Uma verdadeira joia imperial, a capital austríaca traz atrações para fãs de arquitetura, natureza, história, música e muito mais. Confira o que fazer em Viena e dicas de pontos turísticos, restaurantes e hospedagem.

Viena, a capital da Áustria, é sem dúvida um destino perfeito para quem gosta de grandiosidade, história e música. Há muito o que fazer em Viena, e você pode conferir aqui as dicas das atrações principais.

Apesar de ainda não ser tão conhecida dos brasileiros quanto outras capitais, a cidade de Viena Austria é um dos maiores pontos turísticos da Europa.

A antiga capital do gigantesco império austro-húngaro era a cidade dos Habsburgos. Os prédios impressionantes e avenidas largas mostram bem isso.

Para melhorar, a Áustria e os austríacos cuidam super bem da “jóia do império”. Viena é uma das cidades mais limpas, com os parques e prédios mais bem cuidados, da Europa.

>> Leia também nosso post Viena Pontos Turisticos – 17 Atrações que Você Precisa Conhecer

Além disso, é uma cidade super segura. Não é à toa que constantemente está no topo dos rankings de melhor cidade para se viver. Certamente um destino perfeito para quem curte palácios e castelos, mas também para quem gosta de estar perto da natureza.

Se esta é sua primeira vez na cidade, vale a pena seguir as dicas de o que fazer em Viena se você tem de 1 a 5 dias na cidade:

Você vai encontrar nesse post:

Caso queria pular alguma parte, é só clicar no sumário abaixo para ir direto ao tópico 🙂

Mapa dos Pontos Turísticos

Abaixo você encontra um mapa com todos os pontos que vamos falar no post para você se localizar:


O que fazer em Viena em 1 dia

Casal do filme Antes do Amanhecer, que faz um roteiro de um dia em Viena.

Então você só tem um dia para aproveitar as maravilhas desta capital imperial? Sim, é possível curtir Viena em apenas 24 horas. Só que algumas escolhas terão de ser feitas, claro.

A boa notícia é que o transporte público na cidade é excelente. Quer dizer, dá para percorrer Viena toda usando o mesmo ticket diário.

A Wiener Liener, que é a empresa que cuida do transporte público, tem um app para iPhone e Android. Com ele, você pode comprar seu ticket de transporte público de maneira simples e mantê-lo sempre no celular. Pronto, agora você já está preparado para percorrer a cidade!


Não esqueça o seu seguro viagem obrigatório! Encontre os melhores preços no Seguros Promo!

Seguros Promo


Palácio Schönbrunn

Se só tem um dia, a dica é começar direto pelo Palácio Schönbrunn. Essa era a residência de verão dos Habsburgos.

Além do palácio em si, a área que o cerca é sensacional. Há diversos jardins, fontes e até um zoológico. Mas não é qualquer zoológico: o zoo de Viena é o mais antigo ainda em operação no mundo.

Não deixe de dar a voltar no palácio para curtir os jardins aos fundos dele e, se tiver pique, subir até a Gloriette, a parte elevada do terreno. A vista é incrível.

Como chegar no Palácio Schönbrunn: É super simples de chegar lá de metrô, pois basta descer na estação Schönbrunn da linha 4 (verde). Depois, seguir a leva de turistas (o caminho bem sinalizado) até o palácio do Século 18.

Comece o dia pelo Palácio Schönbrunn – Foto: Foto de Edith Leigh via Pexels

Centro de Viena

Também conhecido como o primeiro distrito. Saindo do Schönbrunn, volte para o metrô.

Vale dizer que os metrôs de Viena, assim como os ônibus e trams (bonde de trilho comum na Europa), não têm catraca. Às vezes há inspetores conferindo os tickets dos passageiros. Então, não perca o seu e não esqueça de validá-lo se for necessário.

Na estação Schönbrunn, pegue o metrô sentido Heiligenstadt e desça na estação Karlskirche. Em alemão “kirsche” significa igreja e, saindo da estação, vai ficar bem óbvio o motivo do nome.

A Karlskirche é uma das mais belas igrejas de Viena, vale a pena a parada. Para os fãs de música clássica, há opções de concertos sempre rolando por lá.

Karlskirche - o que fazer em Viena. Igreja austriaca e pessoas em frente
A igreja Karlskirche

Agora, o resto do dia rende uma bela caminhada. Saindo da praça onde fica a Karlskirche, é possível fazer tudo a pé.

A maior parte dos prédios mais bonitos, incluindo a Rathaus, o Edifício do Parlamento austríaco e a Ópera de Viena, ficam na mesma rua e arredores.

Outra opção é pegar um dos bondinhos que percorrem a Ringstrasse, há trams específicos para turismo que fazem um trajeto circular.

Por fim, termine o passeio visitando a Catedral Stephansdom, no centro da cidade. É possível comprar ingressos para subir até o topo da catedral e aproveitar a bela vista, que com certeza vale a pena.

