A Província de Mendoza, na Argentina, é o destino ideal para amantes de vinho ou de esportes na neve. Conta com centenas de vinícolas para visitar, além das atividades ao ar livre na região do Aconcágua. Passeios e paisagens incríveis não faltam. Confira tudo aqui!

Para quem quer viajar para a Argentina, mas pretende fugir de roteiros mais tradicionais, como Buenos Aires, o país oferece uma série de outros destinos super atrativos. Um deles fica bem do lado da Cordilheira dos Andes: Mendoza. O lugar é incrível, principalmente para os amantes de uma bela taça de vinho – e mais opções de o que fazer em Mendoza não faltam.

Mendoza é ideal para saborear os famosos vinhos Malbec da Argentina. Mais de 130 vinícolas na região são abertas à visitação. As regiões que mais foram desenvolvidas para a produção são chamadas de Luján de Cuyo, Maipú e Valle de Uco. Inclusive, temos um guia completo sobre as vinícolas em Mendoza, caso você queira se aprofundar no assunto.

A província de Mendoza fica a 14 horas de carro de Buenos Aires. Ou seja, é melhor pegar um voo do Brasil direto para lá, ou fazer uma breve conexão na capital argentina. Existem voos saindo de São Paulo direto para Mendoza, sem escala, que são perfeitos para quem quer aproveitar o tempo no destino ao máximo.

Preparado para conhecer mais sobre essa cidade encantadora, seja para enoturistas ou para os ecoturistas? Continue lendo, então, para saber mais do lugar.

O que fazer em Mendoza

Confira a seguir os 20 pontos turísticos mais incríveis de Mendoza, que não podem ficar de fora do seu roteiro pelo destino!

1- Vinícolas em Mendoza

Vista da bodega (vinícola) Trapiche. Foto do site oficial (trapiche.com.ar).
Bodega Trapiche – Foto: trapiche.com.ar

As vinícolas de Mendoza são grandes estrelas no turismo da cidade. Para visitá-las é preciso fazer uma boa programação. O ideal é sempre agendar as visitas, já que elas possuem horários limitados para receber os visitantes – principalmente as que são mais disputadas.

É impossível conhecer todas em apenas uma viagem. A dica é sempre pesquisar e optar por quatro ou no máximo cinco, já que em cada uma delas você vai beber pelo menos umas três taças.

Na finalização do passeio, escolha um almoço na vinícola. A experiência é bem diferente e, geralmente, as cozinhas são comandadas por grandes chefs.

2- Maipú

Vista da bodega (vinícola) Sin Fin em Maipú. Foto de bodegasinfin.com
Bodega Sin Fin em Maipú – Foto: bodegasinfin.com

Maipú também é parte do passeio às vinícolas de Mendoza. Foi nessa região que começou a produção de vinho na cidade. Para os amantes de história, essas vinícolas são bem interessantes.

Destacam-se entre as vinícolas de Maipú: Trapiche, Alandes, La Rural, Sin Fin, Familia Zuccardi (que conta também com degustação de azeite, aulas de culinárias e até passeios de balão).

3- Casa El Enemigo

A El Enemigo, conhecida também como Bodega AleAnna, é uma das mais famosas vinícolas de Maipú.

Toda a arquitetura do local foi inspirada na Divina Comédia, de Dante Alighieri, e o tour é gratuito. Você pode almoçar no local com uma degustação de vinhos incríveis. Uma dica é se sentar no local perto da cozinha, onde os vidros coloridos harmonizam e encantam o ambiente.

O almoço na El Enemigo, de Alejandro Vigil, um dos grandes enólogos argentinos, conta com um menu em quatro etapas que agradam o público. Para três pessoas, sem bebidas, o preço costuma ser razoável, como de um almoço em São Paulo capital.

Alejandro é um dos principais nomes da vinícola Catena Zapata, e um dos profissionais mais respeitados da argentina. O profissional lançou o projeto El Enemigo, em 2008, em parceria com a filha de Nicolas Catena, Adrianna Catena.

4- Luján de Cuyo

Vista da Bodega Largade no inverno, com a vinícola congelada e a montanha coberta de neve ao fundo. Foto de @lagardewine via Instagram.
A Bodega Largade durante o inverno em Mendoza – Foto: @lagardewine via Instagram

Essa região é famosa pelos vinhos Malbecs e, popularmente, os argentinos a chamam de Malbec Luján De Cuyo.

