Procurando o que fazer em Maceió? Abriu o post certo! Aqui tem uma lista completa de pontos turísticos na capital e arredores. Confira!

A lista de o que fazer em Maceió é completíssima: praias urbanas e desertas cristalinas que só o nordeste tem, piscinas naturais, passeios de barco, bairros históricos e muito mais. E para você não ficar perdido ou até esquecer de algum ponto turístico de lá, nós preparamos este post com dicas de tudo o que você vai gostar de visitar na cidade.

Para você entender melhor a região, Maceió é a capital do Alagoas e fica bem no meio de outras cidades do estado tão famosas quanto. Desta forma, vale a pena reservar um dia para conhecer a metrópole e outros para cohecer as vizinhas, como Maragogi, São Miguel dos Milagres, Praia do Gunga e Praia do Francês – todas ficam próximas, entre uma e três horas de distância.

Fiquei uma semana na cidade alagoana e fechei pacotes com a CVC, a qual tem parceria com a WS Tur Receptivo que faz a maioria dos passeios na região. Foi muito prático, porque praticamente tudo já estava incluso, como transfer me buscando no hotel, day use nos beach clubs e até água gelada durante os trajetos. Valeu muito a pena!

Agora, continue lendo para ficar por dentro de tudo o que fazer em Maceió e região! 😃

Principais pontos turísticos em Maceió e região

Montamos uma seleção com os pontos turísticos mais espetaculares da cidade. As atrações vão desde praias até bairros históricos, e agradam todo tipo de público, das crianças até os adultos.

Praia de Ponta Verde

Mulher sentada em um banco, sorrindo e usando boné e óculos de sol, em uma moldura girante vermelha escrita ao topo "#Maceió é massa. Representa o que fazer em Maceió
Há diversas molduras instagramáveis na praia de Ponta Verde – Foto: Joyce Dias

Vale muito a pena dedicar um ou até mais dias nas praias centrais de Maceió. A de Ponta Verde é a mais central e tem um mar tranquilo e cristalino. Em sua orla, há diversas molduras para tirar fotos (a Cadeira Gigante é uma delas) e, na maré baixa, formam-se piscinas naturais e o famoso caminho de Moisés, onde dá para ir andando até o Farol de Ponta Verde. Ou seja, é um local para todo tipo de público.

Fiquei impressionada como uma praia urbana pode ser tão linda e completa! Além de ter uma infraestrutura de centro – com diversos restaurantes em Maceió, quiosques e beach clubs -, ela também tem mar cristalino, quentinho e com aspecto de piscina natural. Algo que você só vai achar em Maceió. Nela, também há o Marco dos Corais e duas praias vizinhas que vamos contar mais detalhes abaixo.

Marco dos Corais

Placa escrito "Marco dos Corais" com uma parede baixa de vidro e o mar de fundo. O local é um dos pontos turísticos em Maceió
O Marco dos Corais fica em Ponta Verde e tem vista do farol – Foto: Joyce Dias
Mar raso e transparente, mostrando corais ao fundo, durante um dia ensolarado com poucas núvens
Formam-se piscinas naturais na maré baixa e o mar é quentinho – Foto: Joyce Dias

O Marco dos Corais é basicamente uma praça dentro do mar com visitação gratuita para o público de todas as idades. Lá, você pode caminhar e apreciar a paisagem e os corais em uma passarela acima do mar. Além disso, também é um local ótimo para tirar lindas fotos.

Quando a maré está baixa, ao redor da passarela, o mar fica uma piscina natural. Você pode sair da passarela e já dar um mergulho delicioso, além de ver bem de perto os peixinhos coloridos em meio aos recifes de corais. Há, também, placas sinalizando que Maceió é uma das únicas capitais do mundo com orla urbana cercada de recifes de corais. Que privilégio, não é? 😎

Praia da Pajuçara

Praia em Maceió com poucas ondas, durante um dia ensolarado com poucas núvens no céu. O mar é cristalino e azul
Pajuçara tem jangadas que levam às piscinas naturais e o Pavilhão do Artesanato – Foto: Joyce Dias

A praia de Pajuçara é vizinha de Ponta Verde (ao sul), e é o point das jangadas que levam às piscinas naturais de Pajuçara. Nessa região também há diversas barraquinhas com serviço de praia (R$ 20 é a média para alugar cadeiras e guarda-sol), além de restaurantes, muitos hotéis em Maceió e o famoso Pavilhão do Artesanato.

