“A Terra Prometida” dos primeiros colonos de Utah hoje se transformou em uma meca dos viajantes que amam a natureza e dos apaixonados por esportes de aventura. O Zion National Park é cheio de opções de atividades para todas as idades e gostos. Descubra todas as dicas deste lugar incrível aqui.

Não foi à toa que os mórmons, primeiros colonos da região, batizaram essa extensa área de 593 km² com o nome “Zion”. A palavra vem do hebraico “Tzion” (em português, Sião), que tem o significado bíblico de “terra prometida”. Foi isso que eles acreditavam ter encontrado ao avistar aquele imenso vale no Zion National Park. 

Sem dúvidas o Zion Park  é um paraíso. Principalmente quando se refere às vistas magníficas do vale. Ao chegar ao parque, o que mais chama a atenção são os grandes rochedos de arenito. Eles são compostos por cores variadas – tons de bege, laranja e vermelho – que compõem cenários inspiradores. Essas formações rochosas são resultados da erosão que foi esculpindo a natureza ao longo de muitos anos.

Fora a paisagem única, é um verdadeiro parque de diversão para quem curte se conectar com a natureza das mais variadas formas. Seja por trilhas, caminhadas pelo Virgin River ou por escaladas. Para aqueles que gostam de ir mais a fundo nas pesquisas, vale dizer que a área abriga grande variedades de espécies de animais, plantas e flores.

Zion National Park | Dicas de Viagem – Foto: Bruno Tavares

 

Localização do Zion National Park 

O Zion National Park está nos arredores da cidade de Springdale, localizada a cerca de 270 km de Las Vegas, em Nevada. Para quem vem de Utah, o parque fica a 480 km da capital do Estado, Salt Lake City. É o mais antigo do conjunto de cinco parques do estado de Utah, o famoso Mighty 5.

 

Como chegar no Zion National Park

De carro:

O Zion National Park está localizado na State Route 9, em Springdale, Utah. Para quem sai de Las Vegas, a distância é cerca de 262 km e a viagem começa pela estrada Interstate 15 North. A partir da saída 16, é preciso pegar a State Route 9. Dali para o parque, você roda mais 53 km aproximadamente. Neste trajeto, você passa por La Verkin, cidade bem próxima ao Zion (32 km). Inclusive, foi nesta cidade que fiquei hospedado.

Uma dica importante para quem transita entre os estados americanos, é ficar sempre de olho no fuso horário. A hora pode mudar apenas ao cruzar uma fronteira. Por exemplo, quando cruzei de Utah para Nevada, ganhei uma hora no relógio.

QUER ALUGAR UM CARRO? COMPARE OS MELHORES PREÇOS NA RENTCARS! E AINDA PARCELE EM 1X SE IOF

Se o seu ponto de partida é outro, vale dar uma olhada no site oficial para ver os diferentes percursos.

Uma boa dica é comprar o chip de celular da EasySim4You para usar na viagem. Isso faz com que você possa usar internet 4G ilimitada em todo os Estados Unidos, além de te fazer economizar com aluguel de GPS. Com ele, usamos o Google Maps durante toda a viagem no celular e chegamos tranquilamente em todos os parques.

SAIBA MAIS SOBRE O CHIP DA EASYSIM4YOU E SAIA DO BRASIL COM INTERNET 4G ILIMITADA!

Zion National Park

Curtindo a chegada do Zion de carro | Dicas de Viagem – Foto: Bruno Tavares

De ônibus:

Essa é uma opção para quem viaja a Las Vegas e não pretende alugar um carro. Ou para quem só deseja passar um dia no Zion National Park e não quer gastar energia dirigindo. O parque é longe da cidade e para fazer um bate e volta pode ser bem cansativo.  A dica, então, é buscar por passeios a partir de Las Vegas. Você vai encontrar diferentes opções de empresas e de preços. Pode valer a pena, mas você vai ficar limitado ao itinerário e horários do passeio.

De avião:

Os grandes aeroportos mais próximos do Zion são os de Las Vegas, Nevada (170 milhas – 273 km) e o de Salt Lake City, Utah (300 milhas – 482 km). Porém, existem aeroportos menores que ficam ainda mais perto: o de Saint George, Utah (49 milhas – 78 km), com voos que partem de Salt Lake City e de Denver, Colorado. E o de Cedar City, Utah (60 milhas – 96 km), também com saída a partir de Salt Lake City.

