uma visita aos cemitérios de Paris ou às catacumbas pode parecer excêntrica, mas se você quer conhecer o lugar onde foram enterradas personalidades como Edith Piaf, Molière, Chopin, Oscar Wilde e até Allan Kardec, os lugares são ótimas dicas de passeios alternativos.

Confira uma lista com os pontos turísticos citados acima e mais escolhas de o que fazer em Paris:

  1. Torre Eiffel
  2. Museu do Louvre
  3. Catedral de Notre-Dame
  4. Arco do Triunfo
  5. Champs-Élysées
  6. Rio Sena
  7. Disneyland Parisexcursão para o parque
  8. Basílica de Sacre Coeur
  9. Ópera Garnier
  10. Museu de Orsay
  11. Jardim de Luxemburgo
  12. Sainte-Chapelle
  13. Panteão
  14. Praça da Bastilha
  15. Praça da República
  16. Moulin Rouge
  17. Cemitério do Père-Lachaise
  18. Stade de France
  19. Conciergerie
  20. Museu Picasso
  21. Praça da Concórdia
  22. Musée Yves Saint Laurent

Leia todas nossas dicas:

Onde ficar em Paris

A Cidade Luz é dividida em 18 arrondissements (ou bairros), mas os mais recomendados para escolher uma hospedagem são os numerados de 1 a 8. O 1º arrondissement fica nos arredores do Louvre e, por ser uma área mais turística, é um lugar bastante movimentado. Por lá ficam concentrados os hotéis cinco estrelas, super luxuosos.

O 2º arrondissement é um bairro de negócios, já que fica ao redor da bolsa de valores francesa. A Ópera Garnier também fica localizada nesse distrito.

Os 3º e 4º arrondissements são alguns dos mais recomendados por lá, pois são bastante movimentados e ficam perto de várias atrações.

Já o 5º arrondissement é mais conhecido como Quartier Latin e concentra lugares como a Sorbonne e o Panteão. O local é muito indicado aos jovens que buscam hotéis com diárias mais econômicas e comida por preços em conta, sendo mais tranquilo na Rue des Ecoles e mais badalado na Rue Mouffetard.

O 6º arrondissement é uma área mais artística e tem ótimas opções para comer, se hospedar, comprar e passear, além de ser conhecida como a zona dos pensadores, artistas e boêmios.

O 7º arrondissement é onde fica a Torre Eiffel e tem um clima mais residencial e sofisticado, menos na Rue du Bac, que concentra bons restaurantes e comércio.

Por fim, o 8º arrondissement fica ao redor da Champs-Elysée e do Arco do Triunfo, sendo um lugar nobre com hotéis de luxo clássicos muito escolhidos por famosos que vão até a cidade.

Hotéis em Paris

Quarto do Four Seasons Hotel George V Paris. A cama de casal tem um banco acolchoado aos pés e mesinhas de cabeceira com vaso de flores e abajur dos dois lados. A parede atrás da cama é feita de espelhos. Ao lado direito da cama há uma janela com cortinas fechadas, e uma poltrona e uma mesinha ficam logo ao lado. Um lindo lustre está pendurado acima da cama.
Clique na imagem e faça sua reserva no Four Seasons Hotel George V Paris

Os hotéis em Paris vão desde os mais luxuosos até opções com diárias econômicas, então com certeza é possível encontrar uma hospedagem ideal para o que você procura na cidade. Há escolhas com vista direta aos principais pontos turísticos do destino (como os hotéis com vista para a Torre Eiffel), lugares luxuosos que contam com spa e todo tipo de comodidade, e também hotéis baratos mais distantes, mas ainda assim encantadores. Confira uma seleção dos melhores hotéis de Paris:

Veja todas as opções de hotéis em Paris.