Entre as vinícolas, destacam-se a produtora de vinhos Belasco de Baquedano e também Pulenta Estate, Lagarde e Ruca Malen.

5- Vinícola Catena Zapata

A bodega (vinícola) Catena Zapata e sua arquitetura exótica. Foto de @catenawines via Instagram.
A linda Bodega Catena Zapata – Foto: @catenawines via Instagram

Catena Zapata fica na região Luján de Cuyo e é uma das mais populares de Mendoza. Apesar disso, a degustação é bem cara e acaba se esgotando rapidamente. Se quiser conhecê-la, o ideal é tentar marcar com dois meses de antecedência. O motivo de tamanho sucesso do local são as pesquisas de Nicolás Catena Zapata, um dos pioneiros em “melhorar” o malbec.

Por conta da alta produção de vinhos, o tour na vinícola inclui diversos rótulos, mas não os mais caros e famosos.

É uma das vinícolas mais conhecidas e premiadas da América do Sul, com visita bastante concorrida. Por conta disso, é importante fazer a reserva antes de viajar para Mendoza.

6- Chandon

Vista da vinícola Chandon em Luján de Cuyo. Foto do site oficial da Chandon.
A Vinícola da Chandon em Luján de Cuyo – Foto: site oficial Chandon

Ainda em Luján de Cuyo, é possível conhecer a Chandon – ótima opção para quem gosta de espumantes. A visitação é bem divertida e você pode descobrir as diferenças entre um vinho comum e um espumante.

7- Valle de Uco

Vista da bodega Andeluna, da região do Valle de Uco. Foto do site oficial da bodega.
Bodega Andeluna – Foto: Site oficial

Nessa região de Mendoza se encontra a maior parte dos hotéis luxuosos, já que fica um pouco afastada do centro da cidade. Além disso, as vinícolas são outra atração. Destaque para Salentein, Andeluna e La Azul.

8- Siete Fuegos

Mesa posta com forno aceso ao fundo, no luxuoso restaurante Siete Fuegos em Mendoza.
Restaurante Siete Fuegos em Mendoza

O local é um dos mais luxuosos do mundo! A dica é: reserve antes, pois é difícil e concorrido. Os pratos são assinados pelo chef argentino Francis Mallmann, um dos mais refinados do país.

Vale também optar pela experiência completa, que reúne cinco chefs preparando diversos tipos de comida em sete tipos de fogos. O “passeio” é para grupos de no mínimo 10 pessoas e no máximo 25.

Além dos famosos pães, a churrasqueira faz a famosa parrilla argentina. Para quem pretende se hospedar, o hotel The Vines Resort & Spa conta com um luxuoso ambiente.

9- Tour Alta Montanha

Vista da Puente del Inca e suas pedras em tom alaranjado. Foto de Pablo Palmeiro via Flickr.
Ponte del Incas – Foto: Pablo Palmeiro via Flickr

Além das vinícolas, um dos passeios mais legais na província de Medonza é o tour Alta Montanha, que vai para as Cordilheiras dos Andes. Separe um dia inteiro para passear e explorar bem o local.

Você pode fazer o passeio de carro com a ajuda do Google Maps, mas existem diversas agência que fazem excursão até a pré-cordilheira, passando pela Puente del Inca até os Andes. 

O tour passa pela Puente del Inca e pela Sentinela de Pedra, além de outros pontos exuberantes.

10- Puente del Inca

Placa anunciando o Parque Provincial do Aconcágua, com as montanhas ao fundo. Foto de Shlomi Yosef via Flickr.
Parque Provincial do Aconcagua – Foto: shlomi yosef via Flicker

A Puente del Inca fica localizada a 183 Km de Mendoza e é um dos lugares mais legais para visitar. Com aproximadamente 2.700 metros de altitude, a formação geomorfológica possui 48 metros de comprimento e 28 de largura. Por conta dos sais minerais da região, as pedras acabam ficando com um leve tom alaranjado.

Quem vai fazer este passeio precisa ir com vestimentas adequadas, como um tênis propício para trilhas.