Pavilhão do Artesanato

Colagem de duas fotos. A primeira (à esquerda) é da frente do Pavilhão do Artesanato com duas pessoas andando na rua, a segunda imagem (à direita) é de uma mão com unha vermelha segurando uma cachaça artesanal de nome "cachaça queima rosca"
O Pavilhão do Artesanato fica em Pajuçara – Foto: Joyce Dias

O Pavilhão do Artesanato é parada obrigatória para quem gosta de comprar lembrancinha e artigos típicos da região. Lá tem de tudo: roupas feitas pelas rendeiras, acessórios, decoração para casa, chaveirinhos, cachaças artesanais, bolsas e muito mais. O local funciona de segunda-feira a domigo das 10h às 22h, veja mais informações.

Dei uma passadinha lá e comprei uma cachaça artesanal com um rótulo bem nordestino e divertido (veja a imagem acima). Também trouxe diversos chaveiros para presentear a família e a tradicional manteiga de garrafa para comer com macaxeira (mandioca). Do outro lado da rua também tem a Feira de Artesanato Livre que vale a pena visitar.

Praia de Jatiúca

Orla de Jatiúca, uma das opções de o que fazer em Maceió. Do lado esquerdo tem um mar azulado e, no esquerdo, um calçadão com um senhor andando, alguns coqueiros e uma avenida com carros e prédios ao fundo
Orla de Jatíuca – Foto: Joyce Dias

A praia de Jatíuca fica ao norte de Ponta Verde e também integra a orla central da capital. Por aqui ainda há muitos restaurantes em Maceió, quiosques na areia e hotéis. Vale destacar que quanto mais ao norte, mais agitado fica o mar e com menos infraestrutura para os viajantes. Apesar disso, também vale a pena incluir esse pedaço de areia na sua lista de o que fazer em Maceió.

Praia Sereia e praia de Ipioca (norte de Maceió)

Praia da Sereia, uma das opções de o que fazer em Maceió, com águas com poucas ondas e tom azulado. No meio há uma barreira natural com uma escultura de sereia acima
A escultura no meio do mar é o marco da praia da Sereia – Foto: Marinelson Almeida via Flickr

Para quem gosta de praias mais desertas e tranquilas, as praias do norte de Maceió são as mais indicadas. A praia de Ipioca tem alguns beach clubs bem famosos, como o Hibiscus e o Guarda Rios Beach Club – excelentes opções para curtir o local com mais infraestrutura.

Já a praia da Sereia tem uma barreira de corais e na maré baixa também formam-se piscinas naturais. O tom do mar por lá é vibrante e, bem no meio, tem a escultura de uma sereia que simboliza Iemanjá, padroeira dos pescadores.

Pontal da Barra e lagoa Mundaú

Barco grande navegando na Lagoa Mundaú, em Pontal da Barra, Maceió. O dia está ensolarado e o céu reflete nas águas do rio
Pontal da Barra tem passeios de barco na lagoa Mundaú – Foto: Daniel Alves via Flickr

Pontal da Barra é um bairro tradicional e muito charmoso ao sul de Maceió, ficando apenas a 15 minutinhos de carro da praia da Pajuçara. Essa região é conhecida pelo trabalho das rendeiras – o bordado filé, eleito Patrimônio Cultural Imaterial de Alagoas – e dos pescadores. Certamente, você vai encontrar alguma artesã tecendo as rendas nas calçadas e uma dica é levar de lembrancinha algumas de suas peças.

A atmosfera do Pontal da Barra é muito tranquila e com um clima de centro histórico, e é nesta região que a lagoa Mundaú se encontra com o mar. Além disso, também é possível fazer passeios de barco e apreciar a paisagem mais de perto, inclusive com um pôr do sol lindíssimo.

Centro histórico de Maceió

Prédio histórico amarelo, rodeado de árvores verdes, com o mar de fundo e o porto de Maceió. Representa um dos pontos turísticos de Maceió
O Museu Théo Brandão tem vista do porto de Maceió – Foto: Duds Nilds via Wikimedia Commons

Outro roteiro legal para fazer em Maceió é visitar os pontos turísticos históricos. Embora não tenha um centro histórico propriamente dito na cidade, há atrações que você pode visitar em um mesmo dia. É o caso do Mirante São Gonçalo, que fica na Praça Rosalvo Ribeiro e bem na frente da Igreja São Gonçalo. O local é mais simples, mas rende lindas fotos e tem até uma feirinha de artesanato.