Bed & Breakfast em Paris

Quarto do Le clos de l'olivier. A cama de casal fica encostada na parede do lado direito e tem mesinhas de cabeceira com abajur dos dois lados. Ao lado esquerdo da cama e no fundo da imagem há duas janelas na parede com uma mesa de trabalho que tem abajur, lixeira, cadeira e TV na parede acima entre si. Uma estante branca fica no canto do quarto. Uma mesa de madeira está na lateral esquerda da foto.
Clique na imagem e faça sua reserva no Le clos de l’olivier

Está pensando em encontrar uma hospedagem mais intimista para aproveitar o tempo na cidade se sentindo em casa? Os bed & breakfast em Paris são acomodações geralmente gerenciadas por famílias, assim inspirando um conforto adicional, muitas vezes não encontrado nos hotéis de rede. Esse tipo de hospedagem se parece bastante com as pousadas aqui no Brasil, e são recomendações adoráveis além de ótimas escolhas de estadia:

Veja todas as opções de bed & breakfast em Paris.

Airbnb em Paris

Interior de um dos Apartments Du Louvre St Honoré. A foto foi tirada na sala de jantar, que tem uma mesa posta com quatro cadeiras. Uma bancada branca separa o local da cozinha equipada com armários e fogão. Na parede ao fundo há uma janelinha. Na mesma parede da janela há uma porta que leva ao quarto, onde é possível ver uma cama de casal.
Clique na imagem e faça sua reserva no Apartments Du Louvre St Honoré

Que tal garantir um airbnb em Paris e aproveitar sua estadia, de forma mais independente, num lugar com tudo o que uma casa precisa ter? Os lugares recomendados abaixo contam com cozinha, sala de estar, quarto e banheiro, e fazem você se sentir como um verdadeiro parisiense durante o tempo que passar na Cidade Luz. Confira uma lista com alguns dos melhores avaliados por lá:

Veja todas as opções de airbnb em Paris.

Hostels em Paris

Quarto do The People - Paris Bercy. Beliches bege ladeiam a imagem enquanto o corredor no centro leva até uma janela de vidro com vista para árvores. Há um cabide de roupas ao lado esquerdo da janela.
Clique na imagem e faça sua reserva no The People – Paris Bercy

Os hostels em Paris são acomodações econômicas e perfeitas para quem planeja pagar barato na hospedagem. Esses lugares contam com beliches em dormitórios compartilhados (mistos ou femininos) e quartos privativos por um preço maior. Veja a seguir algumas indicações que vão agradar a todos os gostos:

Veja todas as opções de hostel em Paris.

Apart-hotéis em Paris

Cozinha da My Maison In Paris - Louvre, onde uma mesa com banquinhos encara armários e utensílios na parede ao lado direito. Há um micro-ondas, uma chaleira e uma cafeteira ao lado da pia. Ao fundo do cômodo fica a sala de estar com sofá, poltronas, TV e uma janela com cortinas.
Clique na imagem e faça sua reserva na My Maison In Paris – Louvre

Os apart-hotéis em Paris são ótimas alternativas para quem quer garantir acomodações completamente mobiliadas e equipadas com tudo necessário para estadia, incluindo cozinha e sala de estar. Eles se diferem das opções de aluguel de temporada pela disposição de uma equipe e recepção, além de outros serviços que podem ser incluídos no preço, como limpeza diária e café da manhã. Confira algumas das escolhas mais bem localizadas no destino:

Veja todas as opções de apart-hotéis em Paris.

Onde comer em Paris

Macarons coloridos na pâtisserie Ladurée. - Foto: Finn via Unsplash
Pâtisserie Ladurée – Foto: Finn via Unsplash

Os restaurantes parisienses são conhecidos mundialmente, seja pelos doces sofisticados ou pelas refeições saborosas dos mais variados tipos. Antes de reservar uma mesa na cidade, no entanto, é necessário entender a diferença entre bistrô, restaurante, café, brasserie, boulangerie e pâtisserie.

Um bistrô tem ambiente aconchegante, porém não tem o luxo dos restaurantes maiores e sofisticados, onde há mais formalidade no atendimento. Os cafés estão espalhados pela cidade e são uma boa opção para lanches rápidos durante o dia, já que servem almoços em conta, xícaras de café e até taças de vinho.