11- Aconcágua

Placa indicando a altura do pico do Aconcágua. Foto de Koen van Nijnatten via Flickr.
Parque Provincial Aconcagua – Foto: Koen van Nijnatten via Flickr

Conhecidas pelos Incas como Sentinela de Pedra, ou Ackon Cachuak, o monte do alto dos Andes conta com 6.961 metros de altitude. Mesmo se o clima estiver quente na cidade, ainda é possível ver bastante neve e tirar lindas fotos no Aconcágua.

Por ser um passeio ao ar livre, é importante um cuidado redobrado com a saúde, já que as baixas temperaturas podem causar problemas. Lembra do seguro viagem Argentina, né?

Em todo caso, não se esqueça de ir com um casaco bem quente, de preferência com boa proteção térmica e ainda tecnologia corta-vento. As jaquetas 3 em 1 da Columbia são boas dicas com essas características.

12- Cristo Redentor de Los Andes

Monumento Cristo Redentor de Los Andes, próximo à fronteira, com as bandeiras da Argentina e do Chile, respectivamente. Foto de Diego Del Rio.
Cristo Redentor de Los Andes – Foto: Diego Del Rio

Para os mais aventureiros, um dos pontos mais altos que é possível alcançar é conhecido como Cristo Redentor de Los Andes, monumento que fica a aproximadamente 3.900 metros do nível do mar, bem perto da fronteira com o Chile.

13- Parque General San Martín

Vista do portão do Parque General San Martín, em Mendoza. Foto de @mendozaciudad via Instagram.
Portão do Parque General San Martín – Foto: @mendozaciudad via Instagram

O parque mais conhecido de Mendoza é incrível e com uma grande área verde. Aberto todos os dias da semana e durante o dia todo, o local é excelente para quem busca realizar atividades físicas ao ar livre.

Na entrada principal, o portão de ferro rende boas fotos. Com diversos lagos e chafarizes, o espaço ainda conta com parques infantis e uma área reservada para piquenique. Os argentinos amam carne e, é logico, existe um espaço dedicado para fazer um bom churrasco.

O zoológico é uma das atrações mais famosas, mas também é possível visitar o Museu de Ciências Naturais e Antropológicas, o Estádio Provincial Malvinas Argentina e Universidade Nacional de Cuyo, todos dentro do parque. Para os amantes de golfe, também existe uma área para os praticantes do esporte.

Como o parque é muito grande, existe a possibilidade de agendar um passeio em um ônibus panorâmico que leva os turistas em todos os pontos principais, até o Cerro de La Gloria.

14- Cerro de La Gloria

Imagem do monumento Ejército de los Andes no Cerro de la Glória. Foto de MissyJo77 via Flickr.
Monumento Ejército de los Andes no Cerro de la Glória – Foto: MissyJo77 via Flickr

O monumento está localizado dentro do Parque General San Martín. Você pode chegar ao topo de carro, mas é possível realizar uma trilha a pé ou pegar o ônibus panorâmico. Do alto, é possível ver toda a cidade de Mendoza. Aproveite para curtir o pôr do sol no local – aberto todos os dias, mas fecha às 17 horas.

O Ejército de los Andes é o mais famoso monumento do local, uma homenagem aos 100 anos da travessia das Cordilheiras pelo exército em busca da independência da Argentina. Para quem gosta de história, é uma atração bem legal.

15- Estádio Malvinas Argentinas

Foto do estádio Malvinas, em Mendoza, com arquibancada cheia.
Estádio Malvinas em Mendoza

Para os amantes de futebol, o estádio da cidade, construído em 1978, pode ser um belo programa. Aos domingos, é possível assistir os jogos do campeonato local. Ainda assim, sempre acontecem disputas com times brasileiros por lá, principalmente da Libertadores ou da Copa Sul-Americana.

Assim como os brasileiros, boa parte dos argentinos também é fanática por futebol e a experiência de visitar o estádio de Mendoza acaba sendo bem interessante.

16- Plaza Independência em Mendoza

o que fazer em mendoza
Plaza Independência e sua lindas fontes

A Plaza Independencia é uma das mais famosas da cidade. É lá onde se encontram diversos shows, teatros e comidinhas para degustar. Além disso, é possível curtir uma feirinha com diversos produtos artesanais, no centro de Mendoza.

17- Plaza Chile

Saindo da Plaza Independência, siga para a Plaza Chile, um lugar bem menor com uma fonte de azulejos azuis que aludem à bandeira do país. O local foi construído para celebrar a amizade entre os países Argentina e Chile. Vale sentar e descansar um pouco.