 

O que levar para o Zion National Park

Por conta do calor (mesmo no outono a temperatura ainda é alta), optei por comprar camisetas de manga comprida com protetor solar e uma bota impermeável para fazer as trilhas. Você pode acha preços bons em nas lojas especializadas (Timberland, Columbia, etc) ou mesmo em lojas mais baratas, como Ross, Marshalls e até no Walmart.

Caso não queira se molhar de jeito nenhum em algumas trilhas do parque (como a The Narrows que falaremos mais abaixo), a dica é usar roupas de borracha.Vi várias pessoas usando botas especiais com meias e calças impermeáveis. Dá até para alugar na cidade. Outra opção é levar um tênis e uma bota ao parque, caso um molhe você pode continuar seu dia de trilhas com outro seco (foi o que eu fiz).

Outros itens que não podem faltar na mochila são água e protetor solar. É muito importante se manter hidratado e com a pele protegida em passeios como esses, já que você vai ficar o dia inteiro sob o sol. Algo pra comer, como barrinhas energéticas ou frutas, também são bem vindas.

 

Como funciona o Zion National Park

Horário de Funcionamento:

O Zion National Park fica aberto 24h por dia, durante todo o ano. Mas os principais serviços, como o Visitor Center, têm seus horários limitados de acordo com a época do ano. No inverno, por exemplo, o shuttle, serviço de ônibus gratuito do parque, não fica disponível para os visitantes. Por isso, vale dar uma boa olhada no site antes de planejar a sua viagem.

 

Transporte e Estacionamento dentro do Zion National Park:

Tudo que você quiser fazer no parque é muito bem sinalizado, estruturado e de fácil acesso. Para se locomover dentro do parque, você pode deixar seu carro no estacionamento, que é gratuito, e que fica próximo ao Zion Visitor Center. De lá, você pode pegar o shuttle, que fica disponível durante todo o dia para os visitantes. É com ele que você vai para as trilhas.

Uma dica: como o parque é muito visitado, os estacionamentos podem ficar bem cheios. Uma outra opção é parar o carro fora do parque, na cidade de Springdale, e pegar o shuttle para entrar no parque.

Outra coisa legal é que dentro do shuttle você vai ouvindo informações históricas sobre o parque. Esse transporte também tem acesso para cadeirantes e espaço para guardar mochilas, equipamento de escalada e espaço até três bicicletas.

Zion National Park

O shuttle dentro do parque | Dicas de Viagem

Vale dar uma olhada no mapa neste link para ver todos os pontos de ônibus, desde a parte de fora do parque até o ponto mais distante, que fica a cerca de 45 minutos do Visitor Center.

Outra informação importante: como durante o período de março até novembro, o shuttle permanece em constante funcionamento, não é permitida a entrada de carros na estrada principal, a Zion Canyon Scenic Drive. Somente no inverno, época em que os ônibus não estão operando, é que os veículos particulares podem circular pela rodovia. Vale dizer que a maior parte das paradas tem estacionamento, banheiro e pontos de abastecimento de água. Mais informações sobre o funcionamento do shuttle, é só clicar aqui

 

Acessibilidade dentro do Zion National Park

O parque oferece trilhas em que são permitidas a entrada de animais e de bicicleta, como a Pa’rus Trail. Além disso, boa parte dessas trilhas são recomendadas também para crianças e idosos. Acessibilidade é outra grande preocupação no Zion – pessoas com algum tipo de dificuldade de locomoção também podem aproveitar o passeio.

Zion National Park | Dicas de Viagem

 

Quanto custa e Onde comprar os ingressos para o Zion National Park

Para quem chega de carro, o valor da entrada é de U$35. O ingresso é válido para todos os passageiros. Para motos, o preço é de U$30 e vale para as duas pessoas que estiverem no veículo. Você pode comprar o ingresso diretamente na entrada do parque.

Se entrar a pé no parque ou de ônibus, a entrada custa U$20 por pessoa. Vale lembrar que todos esses ingressos são válidos por 7 dias consecutivos e podem ser adquiridos nas cabines de entrada do parque.

Dica: Se você está planejamento conhecer outros Parques Nacionais da região, minha dica pra economizar todas as entradas é comprar o Passe Anual dos Parques Nacionais Americanos. O valor é de $80 e permite que o proprietário do passe e os passageiros acompanhantes em um único veículo privado entrem nos locais de recreação operados pelo governo federal em todo o país, são mais de 2000 locais. É uma baita economia, e você pode comprar pela internet, no site oficial aqui.