Agora, os termos que mais causam dúvida são brasserie, boulangerie e pâtisserie. Uma brasserie nada mais é do que um bar francês, onde o ambiente é mais informal e descolado, perfeito para aproveitar ótimos drinks e porções.

As boulangeries são como padarias, mas a maioria delas só funciona no balcão e não oferece mesa para refeição. São os locais ideais para achar ótimos croissants, baguetes e pains au chocolat. Por fim, quem sonha em experimentar iguarias como macarons e éclairs vai se deliciar nas pâtisseries, lugares especializados em doces franceses.

Além dos doces e pães, praticamente obrigatórios na sua lista do que provar em Paris, a carne de pato também é muito famosa entre os franceses e com certeza fará parte da sua rotina por lá. Vale ainda colocar na lista os famosos crepes, o crème brulée, o croque monsieur para experimentar. Por último, caso seja do seu gosto, não deixe de provar o escargot.

Quer conhecer algumas recomendações de onde comer em Paris para aproveitar pratos saborosos e docinhos decorados? Confira a seguir restaurantes que valem a pena conhecer:

  • Le Comptoir du Relais
  • Ladurée
  • Du Pain et des Idées
  • Les Ombres
  • Le Relais de L’Entrecôte
  • La Tour d’Argent
  • L’Ambroisie
  • Café de Flore
  • Le Chateaubriand
  • Au Pied de Cochon

Quando ir para Paris

As melhores épocas para ir para Paris são durante as estações intermediárias, principalmente o mês de maio para aproveitar a primavera. Nessa época as temperaturas estão amenas, os parques estão floridos e há filas menores nas atrações e restaurantes. Caso você queira aproveitar um clima fresco e tonalidades de laranja nas árvores, os meses de setembro e outubro são ideais para curtir o outono parisiense.

Agora, se você pretende viajar nos meses de férias, o verão europeu (meses de junho a agosto) é mais recomendado que o inverno, já que as atividades ao ar livre podem ser realizadas com mais tranquilidade e as temperaturas não atingem picos como no Brasil. Porém, se prepare para a grande quantidade de turistas que vai à capital francesa nessa época, lotando bastante os pontos turísticos.

O inverno em Paris é rigoroso, embora a possibilidade de neve seja rara (além de ser pouca quantidade, e durar pouco tempo). A estação mais fria não é tão recomendada, mas caso você queira pagar barato nos hotéis em Paris, é um ótimo período para encontrar preços mais baratos.

Quantos dias ficar em Paris

Nossa recomendação é ficar, em média, cinco dias em Paris para aproveitar tudo o que a Cidade Luz tem a oferecer com tranquilidade. Numa viagem com esse tempo disponível você conseguirá conhecer a Torre Eiffel, a Champs-Elysées, o Arco do Triunfo e ainda mais atrações!

Um roteiro de três dias não consegue incluir todos os pontos turísticos de Paris que merecem a visita, sendo um período curto demais para aproveitar o destino com qualidade.

Já um planejamento de uma semana permite passeios tanto dentro da cidade quanto em localizações ao redor, como o Palácio de Versalhes, por exemplo. Quem sabe também não dá para passar um dia na Disneyland Paris, também, caso você tenha sete dias para curtir a capital da França?

Como chegar em Paris

A forma mais comum de chegar a Paris é de avião, desembarcando no Aeroporto Charles de Gaulle (CDG) ou no Aeroporto de Orly (ORY). Há voos diretos de várias cidades do Brasil.

Para quem já estiver na Europa, existem voos diários partindo das principais capitais com destino à Paris, inclusive com opção de voos low cost. Outras opções, ainda, são os trens de alta velocidade (TGV) e os ônibus internacionais.

De avião

É possível chegar de avião em Paris saindo de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza pela Latam e Air France, pousando no Aeroporto Charles de Gaulle, e de Campinas pela Azul, pousando no Aeroporto de Orly, sem nenhuma conexão.