A menos de um quilômetro dali tem a Catedral Metropolitana e, um pouquinho mais a frente, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e o Museu Palácio Floriano Peixoto, que fica bem de frente à Praça dos Martírios.

Outro ponto turístico em Maceió bastante conhecido é o Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore, que expõe uma coleção do folclorista Théo Brandão em um palacete imponente do século XIX. Infelizmente, ele está fechado sem previsão de reabertura, mas vale a pena ficar de olho no Instagram do museu para acompanhar possíveis novidades.

Bairro de Jaraguá

Rua de paralelepípedo com casarões históricos nos arredores. A imagem foi tirada de dia no bairro Jaraguá, uma das opções de o que fazer em Maceió
O bairro Jaraguá tem arquitetura histórica – Foto: Blogilberto via Wikimedia Commons

O Jaraguá também pode ser considerado um centro histórico de Maceió, pois é um bairro com construções preservadas, casarões antigos, museus e até ruas de paralelepípedo – um verdadeiro charme! De acordo com historiadores, o local era uma aldeia de pescadores que surgiu antes mesmo da povoação de Maceió.

Por lá, há postes originais da França e até o terceiro protótipo original da estátua da liberdade. Outras atrações são a Associação Comercial Alagoana, a Capelinha do Jaraguá, o Museu da Imagem e do Som (MISA), o Memorial à República, o Museu da Tecnologia, a Casa do Patrimônio, a Fundação Teotônio Vilela e o Porto. Não deixe de tirar uma foto na tradicional moldura de Maceió na Praça Dois Leões.

Piscinas naturais da Pajuçara

Jangadas de diferentes 
 cores estacionadas na areia branca com um mar cristalino ao fundo. Há sombra de coqueiros à frente e a imagem foi tirada em um dia ensolarado. Foto para ilustrar o post de o que fazer em Maceió
Jangadas na praia da Pajuçara – Foto: Mariordo (Mario Roberto Durán Ortiz) via Wikimedia Commons

Alagoas tem muitas piscinas naturais – principalmente na região norte, chamada Costa dos Corais. Em Maceió há somente as piscinas naturais de Pajuçara, mas ao redor da capital também tem outras bem famosas e lindas, como as de Maragogi, São Miguel dos Milagres e Paripueira.

Para visitar a piscina natural de Pajuçara você precisa contratar um passeio de jangada (barco pequeno movido pelo vento), lancha ou catamarã (barcos maiores, alguns até com bar dentro). Eu fiz esse passeio com a CVC e WS Tur Receptivo, mas na praia também tem barqueiros disponíveis. A vantagem de contratar antes é que você não precisa ficar pechinchando de última hora.

Um detalhe muito importante é que as piscinas naturais só aparecem na maré baixa, quando a tábua de marés atinge 0.0 ou no máximo 0.5, ou também quando está em época de lua cheia ou lua nova. Com o nível do mar mais baixo, os recifes de corais formam piscinas em alto mar com águas muito transparentes. É uma delícia! Dá para nadar com a água na altura da cintura e ainda ver peixinhos bem de perto.

Pontos turísticos nos arredores de Maceió

As cidades vizinhas de Maceió ficam entre uma e três horas de distância da capital, e compensa muito dedicar alguns dias da viagem para visitá-las. Há quem prefira se hospedar em Maceió e fazer viagens bate e volta até outros destinos, ou quem escolha uma acomodação em outro município para poupar o tempo de trânsito. Isso fica a critério de cada um!

Eu preferi escolher um dos hotéis em Maceió para fazer os passeios na capital e em cidades de no máximo 40 minutos de distância, mas também fiquei em um dos hotéis em Maragogi e na praia do Francês para curtir esses destinos com mais tranquilidade. Os meus trajetos foram feitos com a WS Tur Receptivo, pois estavam inclusos no meu pacote da CVC.