Uma informação que eu descobri lá e vale ressaltar. Vamos dizer que você tenha comprado o ingresso de apenas um parque (ou seja, pague U$35), depois decidiu ir em outro e pagou mais U$35, um total de  U$70, se você for em um terceiro parque (dentro do período de validade de 7 dias da primeira entrada) você só pagará a diferença do valor do ingresso anual de $80, ou seja, você só pagará mais U$10. Porém, é obrigatório guardar os recebidos e estarem dentro da validade de 7 dias. Mas se você já planejou visitar mais que 2 parques, recomendo comprar o anual de $80 no primeiro parque e ficar tranquilo.

Outras opções de passes anuais você encontra neste link, incluindo a entrada por um ano somente no Zion, por $50.

Zion National Park

Zion National Park | Dicas de Viagem – Foto: Bruno Tavares

O que fazer no Zion National Park  

Ao chegar no Zion National Park, vá direto ao Visitor Center, que fica logo na entrada. Lá, você pode pegar os mapas e se informar sobre todas as atrações. Inclusive, recomendo que todos os dias que voltar ao parque passe pelo Visitor Center, pois eles atualizam diariamente as informações sobre as trilhas, previsão meteorológica e qualquer outra informação útil.

A trilha mais próxima desse ponto é a Watchman Trail, uma das mais visitadas do Zion. Ao longo da caminhada, é  possível avistar marcos clássicos do Zion, como a “Towers of the Virgin”. É do Visitor Center, também, que você pega o shuttle para a principal área de visitação do parque, a Zion Canyon Scenic Drive, onde tudo acontece.

Pelas nove paradas, estão localizadas as entradas para as trilhas e as principais atrações do parque. Incluí na minha visita as trilhas mais populares do Zion National Park – Pa’rus Trail, Angel’s Landing e a The Narrows. Abaixo descrevo, com mais detalhes, como foi essa experiência e todas as dicas:

 

Pa’rus Trail

No segundo ponto do shuttle, está o Zion Human History Museum, onde você pode assistir a um filme com informações úteis sobre o parque e escolher programas e trilhas, que variam em distância e grau de dificuldade.

É desse ponto, também, que está a entrada para a Pa’rus Trail, a primeira trilha do meu roteiro. Nela, é permitida a entrada de animais e dá para fazer de bicicleta. A Pa’rus é considerada fácil e pode ser feita por cadeirantes. Para concluir o percurso são necessárias 2h (ida e volta) em um total de 5,6 Km.

Zion National Park

Zion National Park

Pa’rus Trail pode ser feita de bike – Zion National Park | Dicas de Viagem

 

Angel’s Landing

Reza a lenda que o desbravador da trilha queria achar o ponto mais alto para ver o Canyon. Quando chegou naquele ponto, disse que o lugar era tão alto que somente os anjos poderiam chegar até lá. Esse, inclusive, é o motivo de a trilha chamar “pouso dos anjos”.

Para chegar na Angel’s Landing, você precisa descer do shuttle no ponto 6, atravessar uma ponte e pegar a West Rim Trail para a direita. Neste caminho, existe um ponto de intersecção, em que você escolhe continuar na trilha West Rim (mais “tranquila”) ou entrar em uma rota mais perigosa. Optei pela segunda opção, que me levaria ao topo da Angel’s Landing.

Placa mostrando as trilhas – Zion National Park | Dicas de Viagem

Só para ficar claro, a Angel’s Landing, propriamente dita, é apenas o trecho final e o ponto mais alto desse percurso. Por ser a rota mais famosa do parque, todo o trecho da West Rim Trail é chamado de Angel’s Landing, o que costuma confundir um pouco. Mas é isso: Angel’s Landing é o trecho final, mais estreito, com partes bem perigosas, perto de penhascos muito altos.

A West Rim Trail vista de cima – Zion National Park | Dicas de Viagem

A trilha tem bastante subida e trechos em zigue e zague. O passeio completo é de cerca de 4 a 5 horas. Ao chegar no mirante Scout Lookout, a caminhada na Angel’s Landing começa pra valer. Dali, você encara uma subida de 800 metros, e passa por precipícios desafiadores, dos dois lados.