A fonte da Plaza Chile, em Mendoza Argentina.
Plaza Chile em Mendoza Argentina

18- Plaza Italia

A praça é uma homenagem a Romulo e Remo. O ideal é visitar o local durante o dia, já que é possível encontrar diversas pessoas passeando ou aproveitando o sol. Por ser um pouco escura, tome um cuidado redobrado ao andar próximo durante a noite.

19- Aristides Villanueva

Esquina da Calle Aristides Villanueva, famosa avenida de Mendoza com bares e restaurantes. Foto de Welcome Argentina.
A Calle Aristides Villanueva e seus vários bares e restaurantes – Foto: Welcome Argentina

A famosa avenida conta com lojas modernas e é uma ótima opção para quem busca comprar roupas e equipamentos esportivos para o inverno. Porém, ela também é popular entre os argentinos e turistas por conta dos restaurantes, pubs e bares.

As largas calçadas acabam atraindo o público que busca curtir uma noite agradável. Para os amantes das famosas empanadas, a avenida conta com diversos locais para saborear o salgado.

Além disso, é possível encontrar diferentes casas noturnas que costumam abrir por volta da 1 hora da manhã, funcionando até o amanhecer.

20- Mercado Central

Um passeio pelo mercado, que fica na famosa Avenida General Las Heras, é uma boa pedida para provar a culinária local. Lá é possível comprar presuntos crus, por exemplo, além de outros embutidos e também degustar alguns vinhos da região. É um local onde vale a pena comprar o famoso alfajor argentino, por um preço mais em conta.

21- Santuario de la Virgen de Lourdes

Fachada do Santuario de la Virgen de Lourdes.
Santuario de la Virgen de Lourdes

O santuário fica no vale do sopé da Cordilheira dos Andes e sempre atrai alguns viajantes devotos. No dia 11 de fevereiro, acontecem algumas celebrações católicas para a Virgem Maria.

22- Museu Histórico General San Martín

San Martín foi o grande libertador argentino e, andando por Mendoza, é possível perceber diversas homenagens a ele.

No museu dedicado a sua figura, é possível encontrar alguns de seus pertences, como armas e uniformes. Apesar de ser pequeno, vale a visitação. O museu é aberto de segunda a sexta até as 18h e nos sábados até 13h30.

23- Cassino Providencial

Nada se compara com Las Vegas, mas o Cassino Providencial de Mendoza é bem divertido com diversos jogos e máquinas caça-níqueis. Não é preciso pagar para visitar o local.

Vale lembrar que a segurança é feita como em outros cassinos, e não é permitido fotografar.

24- Esquiar em Mendoza

Mendoza agrada os apaixonados por aventura, principalmente quem busca esquiar ou praticar snowboard. As pistas na região são consideradas uma das melhores do país.

25- Compras em Mendoza

Monumento em forma de placa que remete à bandeira da Argentina, em Mendoza. Foto de Diego A via Flickr.
Mendoza Argentina – Foto: Diego A via Flickr

Uma das compras mais indispensável é a dos famosos vinhos da região. Assim, antes de viajar, confirme se o voo que você escolheu oferece a opção de despachar garrafas de vinho, além de permitir levar mais algumas como bagagem de mão. Acredite, você vai querer levar um estoque da bebida quando retornar 😉

Mendoza oferece, também, alguns produtos diferenciados, como cremes para as mãos, sabonetes e até perfumes de azeite. Outras comprinhas que valem muito a pena são os famosos alfajor e o doce de leite argentino.

Para quem gosta de produtos diferentes, o vinagre (aceto) balsâmico da região vale o destaque. Ele custa um pouco mais caro, mas é bem típico e interessante. Já no quesito roupas, os preços em Mendoza não são muito atrativos, mas é possível comprar roupas de couro e para esportes de inverno por preços mais razoáveis do que no Brasil.

Qual é a melhor época para conhecer Mendoza?

A melhor época do ano para uma viagem a Mendoza é entre os meses de abril a outubro, já que as temperaturas de lá são semelhantes com as do Brasil.

Mendoza em outubro, por exemplo, oferece dias quentes e agradáveis, mas ainda mantém neve caindo nas imediações do Aconcágua – onde as temperaturas permanecem por mais tempo abaixo de zero.