Lá perto, não deixe de ir para o Hotel Sacher Wien, onde você pode experimentar a tradicional sachertorte. A receita foi criada em 1832 em Viena e traz chocolate e geleia de damasco. É amar ou odiar, mas com certeza tem que experimentar.

Onde comer no 1º dia em Viena

Uma sugestão boa para quem começa o dia no Schönbrunn fica lá perto do palácio, mesmo. O Brandauers Bierstube é um ótimo restaurante que, apesar de estar em área turística, não tem valores exorbitantes. Além disso, dá para comer comida bem típica austríaca e curtir a refeição em um pátio externo.

À noite, quem tem só um dia pode curtir o restaurante Figlmüller, um dos mais tradicionais e famosíssimo pelo schnitzel. Esse é talvez um dos pratos mais típicos da Áustria, e é feito com uma peça bem fina de carne à milanesa. Peça com salada de batatas e nem ouse pedir com fritas, se quiser ser bem tradicional.

Com certeza vale a pena ir no Figlmüller, mas em alta temporada o local lota. Por isso não se esqueça de fazer reserva com alguns dias de antecedência, principalmente para as noites de final de semana.

O famoso schnitzel do restaurante Figlmüller, um dos pratos tradicionais de Viena.
O famoso schnitzel do restaurante Figlmüller, um dos pratos tradicionais de Viena. – Foto: @figlmueller via Instagram

O que fazer em Viena em 2 dias

Tem mais um dia na cidade? Então, depois de fazer o roteiro do primeiro dia, inclua também esta programação para o seu segundo dia em Viena:

Palácio Belvedere

Com dois dias, a nossa dica é conhecer o outro belo palácio da cidade, o Belvedere. Em estilo barroco, com jardins lindíssimos, é certamente uma das maiores atrações da cidade. Especialmente para quem gosta de arte, pois o museu de Belvedere tem uma coleção de obras do artista austríaco Gustav Klimt.

O Palácio Belvedere, uma ótima dica do que fazer em Viena.
O Palácio Belvedere, uma ótima dica do que fazer em Viena.

Naschmarkt

Antes do fim da tarde, pegue a linha U4-verde do metrô (sim, a mesma do Karlsplatz e Schönbrunn) e, dessa vez, desça em Naschmarkt. Lá, você vai dar de cara com um mercado de rua enorme.

São mais de 100 barraquinhas e quiosques (inclusive com comida brasileira!) e inúmeras especiarias. O mercado tem suas origens no século 16 e visitá-lo é praticamente fazer uma volta ao mundo gastronômica.

Vista do mercado Naschmarkt
O mercado Naschmarkt

Hofburg, a residência dos imperadores

Por fim, não deixe de visitar o Hofburg, o palácio barroco que era residência oficial do império. Quem já visitou os palácios de Verão do Habsburgos pode imaginar a imponência da residência oficial dos imperadores.

Atualmente, o prédio serve de residência e local de trabalho do presidente da Áustria e conta com várias alas.

Para quem não resiste a uma biblioteca, Viena tem a Biblioteca Nacional da Áustria, a maior do país com mais de 12 milhões de livros. Além disso, o prédio em si – localizado em uma das ala do Hofburg, é deslumbrante. Vale a pena entrar para quem quer ter aquela sensação de “biblioteca da Bela e a Fera”. Sem exageros.

O ingresso inteiro para entrar no hall principal custa 8 euros por adulto, mas há várias opções de descontos e valores diferentes. Não se esqueça de conferir no site.

Hofburg, a residência dos imperadores em Viena  - Foto: Flávio Antunes
Hofburg, a residência dos imperadores em Viena – Foto: Flávio Antunes

Onde comer no 2º dia em Viena

Na hora do almoço, há diversas opções de restaurantes e quiosques no Naschmarkt. Mas cuidado que também tem muita coisa super cara, já que a região é bem turística. A maioria dos quiosques têm preços ok, mas os restaurantes costumam praticar o famoso preço de turista.

Se quiser comer sentado na região, nossa dica é o Café Savoy. Além de um ótimo serviço e boas opções de comidas mais leves, o café em si é lindo. Vale lembrar que Viena é a cidade dos cafés, e o vienense há mais de século tem a tradição de frequentá-los.

Uma sugestão para o fim da tarde/noite é ir a uma heuriger. Heurigers estão para vinho como biergarten estão para cerveja, praticamente. São locais que produzem seu próprio vinho e são bem tradicionais. Não é todo mundo que sabe, mas Viena tem orgulho do vinho local.

Saindo do centro da cidade, já é possível encontrar largos vinhedos e as melhores heurigers estão por lá. Uma sugestão é a Mayer am Pfarrplatz, que tem decoração toda típica, ótimos pratos de comida e uma área externa linda e tradicional. Além de, claro, vinhos deliciosos.