As demais capitais brasileiras realizam voos com escalas em cidades do Brasil ou do exterior, como Lisboa ou Madri, por exemplo. As viagens diretas levam cerca de 11h30, enquanto as que realizam conexão variam entre 15h a 20h de voo.

Caso você já esteja na Europa, uma boa ideia é optar pelas companhias low cost, como a Vueling, a Ryanair e a Easyjet, que oferecem voos por € 50 ou menos. Essas viagens terminam no Aeroporto Beauvais Tillé (BVA), local utilizado por essas companhias para viagens europeias.

De trem

Para chegar em Paris de trem a partir de cidades europeias é necessário comprar a passagem com antecedência, visto que os preços sobem com a proximidade da viagem.

Cidades como Barcelona, Londres, Amsterdam, Bruxelas, Frankfurt e Genebra oferecem o conhecido Eurostar, que pode ser uma boa alternativa ao avião, mas acaba custando praticamente o mesmo preço. Como não há estação ferroviária em Paris, os trens chegam e partem de seis gares: Gare du Nord, Gare de Lyon, Gare de l’Este, Gare Montparnasse, Gare St.-Lazare e Gare d’Austerlitz.

De carro

Se você já estiver passeando pela Europa de carro e chegar até Paris com o veículo, uma boa dica é entregá-lo à locadora e passear por lá de outros modos. Isso porque o trânsito dentro da Cidade Luz é caótico e repleto de engarrafamentos, principalmente nos horários de rush. Os estacionamentos por lá são também muito caros, custando aproximadamente € 25 por dia.

Para chegar até Paris de outras cidades, a melhor escolha é calcular a rota no Google Maps e ver as melhores estradas e vias de acesso.

De ônibus

Escolher ir de ônibus até Paris torna a viagem mais barata, porém bem mais demorada. A Paris Gallieni é a estação do destino que recebe ônibus nacionais e também de Luxemburgo e da Bélgica, por exemplo, então é possível aproveitar o serviço em diversos lugares da Europa.

De Londres até Paris

As maneiras mais fáceis de chegar em Paris saindo de terras inglesas são por avião ou trem. É possível encontrar voos mais baratos pelas companhias low cost, então os preços variam entre € 35 e € 300. Os voos partem do Aeroporto de Heathrow, em Londres, e pousa no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. O trajeto leva cerca de 1h30 para voos diretos, mas em caso de viagens com escala em Amsterdam, Malta ou Milão, a viagem pode durar mais de 10h.

Por isso, o jeito mais recomendado de chegar até a Cidade Luz é pelo trem da Eurostar que sai da estação St. Pancras International, em Londres, e vai até a Gare du Norde, em Paris. Custando € 250, a viagem dura aproximadamente 2h20.

De Barcelona até Paris

Há quatro formas de ir de Barcelona até Paris: de carro, de avião, de ônibus e de trem. O mais indicado é pegar um avião ou um trem, já que são mais de 1.000 km a serem percorridos. Uma viagem de carro de 11h com certeza seria bastante cansativa, e os trajetos de ônibus levam mais de 12h, além de terem várias paradas.

Quem escolhe ir de TGV (trem de alta velocidade) pode escolher entre três horários e aproveitar as seis horas de viagem em cabines espaçosas e confortáveis. A viagem custa cerca de € 80, mas uma boa dica é garantir a passagem antecipadamente para encontrar preços menores. O trem sai da estação Sants, em Barcelona, em direção à estação Gare de Lyon, em Paris.

As rotas de voo levam apenas duas horas, então se a rapidez for prioridade na viagem essa com certeza é a melhor opção. O avião sai do Aeroporto El Prat, em Barcelona, e vai até o Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, e custa cerca de € 80, ou até menos, caso você compre uma passagem das companhias low cost.

De Madri até Paris

A viagem de Madri até Paris segue o mesmo esquema de quem parte de Barcelona. Ou seja, o avião e o trem são os melhores amigos dos viajantes madrileños. Partindo do Aeroporto de Barajas, em Madri, com direção ao CDG, a viagem de avião pode custar de € 50 a € 230, dependendo da companhia aérea, e leva cerca de duas horas. Já o trem tem trajeto mais demorado, de aproximadamente 13h20, porque faz conexão na Estação Sants, em Barcelona. O preço varia entre € 180 e € 275.