MaragogiO que fazer em Maragogi

Piscina natural Ponta do Mangue em Maragogi, sendo o local com mar esverdeado e transparente, com alguns barcos navegando e pessoas nadando. Representa o que fazer em Maceió
Piscina natural Ponta de Mangue, em Maragogi – Foto: Joyce Dias
Colagem de três fotos mostrando como é o passeio de buggy em Maragogi, perto de Maceió. A primeira (à esquerda) é do buggy com o mar de fundo, a segunda (meio) é de um buggeiro sentado olhando para um objeto feito de madeira para tirar fotos com o mar de fundo, e a terceira (è direta) é de um buggy verde no centro de um desenho de coração feito de cocos na areia, com uma mulher sentada no teto do veículo com as duas mãos para cima. Ao fundo tem árvores, mato e o mar
Os passeios de buggy são tradicionais em Maragogi – Foto: Joyce Dias

Maragogi é uma das cidades mais conhecidas ao redor de Maceió, principalmente pelas suas piscinas naturais, a praia de Antunes, o Caminho de Moisés e os passeios de buggy. Foi aqui que entendi o porquê da fama de “Caribe brasileiro”, já que o mar realmente tem uma tonalidade cristalina sem igual.

A cidade é bem pequena, com ruas estreitas de terra e sem muitos pontos turísticos. O mar e a natureza são os seus cartões postais, por isso os passeios por lá são curtir a praia, andar de buggy ou navegar de barco até as piscinas naturais. A praia de Antunes é uma das mais famosas, e a de Barra Grande é onde tem o Caminho de Moisés, que é um banco de areia que se forma mar adentro na maré baixa – veja a tábua de marés.

Maragogi também conta com diversos bugueiros que fazem tours passando pelas praias e tirando fotos criativas em cenários artesanais, geralmente feitos com coco e tronco de madeira (veja na foto acima). Há também muitos barqueiros que fazem os passeios às piscinas naturais e tiram as tradicionais fotos com os peixinhos coloridos. As piscinas mais conhecidas são as Galés, Taocas e de Barra Grande.

Veja nossos posts com mais dicas de Maragogi:

Praia do Gunga (Roteiro)

Praia do Gunga, em Alagoas, com um caiaque na reia, algumas pessoas nadando e de pé na areia e as mesas espalhadas dos quiosques. Representa o que fazer em Maceió
A praia do Gunga tem vários quiosques na areia – Foto: Joyce Dias
Mulher olhando para o lado, com o cabelo cacheado solo, com a lagoa do Roteiro, na praia do Gunga, de fundo e árvores ao fundo. Representa o que fazer em Maceió
Formam-se bancos de areia bem no meio da Lagoa do Roteiro – Foto: Joyce Dias

Outra queridinha dos viajantes é a praia do Gunga, localizada em Roteiro, a pouco mais de 40 minutos de carro de Maceió. Esse pedaço de areia vale por dois, pois é lá que o mar se encontra com a Lagoa do Roteiro, oferecendo para os banhistas mergulhos na água doce ou salgada. A paisagem também é linda, pois contempla a imensidão do oceano e a vegetação rica ao redor do rio.

Uma vantagem dessa praia é que ela oferece excelente infraestrutura. Há muitos quiosques grandes na areia, feira de artesanato com roupas e lembrancinhas típicas, e diversas opções de passeios, como de buggy para as falésias, banana boat, paramotor, e até barco voador e passeio de barco para ver a palatéia das ostras. Só vale ir preparado, porque o local é bastante movimentado e cobra estacionamento.

Praia do Francês (Marechal Deodoro)

Vista aérea de Marechal Deodoro, na região da Praia do Francês. No lado esquerdo tem o mar, com uma orla cheia de pessoas e casas à direita.
Praia do Francês – Foto: @lucasmenesesphoto

Marechal Deodoro é a casa da praia do Francês, outro pedaço de areia bastante conhecido entre os viajantes. Essa praia é bastante movimentada (principalmente nos finais de semana) e tem um lado do mar mais tranquilo, devido à uma barreira natural, e outro com mais ondas, indicado para surfistas. Também há piscinas naturais e o tom do mar é lindo!

A cidade é bastante charmosa e histórica, com muitos pontos turísticos para visitar além da praia. Há igrejas, museus e restaurantes com gastronômia diversa (recomendo a comida regional, principalmente as cocadas 😋). Ah, foi aqui que nasceu Marechal Deodoro da Fonseca, o primeiro presidente do Brasil, e a sua casa natal se tornou um dos museus gratuitos do município.

