A Serra do Cipó é uma das regiões mais lindas de Minas Gerais, repleta de paisagens belíssimas com muitas cachoeiras, paredões, cânions, grutas e riachos.

O município de Santana do Riacho é a porta de entrada da Serra do Cipó e está localizado a apenas 100 km de Belo Horizonte. Para os amantes de aventura e esportes radicais, a Serra do Cipó é um prato cheio de atividades, como trekking, rapel, ciclismo, canoagem e alpinismo.

 

Como chegar na Serra do Cipó

  • De avião: O aeroporto mais próximo é o de Confins, a 60 km de distância.
  • De carro: Saindo de Belo Horizonte, o acesso é pela Rodovia MG-010 até o município de Santana do Riacho no distrito Serra do Cipó.
  • De ônibus: A empresa Saritur opera o trajeto Belo Horizonte – Serra do Cipó

Quando ir para a Serra do Cipó

O melhor período para visitar a região é de maio a Setembro, que é o período de seca.

Dezembro a março é o período de chuvas, o que dificulta um pouco o acesso pelas estradas de terra. Também aumenta o risco de tromba d’água.

 

Onde ficar na Serra do Cipo 

Uma boa opção de hospedagem é a Pousada Grande Pedreira, com piscina, café da manhã  e uma linda vista para a Pedreira. A pousada fica ao lado da Cachoeira Véu de Noiva e também possui uma área para camping com boa infraestrutura. A pousada fica a uns 5 minutos do centro de carro.

Onde ficar na Serra do Cipó

Vista da Pousada para a Pedreira

Onde ficar na Serra do Cipó - Pousada Grande Pedreira

Pousada Grande Pedreira – com uma lista vista – Foto: divulgação

Outras pousadas na Serra do Cipó

 

Veja mais opções de hospedagem em promoção na Serra do Cipó


Booking.com

 

O que fazer na Serra do Cipó 

1 – Parque Nacional Serra do Cipó 

Para explorar as cachoeiras do Parque Nacional Serra do Cipó existem três opções: à pé, de bicicleta ou à cavalo. Uma boa opção é a bicicleta porque ela otimiza o tempo e você consegue ver mais coisas no mesmo dia. Eu estava num grupo grande e nós alugamos as bicicletas no centro e fomos para o Parque conhecer a Cachoeira da Farofa e o Cânion das Bandeirinhas.

Nós pedalamos um total de 32 km nesse dia. Encaramos trechos de lama, areia fofa, atravessamos rios, carregamos a bicicleta nas costas e pedalamos muito sob o sol forte. Apesar de longo, o percurso é plano e dá pra fazer algumas paradas para se refrescar nos riachos.

Informações:

  • Entrada gratuita
  • Endereço: Rodovia MG-10, Km 96 – Distrito da Serra do Cipó – Santana do Riacho – MG
  • Tel: (31) 3718-7228 / 3718-7237
  • Horário de funcionamento: 8:00 – 18:00 h.

Para mais informações sobre o Parque Serra do Cipó consulte o site do  ICMBio – Ministério do Meio Ambiente 

Cachoeira da Farofa

A Cachoeira da Farofa é a mais popular do Parque. A trilha é bem sinalizada e tem 7 km de extensão. São cerca de 2 horas caminhando ou 40 minutos pedalando.

É uma cachoeira bem bonita com uma queda de 80 metros e uma piscinas naturais deliciosa. Dá pra nadar até embaixo da cachoeira e ficar tomando banho ali nas pedras.

Informações:

  • Nível de dificuldade: Moderada
  • Distância (da Portaria do Parque): 7 – 10 Km

O que fazer na Serra do Cipó

 

Cânion das Bandeirinhas

Um dos lugares mais encantadores da Serra do Cipó. O cânion das Bandeirinhas possui vários poços formados pelo Ribeirão Bandeirinhas e cercados por enormes paredões. Para chegar lá é necessário percorrer 12 km desde a portaria ou 6,5 km a partir da Cachoeira da Farofa. Nós fomos primeiro na Cachoeira da Farofa e de lá fomos para os Cânions.

No meio do caminho tem um rio raso e cheio de pedras escorregadias. É preciso cruzar esse rio com cuidado. A dica é aproveitar e se refrescar por aqui antes de continuar a trilha.