De Lisboa até Paris

Também é possível ir de Lisboa até Paris de quatro jeitos: de avião, de trem, de carro e de ônibus. No entanto, como a cidade fica mais distante, é recomendado pegar um avião. O voo parte do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e faz um trajeto de aproximadamente 2h30 até o Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. É possível encontrar bons preços nas companhias low cost!

As outras opções são bastante demoradas e, no caso do trem, fazem mais conexões. Uma viagem de carro leva mais de 17h, enquanto a de ônibus leva 27h30. Pegar um voo é a melhor escolha!

De Amsterdam até Paris

Como Amsterdam não fica tão distante de Paris, é possível ir de vários jeitos até a cidade. Quem alugou um carro para ir até o destino fará uma viagem tranquila de cinco horas e pode aproveitar a paisagem e conhecer várias cidades pelo caminho. O avião é o modo de transporte mais rápido, levando apenas uma hora (no caso de viagem sem escala) do aeroporto holandês Schiphol até o CDG.

A viagem de trem oferece o melhor custo-benefício, pois leva quase o mesmo tempo do avião e custa a partir de € 30. Ele sai da Estação Central de Amsterdam em direção à Paris Nord. Já o ônibus é a opção mais barata e tem de 7 a 16 horas de duração, saindo da Estação Sloterdijk, em Amsterdam, e parando nas estações parisienses.

Como se locomover em Paris

Quem quer entender os transportes em Paris deve se atentar às diferenças nos tipos de trens e ônibus para evitar perrengues. Uma boa maneira de passear dentro da cidade é apostar em calçados confortáveis e caminhar bastante. Assim você aproveita para conhecer as atrações e fazer belos registros pelas ruas da cidade. No entanto, como os pontos turísticos de Paris ficam espalhados pela cidade, pode ser necessário conhecer o transporte público e usar principalmente as linhas do metrô.

Os carros não são muito recomendados porque, como dito acima, o trânsito parisiense é caótico e os estacionamentos caros. Você também pode aproveitar o serviço de ônibus, seja diurno ou noturno, e conhecer a cidade por preços mais em conta.

Veja a seguir mais dicas de como se locomover em Paris:

Metrô

Você pode aproveitar mais de 300 linhas de um dos metrôs mais antigos do mundo sem ter que andar muito para encontrar uma estação. São 16 linhas de metrô (numeradas de 1 a 14, 3 bis e 7 bis), cada uma com uma cor correspondente e que correm em duas direções indicadas por sua estação final.

Quem frequentar as estações poderá conferir um mapa do metrô em cada uma delas para tirar dúvidas e se locomover sem problemas. Cada bilhete de metrô custa € 1,80 e serve para apenas uma viagem (incluindo conexões), mas você pode optar pelo “carnet” de 10 bilhetes que sai por € 14,40.

Ônibus

Assim como o metrô, os ônibus também utilizam tíquetes, mas é possível pagar diretamente ao motorista o valor da passagem, que deve ser exato. Há ainda os ônibus noturnos que circulam da 00h30 às 5h30 e passam nas estações Châtelet, Montparnasse, Gare de l’Est, Gare de Lyon e Paris Saint-Lazare. Fique atento aos horários, no entanto, para não esperar muito tempo durante altas horas da noite.

Trem

Além das linhas de metrô, há também vários tipos de trem que podem ser acessados na Cidade Luz. O RER é como um trem expresso que também pode passar em alguns trajetos no subterrâneo. Já o tranway oferece a velocidade e a regularidade do metrô com o conforto de uma viagem de ônibus, de acordo com a empresa RATP, responsável pelo controle dos trens. Por fim, o transilien é um trem expresso regional na superfície que cobre os subúrbios de Paris e algumas estações-chave na cidade.