Praia de Sonho Verde (Paripueira)

Praia de Sonho Verde, um dos pontos turísticos perto de Maceió, com poucas ondas, um barquinho navegando no mar, algumas pessoas andando na areia e coqueiros beirando a orla
Praia de Sonho Verde, a uma hora de Maceió – Foto: Joyce Dias
Colagem de três fotos mostrando diferentes áreas do Anauê Beach Club, na praia de Sonho Verde. A primeira (à esquerda) é de uma mulher balançando na rede  olhando para a praia, com algumas mesas com guarda-sóis espalhadas na areia. A segunda (meio) são de quiosques cobertos com uma rede em cada. A terceira (á direita) é de uma mesa de madeira com bancos de cada lado, um gramado à frente, piscina e quiosques atrás. Representa o que fazer em Maceió e região
O Anauê é um beach club na praia de Sonho Verde – Fotos: Joyce Dias

A praia de Sonho Verde fica a uma horinha de distância da capital, e também desponta como um dos pontos turísticos de Maceió que vale a pena conhecer. Esse pedaço de areia não é muito disputado e dá para aproveitá-lo sem aquele movimento das praias centrais.

A natureza em volta da praia é bastante preservada e os coqueiros em volta da orla formam um cenário natural muito bonito. Uma dica é ficar em um beach club, pois você terá toda a infraestrutura necessária para aproveitar a praia com muito conforto. O Anauê é uma boa escolha, pois conta com música ao vivo, restaurante, piscina, redário, banheiros limpos, parquinho infantil, quiosques e ainda faz passeios (eu fiquei nele e gostei muito!).

Praia do Carro Quebrado (Barra de Santo Antônio)

Colagem de três fotos mostrando a praia de Carro Quebrado. A primeira (à esquerda) é de uma mulher olhando para o lado no Mirante do Carro Quebrado, mostrando a praia azulada ao fundo. A segunda foto (meio) é de um braço com listras coloridas feitas de argila com a praia do Carro Quebrado ao Fundo. A terceira foto (à direita) é da faixa de areia da praia de Carro Quebrado com poucas pessoas e o mar com poucas ondas
Pare no mirante, faça uma pintura com argila e depois curta a praia deserta de Carro Quebrado – Fotos: Joyce Dias

A praia de Carro Quebrado é praticamente deserta, tem pouquíssima infraestrutura e um mar cristalino cercado de falésias coloridas. Por lá, há um mirante incrível e alguns guias também fazem pinturas usando as argilas que os índios caetés usavam antigamente – são diversas cores naturais retiradas das próprias falésias que cercam a praia.

A praia de Carro Quebrado é quase vizinha da praia de Sonho Verde, dá para conhecer as duas no mesmo dia. Ela tem o acesso mais complicado, por isso indico ir de buggy ou com carros 4×4. Eu, por exemplo, fiz um passeio de jipão (saindo de Sonho Verde) e foi bem tranquilo.

Encontrei no caminho um casal perdido, indo sozinhos de carro. Por esse motivo é melhor ir com pessoas que conheçam bem a região. A WS Tur Receptivo foi a empresa responsável pelo meu passeio, e o guia e o motorista eram moradores locais, e sabiam de tudo sobre lá. Foi muito mais seguro!

São Miguel dos Milagres

Praia de São Miguel dos Milagres, sendo do lado esquerdo o mar azul com poucas ondas, no meio um banco de areia branco e à direita tem coqueiros balançando com o vento
As praias de São Miguel dos Milagres são azuladas e mais vazias – Foto: Joyce Dias

Se você gosta de praias paradisíacas e tranquilas, então São Miguel dos Milagres é para você! O mar deste destino é tão azul que chega a se mesclar com o tom do céu. A atmosfera da cidade também é muito gostosa, pois o local é bastante rústico, com ruas curtas e moradores humildes e sorridentes.

Milagres fica a 100 km de distância da capital e, por lá, é possível fazer passeios de buggy com paradas em diferentes pontos turísticos e praias da cidade, além de também ficar em um dos beach clubs, como o Santo Milagres. Confesso que esse foi um dos passeios que mais gostei de fazer. 😎

Foz do Rio São Francisco

Colagem de três fotos mostrando como é o passeio na Foz do Rio São Francisco, um dos pontos turístiscos perto de Maceió. A primeira imagem é de um homem e mulher sorrindo dentro de um barco com o rio de fundo. A segunda (ao meio) é de uma mulher com os braços levantados em cima de uma duna de areia e o céu com nuvens brancas de fundo. A terceira imagem (à direita) é da orla do rio com dunas de areia, árvores e o rio São Francisco à frente
O passeio ao encontro do Velho Chico é feito de catamarã até as dunas móveis – Fotos: Joyce Dias

O passeio à Foz do Rio São Francisco foi o mais emocionante que fiz, recomendo muito! Ele sai de uma cidade chamada Piaçabuçu, a duas horas e meia de Maceió (136 km de distância). De lá, um barco vai em direção ao encontro do Velho Chico com o oceano, localizado bem na divisa de Alagoas com Sergipe.