Informações:

  • Nível de dificuldade: Alto
  • Distância (da Portaria do Parque): 12 Km

O que fazer na Serra do Cipó

 

2 – Cachoeira Véu de Noiva

É uma cachoeira enorme, com 120 metros de altura. A cachoeira forma uma imensa piscina natural e é permitido saltar de uma plataforma de uns 5 metros de altura. A cachoeira fica dentro do camping da ACM e possui  boa infraestrutura com quadras, restaurante, banheiros. A entrada custa R$27,00.

veu-de-noiva-cipo (91)

3 – Cachoeira Grande

A Cachoeira Grande é uma queda de 60 metros de extensão e 10 metros de altura, formada pelo Rio Cipó. Possui um enorme poço e é bem tranquilo chegar embaixo das quedas. Acima da cachoeira corre um rio onde dá pra fazer passeio guiado de caiaque.

A cachoeira fica no centro de Santana do Riacho e o acesso é bem fácil, apenas 2 km de estrada de terra. Lá dentro não tem restaurante e não é permitido fazer fogueira nem levar bebida alcoólica. É permitido sair para almoçar e retornar depois, sem pegamento extra.

#Dica: Chegue cedo porque o acesso é limitado a um número máximo de pessoas por dia.

Informações:

  • Horário de funcionamento: 8:00 – 18:00 h.
  • A entrada custa R$30,00.
  • Estacionamento no local
O que fazer na Serra do Cipó

Cachoeira Grande na Serra do Cipó – Foto: proggy-yahoo via Flickr

4 – Cachoeira Serra Morena

A Cachoeira Serra Morena é um complexo de 3 cachoeiras, denominadas de 1, 2 e 3. Nós visitamos a 2, que é a maior delas, com 40 metros de altura. Fica a 15 km do centro e o acesso é por uma estrada de terra de 6 km de extensão.

Informações

  • Como chegar: Estrada para Vau da Lagoa, km 5, acesso pelo km 104,5 da MG 010 sentido Serro.
  • A entrada custa R$30,00.
  • O local possui  banheiro, restaurante, camping e pousada.
O que fazer na Serra do Cipó

Cachoeira Serra Morena – Foto: Eduardo Gontijo via Flickr

5 – Cachoeira do Tabuleiro 

A Cachoeira do Tabuleiro é a maior cachoeira de Minas Gerais e a terceira maior do Brasil, com 273 metros de altura. A cachoeira fica no município de Conceição do Mato Dentro, a cerca de 1:40h de Santana do Riacho. A entrada no custa R$10,00

Para chegar até a base da cachoeira é preciso descer até o vale e seguir beirando o rio caminhando pelas pedras. #Dica: É importante checar a previsão do tempo, pois essa trilha fica fechada em caso de chuva devido ao risco de tromba d’água.

A trilha é linda, sempre com o visual da cachoeira na frente e o que mais chama a atenção nesse cenário é a forma de  coração que ele assume com o paredão, a vegetação e a cachoeira.

O que fazer na Serra do Cipo

Cachoeira do Tabuleiro – Foto: Luiz Gentile via Flickr

A Serra do Cipó possui muitas outras cachoeiras lindas como a Cachoeira das Andorinhas, Cachoeira do Gavião, cachoeira do Trombador entre outras e vale a pena explorar a região com calma.

Orientações importantes: 

Algumas orientações importantes tanto para sua segurança e para a preservação das áreas do Parque da Serra do Cipó.

  • Uma das mais importantes, que já falei aqui mas vale a pena relembrar – consulte a previsão do tempo antes de conhecer os locais. Em caso de chuvas melhor reagendar ou planejar para outro dia.
  • Leve sacos plásticos para que você possa recolher seu lixo e trazer-lo de volta  – o ambiente agradece.
  • Ande em grupos pequenos de até 10 pessoas. Grupos menores causam menos impacto na natureza
  • Escolha as atividades conforme seu condicionamento físico e nível de experiência – Segurança sempre em primeiro lugar.
  • RESPEITE o meio ambiente – os animais, plantas 🙂
  • Leve repelente, boné, água e comidas durante as trilhas

Quer ver mais aventuras, acompanhe o meu blog Seguindo Viagem.

Veja mais:

Conheça o Parque Estadual do Rio Doce em Minas Gerais

Passeios na Chapada Diamantina para curtir ao máximo

Inhotim: a wonderland da arte contemporânea

Os encantos de Conceição de Ibitipoca

Gonçalves MG: Roteiro completo para um fim de semana