Uber

Chamar um Uber para percorrer distâncias em Paris vale mais a pena do que alugar um carro para passear na cidade, já que a dificuldade de encontrar vagas para estacionar e o estresse para dirigir no trânsito caótico podem estragar sua experiência na viagem. 😉

Como ir de Paris até Versalhes

Planejando conhecer o Palácio de Versalhes? Você pode pegar um trem na capital francesa e descer na estação Versailles-Chantiers, aproveitando o trajeto de aproximadamente uma hora numa cabine confortável.

A passagem para o RER C, ou Linha C da Rede Expressa Regional, custa cerca de € 7 e para em várias estações de Paris. Outra possibilidade é ir de carro, num trajeto de trinta minutos a uma hora, em que o mais ideal é calcular a rota em um aplicativo de localização.

Informações essenciais

  • Passaporte: Necessário para entrada na França.
  • Visto: Brasileiros não precisam de visto para estadias de até 90 dias.
  • Vacinas: Não há exigências específicas.
  • Idioma: Francês.
  • Moeda: Euro (€).
  • Segurança: Paris é uma cidade segura, mas é importante tomar precauções básicas.
  • Fuso horário: GMT+1.
  • Tomadas / Voltagem: 220V, plugue tipo E.

Seguro viagem para Paris

Ter um seguro viagem para Paris é requisito para entrar no país, que faz parte do Tratado de Schengen e exige uma cobertura médico-hospitalar de, no mínimo, € 30 mil para viajantes. Além de ser obrigatório, o seguro é uma ótima forma de garantir uma viagem mais tranquila. Aproveite também nosso cupom de desconto Seguros Promo. – VER PREÇOS

Chip de celular Paris

Que tal passar toda sua temporada em Paris 100% conectado à internet? Com os chips de viagem internacionais isso é possível, e por preços super justos, que não pesam no bolso. Confira as ofertas da America Chip e garanta agora mesmo internet para usar à vontade em Paris. Aproveite e confira nosso cupom de desconto America Chip. – VER PREÇOS

Passagens aéreas para Paris

Quer garantir uma passagem para Paris com preços super atrativos? Nós usamos a plataforma Vai de Promo para encontrar os voos mais em conta do mercado. Confira as promoções do dia e fique de olho para economizar na compra das suas passagens aéreas. – VER PREÇOS

Aluguel de carro em Paris

Você sabia que pode alugar um carro para Paris online? Dessa forma, ao chegar no destino, você vai direto à locadora apenas para retirar seu veículo e seguir com a viagem. Aproveite nosso cupom de desconto RentCars e encontre a opção mais vantajosa para você ao usar o comparador de locadoras RentCars. – VER PREÇOS

Dúvidas frequentes

O que fazer em Paris?

As principais escolhas de o que fazer em Paris são: Torre Eiffel; Museu do Louvre; Catedral de Notre-Dame; Arco do Triunfo; Champs-Élysées. Veja mais pontos turísticos de Paris.

Quais são os principais passeios em Paris?

Alguns dos principais passeios em Paris são: Disneyland Paris; Basílica de Sacre Coeur; Ópera Garnier; Sainte-Chapelle; Panteão. Confira mais pontos turísticos de Paris.

Onde ficar em Paris?

Escolher onde ficar em Paris depende de quais pontos turísticos você quer ficar perto e quanto planeja gastar com a hospedagem. A cidade é dividida em 18 arrondissements, dos quais os primeiros 8 são os mais recomendados para escolher uma hospedagem porque ficam mais na região central.

Quais os melhores hotéis de Paris?

O Hôtel des Arts Montmartre, o Cheval Blanc Paris & Dior Spa Cheval Blanc Paris, o Four Seasons Hotel George V Paris, o Hôtel Le Presbytère, o La Demeure Montaigne e o Hôtel Jardin de Cluny são alguns dos melhores hotéis de Paris.

Tem opções de pousadas em Paris?