Para chegar ao local é necessário fechar um passeio com alguma agência, sendo que há opções de rotas de buggy + barco ou transfer + barco. O meu também foi com a WS Tur Receptivo e CVC, e uma van foi me buscar no hotel para levar a um restaurante à beira do rio. De lá fomos de catamarã até a foz.

O cenário de todo o passeio é surreal. A vegetação que cerca o rio é muito abundante e quando chega na foz, onde também tem as dunas móveis, você perde de vista tamanha beleza natural. Não é à toa que o local já foi cenário do filme “Deus é brasileiro”, com Antônio Fagundes. Vale muito a pena incluir esse passeio no seu roteiro de o que fazer em Maceió e região.

Melhores praias de Maceió

Colagem de 3 fotos de praias em Maceió. A primeira (à esquerda) é de uma mulher em uma ponte olhando o mar e o horizonte. A segunda (no meio) é de uma porta azul com uma placa escrito "Maceió é massa" com um mar azulado de fundo. A terceira (à esquerda) é de uma praia, com uma parte da areia e o mar com poucas ondas.
Ponta Verde, Pajuçara e Jatíuca são as melhores praias para nadar em Maceió – Fotos: Joyce Dias

As praias de Maceió são mais urbanas e movimentadas, porém, no quesito beleza não perdem nada para as mais afastadas. A Praia de Ponta Verde, Jatíuca e Pajuçara são cristalinas, com poucas ondas e temperatura amena. Na maré baixa ainda ficam com aspecto de piscina natural, principalmente em Ponta Verde quando forma-se o caminho de Moisés até o farol.

Depois, nos arredores da capital, há outras praias lindíssimas que também merecem entrar no seu roteiro. A praia do Gunga (Roteiro) e praia do Francês (Marechal Deodoro) são mais movimentadas e com bastante infraestrutura na areia. As praias de São Miguel dos Milagres e de Maragogi possuem o mar cristalino e azulado, com menos quiosques na orla, porém com clima mais tranquilo e várias piscinas naturais.

Outras opções de praias nos arredores de Maceió são a Praia do Carro Quebrado, que é mais deserta, e a praia de Sonho Verde, que também é vazia, porém, com mais opções de beach clubs disponíveis.

Anote ou tire print dessa lista com as melhores praias de Maceió:

  • Praia de Ponta Verde (Maceió)
  • Praia da Pajuçara (Maceió)
  • Praia de Jatíuca (Maceió)
  • Praia do Gunga (Roteiro)
  • Praia do Francês (Marechal Deodoro)
  • Praia de Antunes (Maragogi)
  • Praia Barra Grande (Maragogi)
  • Praia de São Miguel dos Milagres
  • Praia do Toque (São Miguel dos Milagres)

O que fazer em Maceió além das praias

Que tal tirar um tempinho da viagem para curtir Maceió além das praias? Há muito o que fazer fora do mar, como comprar lembrancinhas na feira do artesanato, conhecer o trabalho das rendeiras e pescadores em Pontal da Barra, provar a comida regional nos restaurantes em Maceió, visitar museus e muito mais. Anote as opções abaixo:

  • Pavilhão do Artesanato
  • Pontal da Barra e lagoa Mundaú
  • Mirante São Gonçalo
  • Catedral Metropolitana
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
  • Museu Palácio Floriano Peixoto
  • Bairro de Jaraguá

O que fazer gratuitamente em Maceió

Um Jacaré-do-papo-amarelo em frente a um rio com bastante vegetação a sua volta. O locar é o Parque Municipal de Maceió
Veja os jacarés no Parque Municipal de graça – Foto: Sunny Kelma Oliveira Miranda via Wikimedia Commons

Você pode curtir as praias gratuitamente, desde que fique bem sem cadeiras de praia e guarda-sóis. O Marco dos Corais também é um passeio sem custo, além das igrejas na parte histórica da cidade. Outro ponto turístico em Maceió de graça é o Parque Municipal, onde você pode ver jacarés-de-papo-amarelo e outros animais de perto. Veja a lista abaixo do que fazer gratuitamente na capital:

  • Parque Municipal de Maceió
  • Mirante São Gonçalo
  • Catedral Metropolitana
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
  • Praias de Maceió
  • Marco dos Corais
  • Igreja Bom Jesus dos Martírios
  • Museu Palácio Floriano Peixoto

O que fazer com crianças em Maceió

A maioria dos pontos turísticos de Maceió podem ser feitos com crianças. As praias centrais, por exemplo, tem poucas ondas e os pequenos podem aproveitar com segurança. Além disso, também é possível fazer piquenique no Parque Municipal, visitar o Maceió Shopping, andar de bike na orla e até andar de barco até as piscinas naturais, já que mesmo em alto mar elas são super rasas e sem ondas. Veja nossas dicas abaixo:

  • Praias de Maceió
  • Piscinas naturais da Pajuçara
  • Parque Municipal de Maceió
  • Marco dos Corais
  • Maceió Shopping
  • Centro de Convenções Maceió
  • TruckZone
  • Museu Palácio Floriano Peixoto

O que fazer à noite em Maceió

Mão segurando um celular com o show acontecendo ao fundo em Maikai, uma casa noturna em Maceió
A Maikai tem shows à noite – Foto: divulgação oficial via Facebook

Encontrar um bom restaurante em Maceió é uma boa pedida no final do dia, principalmente se tiver música ao vivo. Outra dica é fazer um passeio noturno de trimarã (barco) que o Lopana Bar de Praia oferece – é uma experiência bem diferente. Você também pode assistir alguma atração no centro de Convenções Maceió, ir às casas noturnas ou, simplesmente, caminhar pela orla da cidade.

  • Restaurantes em Maceió
  • Maceió Shopping
  • Centro de Convenções Maceió
  • Passeio noturno de trimarã (Lopana bar de praia)
  • Joy Club
  • Maikai Maceió
  • Caminhar na orla de Maceió

O que fazer com chuva em Maceió

A chuva não vai atrapalhar seus passeios em Maceió, pois também há muitos pontos turísticos para visitar quando o tempo não estiver bom para praias. Veja nossa seleção abaixo:

  • Maceió Shopping
  • Pavilhão do Artesanato
  • Restaurantes em Maceió
  • Centro de Convenções Maceió
  • Museu Palácio Floriano Peixoto
  • Catedral Metropolitana
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Restaurantes em Maceió

Mesa self service com diferentes tipos de bolos e doces e panelas com receitas salgadas ao fundo. Há algumas pessoas se servindo com pratos e colher na mão
Delícias servidas no Bodega do Sertão, restaurante de comida nordestina em Maceió – Foto: Joyce Dias

Carne de sol, chiclete de camarão, tapiocas, cuscuz, moqueca de frutos do mar e cocada são alguns dos pratos típicos da região. O Bodega do Sertão é especialista na culinária regional, e vale muito a pena conhecê-lo para incluir na sua experiência de viagem o verdadeiro sabor nordestino. 😋

Mas além da cozinha regional, a capital alagoana também oferece uma gastronomia variada entre os seus diversos restaurantes em Maceió. Veja alguns dos mais famosos abaixo:

Onde ficar em Maceió

Mulher de costas, com o cabelo solto e chápeu de praia, dentro de um dos quartos do Ritz Lagoa da Anta olhando para a janela ampla com vista do mar.
Clique na foto e faça sua reserva no Ritz Lagoa da Anta – Foto: Joyce Dias

Maceió tem uma excelente infraestrura para se hospedar, principalmente se for a sua base para visitar as cidades nos arredores. Por lá, as melhores regiões onde ficar são: Pajuçara, Ponta Verde e Jaitiúca, por serem as praias mais centrais e terem de tudo um pouco por perto.

Depois, também é possível se hospedar nas cidades vizinhas. A dica é escolher um hotel em outros destinos que você pretende visitar por mais tempo, pois assim fica menos cansativa a viagem, como, por exemplo, os hotéis em Maragogi, as pousadas em São Miguel dos Milagres e as pousadas na praia do Patacho.

Hotéis em Maceió

Piscinas do Ritz Lagoa da Anta, um dos hotéis em Maceió, sendo o ambiente localizado praticamente à beira-mar, com apenas uma avenida separando-o da orla do mar. Há coqueiros no hotel e na praia
Piscinas com vista do mar do Ritz Lagoa da Anta Hotel & SPA

Caso prefira ficar em um dos hotéis em Maceió, nós já separamos abaixo os mais indicados para você reservar. Mas, se ainda estiver na dúvida, também vale a pena conferir nossos posts de pousadas em Maceió e resorts em Maceió.