Dica: se quiser evitar congestionamento (trânsito de pessoas), opte por fazer a trilha bem cedo. A hora em que fiz (comecei as 10 horas) tinha bastante gente. Mas os trechos em que é preciso esperar para quem está vindo do caminho oposto são bem tranquilos, os espaços para o cruzamento não são tão arriscados. Dá pra fazer a passagem tranquilamente.

A vista lá de cima é linda e recompensadora. Dá pra ter um panorama quase que completo do Zion National Park e tem vários pontos pra tirar aquela selfie. Recomendo separar alguns minutos para curtir a paisagem, depois coma alguma coisa (levei algumas frutas) e não se esqueça de se hidratar. A caminhada de volta também exige bastante esforço. Não se engane, descer não é melhor que subir, força bastante os joelhos, por isso, nada de pressa e tome muito cuidado.

A trilha tem correntes para ajudar na subida – Zion National Park | Dicas de Viagem

Scout Lookout – aqui começa a parte mais puxada da Trilha Angel’s Landing – Zion National Park | Dicas de Viagem

Zion National Park

Enfim o topo da Angel’s Landing – Zion National Park | Dicas de Viagem

The Narrows

A The Narrows é uma das trilhas mais populares do Zion National Park. É uma trilha que exige bastante preparo físico. Isso porque você vai enfrentar longas caminhadas pelas águas frias do rio Virgin, entre as altas paredes do desfiladeiro que batem pouco sol e cachoeiras no caminho.

A The Narrows só fica aberta quando o rio está baixo e tranquilo. A partir de julho até o mês de setembro, é quando existem mais chances da trilha estar aberta.

Pra chegar lá, você precisa parar no ponto 9 do shuttle no Temple of Sinawava. Essa é a porta de entrada para a trilha. Aproveite essa parada para ir ao banheiro e encher suas garrafas de água. A primeira parte da trilha é a Riverside Walk, essa parte é bem tranquila numa caminhada plana de 1 hora. Depois começa a The Narrows, lá sim começou o desafio! A trilha não tem uma extensão bem definida, você pode seguir nela por mais de 10 horas e ainda vai ter trilha. Nós fizemos apenas 4 horas de trilha, ida e volta.

A The Narrows é uma trilha praticamente plana, mas não se engane com isso. É difícil andar pisando em pedras submersas, sem falar que o rio tem um correnteza que pode ser bem chatinha em alguns trechos. Por essa razão, é preciso estar com roupa apropriada: como calçados e meias impermeáveis. Uma boa dica, é levar bastões de caminhada, que facilitam muito durante a trilha.

Zion National Park - The Narrows

Se preparando para a The Narrows | Dicas de Viagem – Zion National Park – Fotos: Bruno Tavares

Zion National Park

Zion National Park

Fique atento, também, em dias chuvosos, pois o rio sobe muito rápido e você pode ficar preso em algum lugar. Por isso recomendo sempre passar antes (mesmo que já tenha passado no dia anterior) pelo Visitor Center, para saber sobre a previsão do tempo e o nível do rio.

Quer saber mais sobre o Zion National Park? Corre lá no Instagram do Dicas de Viagem e veja tudo sobre a The Narrows e a Angel’s Landing nos destaques do stories.

Veja também as nossas dicas para o Zion National Park no nosso vídeo:

Outras atrações populares do Zion National Park

As Emerald Pools também são muito visitadas pelos turistas. Não inclui essa visita no meu roteiro. Porém, não poderia deixar de citar essa área, que pode ser muito bem vinda para quem busca se refrescar pelo caminho.

A trilha passa por diferentes pontos de piscinas naturais e cachoeiras. Mas, atenção, em dias muito quentes e com falta de chuva, o nível da água pode estar baixo e talvez você não encontre exatamente o que você costuma ver nas fotos por aí.

A entrada para essa trilha, a Lower Emerald Pool Trail, fica no ponto 5 do shuttle, no Zion Lodge – uma parada com lanchonete, banheiro, água e bancos para momentos de descanso.

Zion National Park

Outro ponto que não posso deixar de citar é o The Subway, uma área bastante disputada, novamente como no The Wave, você precisa passar por uma loteria para poder entrar. Parte da trilha também é feita dentro do rio e inclui piscinas naturais e pontos de escaladas. Para conseguir a permissão para a trilha é preciso entrar no site e fazer a solicitação com até três meses de antecedência e o valor a ser pago é de U$ 5.