Os bed & breakfast em Paris são as famosas pousadas brasileiras e oferecem estadias aconchegantes na Cidade Luz, confira algumas recomendações: Relais12bis Bed & Breakfast By Eiffel Tower, Le clos de l’olivier, My Home For You Luxury B&B e La Maison Gobert Paris Hotel Particulier.

Quais as melhores opções de airbnb em Paris?

Algumas das melhores opções de airbnb em Paris são: Beauquartier Paris – Montorgueil, Apartments Du Louvre St Honoré, Edgar Suites Expo Paris Porte de Versailles, Résidence Louvre – Bellan, Citadines Bastille Marais Paris.

Quais os melhores hostels em Paris?

O The People – Paris Bercy, o The People – Paris Nation, o The People Paris Belleville, o JO&JOE Paris – Nation e o St Christopher’s Inn Paris – Gare du Nord são alguns dos melhores hostels em Paris.

Quantos dias ficar em Paris?

O tempo ideal para ficar em Paris é de cinco dias para conhecer as principais atrações da cidade, como a Torre Eiffel, a Champs-Elysées, o Arco do Triunfo, o Museu do Louvre e a Ópera Garnier. Com três dias na cidade a viagem será mais corrida. Agora, se você vai passar uma semana por lá, poderá adicionar ainda mais pontos turísticos de Paris no seu roteiro!

Como chegar em Paris?

A forma mais fácil de chegar a Paris é de avião, desembarcando no Aeroporto Charles de Gaulle (CDG) ou no Aeroporto de Orly (ORY), dependendo da cidade brasileira de onde você partir. Caso já esteja na Europa, opções incluem trens de alta velocidade (TGV) e ônibus internacionais.

Melhor época para ir a Paris?

A melhor época para ir a Paris é durante a primavera, principalmente no mês de maio quando as árvores estão floridas e as temperaturas agradáveis. O outono também é uma boa alternativa, pois garante belas paisagens e clima fresco. Tanto o verão quanto o inverno não são tão recomendados caso você queira aproveitar as atrações com tranquilidade.

Onde fica Paris?

Paris é a capital da França e fica localizada no norte do país, na região administrativa da Île-de-France. Também conhecido como Cidade Luz por conta de sua importância no iluminismo, o local é cortado pelo Rio Sena.

Como se locomover em Paris?

A melhor forma de se locomover em Paris é pelo transporte público, seja metrô ou ônibus. O metrô é um dos mais antigos do mundo e funciona por toda a cidade, e a frota de ônibus é bem estruturada e tem até horários noturnos. Há, também, três tipos de trem pelo destino! No entanto, se você quer passear bastante, outra ótima dica é aproveitar bicicletas ou até mesmo caminhar entre os pontos turísticos.

Precisa de visto para entrar em Paris?

Não é necessário visto para entrar em Paris, já que a França é membro do Tratado de Schengen. Há exigência, porém, de apresentação de um seguro viagem Paris, de um passaporte válido com pelo menos 6 meses de validade e do formulário ETIAS. Confira os requisitos atualizados antes de viajar no site Join Sherpa.

Precisa de vacina para entrar em Paris?

Não é necessário apresentar nenhuma vacina específica para entrar em Paris.

Paris é uma cidade segura?

Sim, Paris é uma cidade segura. No entanto, é sempre necessário estar atento às precauções básicas, como não levar itens valiosos durante passeios pela cidade, tomar cuidado com batedores de carteira (pickpockets), evitar ficar hospedado longe da região central e manter cópias dos documentos importantes.

Preciso saber francês para visitar Paris?

Não é necessário saber francês para ir até Paris, mas uma boa dica é aprender frases simples para tornar a comunicação mais fácil, já que os franceses gostam que os visitantes demonstrem respeito pela língua deles, então saber falar “não sei falar francês, você pode falar inglês?” é importante. Claro que o conhecimento de inglês é indispensável, já que os franceses não saberão se comunicar em português com você. 😉

Preciso de seguro viagem para visitar Paris?

É preciso, sim, contratar um seguro viagem Europa para ir a Paris, pois o destino é um dos integrantes do Tratado de Schengen.