atentados em paris

Por Sérgio Vidal:

“Tenho 20 anos, estou em Intercambio em Portugal por 6 meses e vim a passeio para Paris, uma viagem de 5 dias. Cheguei na quinta-feira, um dia antes dos atentados.

Estava na rua o dia todo de ontem 13/11, visitei o Pompidou e outros pontos turísticos. Às 18 estava muito frio, eu e minha amiga queríamos ir ao Louvre mas decidimos ir embora para casa devido ao frio. Voltamos para casa as 20, normalmente voltamos de nossas viagens as 22, porem tivemos sorte!
Passamos duas vezes em frente a boate onde ocorreu o maior número de mortos, e próximo a outros pontos também. As 21:30 aproximadamente, horário dos atentados, estávamos na rua indo para a final do Secret Story, já que um dos meus amigos é produtor. Já no caminho recebemos a primeira ligação de um atentado, sem mais informações. Assim que chegamos no estúdio o clima já estava pesado, porém não sabíamos de nada. Até que começamos a ouvir sirenes de polícia, ambulâncias e helicópteros. Os telefones não paravam de tocar para todos os convidados da final. As informações eram confusas, entre 3 ou 5 atentados, várias pessoas choraram e o clima ficou muito pesado, as pessoas não entendiam o que estava acontecendo e os seguranças acharam melhor fechar as portas e não deixar ninguém sair até que tudo se acalmasse. Neste tempo as informações foram chegando rapidamente, muitos falaram sobre 3ª guerra mundial, outros culpavam os refugiados e que poderia ter terroristas infiltrados no meio deles. Ninguém entrou em pânico, mas estavam assustados. A final do Secret Story (um Big Brother Francês) foi cancelada.
No caminho para casa tinha polícia com metralhadora em cada esquina, alguns carros eram parados, haviam muitos helicópteros também, algumas pessoas corriam assustadas.
Dormimos com a incerteza do que iria acontecer, apenas nervosos com o que tinha ocorrido. O clima da cidade estava tenso.

atentados em paris

Ao acordar, a notícia dos mais de 100 mortos nos caiu como um tapa. Foi horrível. Saber que aquilo tudo estava acontecendo bem ao nosso lado e que poderia ter brasileiros, amigos e até mesmo nós em um desses lugares.

Hoje o dia foi estranho. Paris amanheceu fria e com um pouco de chuva. As ruas estavam bem mais vazias que o comum, e ninguém falava muito. Fomos ao Montmartre e por la tinha muita polícia, sempre com metralhadoras nas mãos. Em um dos estacionamentos verificaram nosso carro e o porta-malas. Algumas lojas e restaurantes estavam fechados. Na volta, fomos ao Moulin Rouge e meus amigos Franceses ficaram assustados, nunca tinham visto as luzes de lá apagadas. Passamos no Louvre já no final da noite, estava cercado por contenção de metais e diveeeersos policiais com metralhadoras. Não haviam turistas, poucas pessoas nas ruas e sem nenhum trânsito. A cidade parou, a barbárie, o drama e o medo tomaram conta de toda a população e os turistas. O clima está pesado, as pessoas estão assustadas com o que pode acontecer por esses dias. Todos os pontos turísticos estavam fechados e em luto.

atentados em paris

Foi isso. O clima está ruim, não sabemos o que fazer agora, nosso voo de volta é na Terça-feira mas nem ideia se vamos poder voltar para Portugal.”

Instagram: @srgiovidal

Snapchat: srgiovidal