Mas se você não se inscreveu na loteria antecipadamente pelo site e a viagem está próxima, ainda há uma chance. Existe um sorteio que é feito com 7 a 2 dias de antecedência. Veja mais informações dos sorteios para o do The Subway no site oficial aqui.

The Subwa no, Zion National Park – Foto: Petr Meissner via Flickr

 

Quantos dias ficar no Zion National Park

É preciso de no mínimo dois dias para conhecer o parque a fundo, com uma certa calma, principalmente se optar pelas trilhas mais longas. Como são muitas atrações, tudo depende do que estiver buscando e o grau de dificuldade das atividades que pretende fazer. Vale lembrar que é importante separar um tempo para dar uma respirada, contemplar a natureza e, claro, para se alimentar.

Por isso, se quiser se dedicar bastante ao Zion National Park, faça bom proveito do seu ticket, que tem validade de sete dias. Com um bom planejamento – e com o mapa do parque na mão – é possível calcular o tempo que vai gastar em cada um dos pontos. Este mapa pode ser de grande ajuda para você traçar seu roteiro. E, claro, sempre vale acessar o site oficial do Zion Park, para conhecer mais detalhes de cada uma das atrações.

 

Melhor época para visitar o Zion National Park

O outono, época em que visitei o Zion, é uma estação boa e bem recomendada. A temperatura ainda é alta, mas não tão quente como no verão e nem tão lotado como nesse período de férias.

No inverno, é possível visitar o parque também, mas com uma proposta diferente, uma vez que alguns dos serviços e atrações ficam fechados nesta época. Sem contar a temperatura, que cai consideravelmente.

O que eu reparei foi que, pela manhã, o Zion National Park fica mais vazio. Essa é a dica para quem prefere fazer a trilha em um clima mais tranquilo, para ouvir o som da natureza. Já na parte da tarde, o parque dá uma bela enchida. Optar por trilhas depois do almoço pode até ser uma boa para quem gosta de ter mais segurança no caminho.

A Watchman Trail no outono – Foto: Zion National Park via Flickr | Dicas de Viagem

A paisagem do Zion no Inverno – Foto: Zion National Park via Flickr | Dicas de Viagem

Roteiro de outros parques nos EUA combinado com o Zion National Park  

Se você está montando um roteiro de natureza pelos Estado Unidos, vale dizer que o Zion National Park pode ser combinado com os outros parques do chamado Might 5. Este roteiro inclui, além do Zion, o Arches, Canyonlands, Capitol Reef e o Bryce Canyon. Esse último também fez parte da minha lista, além do Valley of Fire e do Grand Canyon.

Quer saber mais: 

Bryce Canyon National Park, em Utah: o Guia Completo

Grand Canyon: O Guia Completo do parque mais famoso dos EUA

The Wave, Arizona USA: tudo o que você precisa saber antes de ir

 

Onde se hospedar no Zion National Park

Opções de hospedagens próximas ao Zion é o que não faltam. Você pode ficar em Springdale, que é a porta de entrada do parque ou nas cidades vizinhas: St George – 50 minutos de carro. Hurricane – 30 minutos do Zion National Park ou La Verkin –  que fica a cerca de 25 minutos do Zion, e os preços são melhores do que em Springdale. Eu optei por ficar cem La Verkin.

Mas se a proposta é fazer uma imersão na natureza, você pode ficar em um dos campings do Zion.  As reservas podem ser feitas pelo site do Zion Park.

 

Hotéis em La Verkin

O La Quinta Inn foi uma ótima opção de hospedagem. O hotel fica a aproximadamente 25 minutos do Zion National Park, com fácil acesso por uma estrada bem tranquila e com uma vista linda. O hotel foi reformado recentemente, com decoração bem moderna. O que mais gostei foi o quarto – que era bem espaçoso com uma cama grande e confortável, além de ser bem silencioso. O café-da-manhã é completo e farto. Além disso, os preços são bem mais baratos em comparação à outros hotéis de Springdale. As diárias giram em torno dos $ 99 para o casal. Valeu a pena, recomendo.

VEJA MAIS INFORMAÇÕES DO HOTEL AQUI E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Ziion National Park - Onde ficar

 

O Best Western Plus Zion West também fica a 25 minutos do Zion National Park. O hotel oferece wi-fi e estacionamentos gratuitos, café da manha inclusos na diária, quartos espaçosos com TV a cabo de tela plana. ar condicionado e microondas.