Conheça mais hotéis em Maceió para garantir a estadia perfeita.

Veja outros posts com indicações de hospedagens pelo estado de Alagoas:

Seguro viagem nacional

Contratar um seguro viagem nacional é indispensável para ter uma viagem tranquila, sem gastar muito com atendimento médico, caso seja preciso. Serviços de saúde são caros, e o seguro viagem cobre o gasto por você. Há planos baratos que podem te livrar de uma grande dívida. Aproveite nosso cupom de desconto Seguros Promo e contrate o seu agora mesmo. – VER PREÇOS

Passagens aéreas para Maceió

Quer garantir uma passagem para Maceió com preços super atrativos? Nós usamos a plataforma Vai de Promo para encontrar os voos mais em conta do mercado. Confira as promoções do dia e fique de olho para economizar na compra das suas passagens aéreas. – VER PREÇOS

Aluguel de carro em Maceió

Compare o preço das locadoras de carro de Maceió em um único local. Use a RentCars para alugar seu carro com segurança e praticidade, e chegue ao destino com tudo pronto para retirar o veículo e sair dirigindo. Confira nosso cupom de desconto RentCars e reserve já o seu. – VER PREÇOS

Dúvidas frequentes

Qual é a melhor época para ir à Maceió?
Maceió e todo o estado de Alagoas é quente durante o ano todo, então você pode ir em qualquer época. Só vale destacar que o verão é alta temporada e a região fica mais cheia. O inverno, no entanto, tem pequenos períodos de chuvas, a região fica mais vazia e é mais fácil achar preço baixo e promoções de passagens aéreas.

Quais os principais pontos turísticos em Maceió e região?
As praias e piscinas naturais são os cartões postais de Maceió e das cidades nos arredores, como: praia de Ponta Verde e as piscinas naturais de Pajuçara (Maceió); praia do Gunga (Roteiro); praia do Francês (Marechal Deodoro); praias de Maragogi.

O que não se pode deixar de fazer em Maceió e região?
Andar de barco até as piscinas naturais é um passeio imperdível, no qual você pode ver peixinhos coloridos de perto e nadar em alto mar em áreas rasas e cristalinas.

O que fazer em Maceió com crianças?
Visite o Parque Municipal de Maceió, caminhe no Marco dos Corais, faça uma refeição no TruckZone e aproveite as piscinas naturais com os pequenos com muita segurança.

O que fazer com chuva em Maceió?
Caso esteja chovendo, a lista de o que fazer em Maceió também é extensa, como visitar o Maceió Shopping, o Museu Palácio Floriano Peixoto, a Catedral Metropolitana, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, o Pavilhão do Artesanato e aproveitar muito os restaurantes em Maceió.

Onde comprar ingressos para Maceió?
Nós recomendamos muito os pacotes da CVC e WS Tur Receptivo! Eles têm parceria com várias empresas de turismo na região, por isso conseguem trabalhar com preços atrativos.

O que fazer em Maceió e região com pouco dinheiro?
Alguns dos pontos turísticos de Maceió gratuitos são: Parque Municipal de Maceió, Mirante São Gonçalo, Marco dos Corais e Museu Palácio Floriano Peixoto.

Quais os melhores restaurantes em Maceió?
Os restaurantes em Maceió mais famosos são o Bodega do Sertão, Grazie Pizza Napoletana e Tapioca Maria Bonita. Nos arredores da capital também há outros ótimos, como o Anauê Sonho Verde (praia de Sonho Verde), Maré Beach Maragogi (Maragogi), Santo Milagres Beach Club (São Miguel dos Milagres) e Paju Praia (praia do Gunga).

Onde ficar em Maceió?
Os hotéis em Maceió que ficamos e indicamos são: Ritz Lagoa da Anta, Maragogi Brisa Exclusive Hotel e Hotel Ponta Verde Francês. Veja mais opções no Booking.

O que fazer em Maceó em 7 dias?
Em três dias você pode visitar os pontos turísticos de Maceió tranquilamente. Depois, em cinco e sete dias é possível incluir passeios nos arredores, como Maragogi, São Miguel dos Milagres e praia do Gunga.