Apesar disso, as estações de esqui só ficam abertas no inverno. Sendo assim, esquiar é um ótimo passeio para quem busca conhecer o local entre os meses de julho e agosto.

Onde ficar em Mendoza

Vista no The Vines Resort & Spa
O The Vines Resort & Spa com bela vista de Mendoza – Clique na foto para reservar

Mendoza conta com uma larga e extensa opções de hotéis, para todos os gostos. Para mais informações, confira o nosso post sobre Hotéis em Mendoza, que conta tudo sobre o assunto, ou veja as dicas de hospedagem a seguir:

Seguro viagem Mendoza

Contratar um seguro viagem para Mendoza é uma excelente forma de garantir uma viagem tranquila e evitar preocupações. Ter a assistência de um seguro te dá a paz que você precisa para curtir o destino e saber que tem apoio, caso seja necessário. Aproveite também nosso cupom de desconto Seguros Promo. – VER PREÇOS

Chip de internet na Argentina

Que tal passar toda sua temporada na Argentina 100% conectado à internet? Com os chips de viagem internacionais isso é possível, e por preços super justos, que não pesam no bolso. Confira as ofertas da America Chip e garanta agora mesmo internet para usar à vontade em Mendoza. Aproveite e confira nosso cupom de desconto America Chip. – VER PREÇOS

Passagens aéreas para Mendoza

Quer garantir uma passagem para Mendoza com preços super atrativos? Nós usamos a plataforma Passagens Promo para encontrar os voos mais em conta do mercado. Confira as promoções do dia e fique de olho para economizar na compra das suas passagens aéreas. – VER PREÇOS

Perguntas frequentes

O que fazer em Mendoza?

Mendoza é atrativa principalmente pelas vinícolas, mas o turismo de aventura também é forte no destino, graças ao Aconcágua, maior pico das Américas. Veja mais opções de o que fazer em Mendoza.

O que fazer em Mendoza além das vinícolas?

Muito além das vinícolas de Mendoza, o destino oferece alternativas super interessantes de o que fazer, como passeios pelo Monte Aconcágua, esqui nos meses de inverno, restaurantes diversos no centro, lojinhas, e mais. Confira tudo que você pode curtir em Mendoza.

O que fazer em Mendoza à noite?

Mais à noite, em Mendoza é possível passear pela Calle Aristides Villanueva e jantar em um bom restaurante, ou ainda prestigiar um jogo no Estádio Malvinas Argentinas. Veja ainda mais opções de o que fazer em Mendoza.

O que fazer em Mendoza no inverno?

Quem viaja para Mendoza no período mais frio não vai conseguir visitar o Aconcágua. Porém, nessa época o viajante pode curtir as pistas de esqui próximas da cidade, além de aproveitar os passeios às vinícolas em Mendoza para esquentar.

Como montar um roteiro em Mendoza?

O roteiro em Mendoza deve ser elaborado de acordo com suas prioridades. Caso esteja indo para conhecer as vinícolas, separe ao menos 2 dias para passeios entre elas. Se vai para desbravar o Aconcágua, dedique um dia inteiro ao passeio. Veja outras dicas de o que fazer em Mendoza.

O que fazer em Mendoza em 2 dias?

Com apenas dois dias em Mendoza, você pode passar a manhã conhecendo vinícolas, aproveitar o almoço na última visita do dia, depois fazer um tour pelo Parque General San Martin, e no dia seguinte fazer um tour mais simples na montanha. Confira dicas de o que fazer em Mendoza.

O que fazer em Mendoza em 4 dias?

Com quatro dias em Mendoza você pode ir a mais vinícolas, conhecer o centrinho da cidade, ver mais áreas do Parque General San Martin, fazer um passeio mais longo na região do Aconcágua, e mais. Confira todas as dicas para curtir Mendoza.

O que fazer em Mendoza no verão?

Durante o verão, os passeios ao Monte Aconcágua são mais comuns, com possibilidades maiores de explorar a montanha. Além disso, a visita às vinícolas também é uma ótima dica. Saiba mais sobre o que fazer em Mendoza.

Qual a melhor época para ir a Mendoza?

Ir a Mendoza entre abril e outubro é uma excelente pedida, pois nesse período é possível curtir o clima mais frio da cidade. Quem pretende se aventurar na neve deve se programar para ir entre junho e agosto. Veja dicas de passeios em Mendoza.