VEJA DISPONIBILIDADE DE DATA DO HOTEL E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Zion National Park - Onde ficar

 

Hotéis em Hurricane

Hurricane Wingate é um hotel 3 estrelas com diárias a partir de  U$ 70 por pessoa. O hotel fica a aproximadamente 30 minutos de carro do Zion National Park. Os quartos são novos com decoração clean e espaços. Possuem TV de tela plana, banheiro privativo. O wi-fi e café da manhã estão inclusos na diária.

GOSTOU DO HOTEL? VEJA MAIS E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Zion National Park - Onde ficar

 

O Econo Lodge é um 3 estrelas com ótimo valor, as diárias giram em torno de U$ 40 por pessoa e avaliação 8,1 no Booking. O hotel fica a 37 Km (aproximadamente 30 minutos do Zion National Park). Oferece wi-fi e café da manhã inclusos na diária. Os quartos possem TV e banheiro privativo.

ENCONTRE MAIS INFORMAÇÕES E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Zion National Park - Onde ficar

 

Hotéis em Springdale

Flanigan`s Inn fica bem próximo ao Zion National Park, a apenas 13 Km. Os chales são bem amplos e equipados com ar condicionado e frigobar, alguns possuem sacadas. O hotel também disponibiliza (com custo extra) um spa para relaxar após as caminhadas no Zion Park. Nos arredores do hotel exitem boa opções de restaurantes e bares.

SAIBA TUDO SOBRE O HOTEL E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Zion National Park - onde ficar

 

O Red Rock Inn Cottages fica coladinho com o Zion National Park, a apenas 2 Km – dá pra ir caminhando. O hotel está super bem avaliado no Booking – com pontuação 9,4 – Fantástico. Os chalés possuem vista para as montanhas, os quartos possuem decoração moderna e bem clean. Wi-fi e café da manhã estão inclusos na diária.

VEJA DISPONIBILIDADE DE DATAS E FAÇA SUA RESERVA AQUI

Zion National Park - Onde ficar

 

Encontre mais  hoteis em promoção no Zion National Park aqui 


Booking.com

Gostou das nossas dicas? Conte aqui pra gente como foi a sua experiência! 


Por que vale contratar um seguro viagem para os EUA?

Para encontrar boas ofertas em seguro viagem, nós recomendamos o site Seguros Promo. Ele compara os preços e coberturas das principais seguradoras do mundo, como SulAmerica, Assist Card, GTA, Affinity, entre outras. Por lá, você pode conferir as apólices que mais tem a ver com a sua viagem e contratar a que você achar melhor.

Como a gente gosta bastante dessa ferramenta, nós conseguimos um desconto de 5% no Seguros Promo para nossos leitores! É só usar o cupom DICASDEVIAGEM5 no site, clicando aqui.

 

Receba um chip em sua casa no Brasil e use Internet ilimitada por todo os EUA

Descobrimos uma das melhores soluções para você não gastar horas da viagem em lojas de telefonia do país, falando um idioma desconhecido para conseguir um chip. Essa é uma das dicas que adoramos dar para nossos leitores: a EasySim4You.

Anota aí: A empresa envia um Chip internacional em sua casa no Brasil. Quando estiver no avião, é só você trocar o seu chip brasileiro por este internacional. Você vai chegar nos Estados Unidos com Internet ilimitada, usando seu celular à vontade, como usa no Brasil. O melhor de tudo? É super barato conseguir este chip: os preços começam em U$ 37!

Chegando nos Estados Unidos, você pode usar o dia inteiro, em qualquer lugar. Você vai economizar com aluguel de GPS, com créditos de Skype, e ainda vai poder usar as redes sociais, o Google, ou pesquisar qualquer coisa na internet o dia todo. Além disso, ainda pode ligar para sua casa para mandar notícias da viagem quantas vezes quiser pelo WhatsApp ou Facetime.

Leia mais:

Bryce Canyon National Park, em Utah; o Guia Completo

The Wave, Arizona USA; tudo o que você precisa saber antes de ir

Grand Canyon: O Guia Completo do parque mais famoso dos EUA

O que fazer em Las Vegas: As 9 melhores dicas para curtir a cidade

É obrigatório fazer um seguro viagem para os Estados Unidos?