Faixada do café savoy em Viena (o que fazer em Viena), faixada amarelo clara com o nome do café escrito em vermelho e verde
O clássico Café Savoy.

O que fazer em Viena em 3 dias

Já completou seu 1º e 2º dia em Viena com as dicas acima? Agora vamos para as recomendações de o que fazer em Viena em 3 dias:

Prater

No terceiro dia, se você ainda não encaixou em momento anterior, está na hora de ir para o Prater.

O Prater é um parque de diversões público enorme que fica do outro lado do rio Danúbio. A entrada é gratuita, mas se você quiser ir para os brinquedos, cada um tem valores específicos.

Certamente um local imperdível para quem gosta de parque de diversões. Mas até quem prefere tranquilidade vai apreciar a famosa roda gigante, a Wiener Riesenrad, com vistas deslumbrantes da cidade.

A roda gigante Wiener Riesenrad em Prater
A roda gigante Wiener Riesenrad em Prater

Com certeza dá para passar o dia todo no Prater. Até porque o parque em si é um complexo imenso com lagos, parque para cachorros (sim!), restaurantes e até clube de golf.

Como chegar no Prater: Para chegar lá, é só pegar a linha U2 (roxa) do metrô e descer na estação Messe-Prater.

Museus em Viena

Perto do parque você também vai encontrar dois prédios que são pontos turísticos da cidade desenhados por Friedensreich Hundertwasser. O arquiteto austríaco tinha um estilo moderno bem peculiar.

O museu KunstHaus Wien e as casas mais originais de Viena, as Hundertwasser Haus, são ótimos exemplos disso.

Aliás, quem gosta de arte vai gostar de visitar o museu Albertina, no centro. Antigamente (mais) um palácio dos Habsburgos, hoje tem coleções clássicas e de arte do século 20.

Para juntar arquitetura e arte, nada melhor do que uma visita ao MuseumsQuartier e região, área com algum dos mais importantes museus da cidade. Por exemplo, o Museu de História Natural, o Mumok – de arte contemporânea, e o Museu de História da Arte.

Outro dos principais museus da cidade é o Museu da Imperatriz Sissi, como é conhecida na Áustria a imperatriz Elisabeth, esposa do imperador Franz Joseph. Ele fica no Palácio Hofburg e traz uma verdadeira coleção sobre o auge do império austríaco e como é viver como imperatriz.

As casas coloridas, Hundertwasser Haus, em Viena - Foto: Loco Steve via Flickr
As casas coloridas, Hundertwasser Haus, em Viena – Foto: Loco Steve via Flickr

Onde comer no 3º dia em Viena

No Prater, melhor não comer nada muito pesado, especialmente se você for para os brinquedos. A dica é experimentar as comidas típicas que são vendidas nos próprios quiosques. Por exemplo, langos, que é uma espécie de pão frito tipicamente húngaro. Parece estranho, mas é puro sucesso.

À noite, se quiser algo menos austríaco, Viena é uma das cidades que tem um Hard Rock Café. É garantia de porções generosas e que vão agradar todo tipo de pessoa. Mas se preferir algo bem tradicional, os cafés da cidade são lindos e majestosos. Uma sugestão é o Café Hawelka.


O que fazer em Viena em 4 dias

Em três dias, já deu para conhecer os principais pontos turísticos de Viena Austria, não é? Agora vamos incluir algumas dicas extras para você, que já vai se tornando quase um local da cidade 😉

Bate-volta e Cruzeiros no Rio Danúbio

Para o seu quarto dia, a dica é curtir o rio Danúbio. O rio é o segundo maior da Europa e de uma importância imensa na região.

Além da Áustria, ele passa por países como Hungria, Sérvia, Croácia e Alemanha. Há diversas opções para aproveitar o rio, a mais comum são os cruzeiros entre os países atravessados por ele. Além disso, se você for fazer um bate volta em Bratislava, por exemplo, dá para ir pelo rio.

#FicaADica: quem quiser ir até a capital da Eslováquia, o melhor é ir de barco, para curtir a viagem no rio, mas voltar de ônibus, que é muito mais barato e rápido.

Bratislava é uma cidade linda, possível de conhecer em apenas um dia e relativamente barata. Tanto a estação de ônibus quanto o barco te deixam do lado do centro histórico, então dá para curtir sozinho tranquilamente.

Vista do rio Danúbio em Viena com uma igreja ao fundo e passaros voando
Um Cruzeiro pelo rio Danúbio é uma ótima dica do que fazer em Viena se tiver mais dias por lá!

Copa Beach, a praia de Viena, no Rio Danúbio

Além de ser um ótimo “meio” de transporte, o rio ainda é centro cultural e social em Viena. Por lá, você vai encontrar diversos bares.

Aliás, um ponto especial para os brasileiros: a região de bares perto do Danúbio é conhecida como Copa Cagrana, ou Copa Beach. Sim, em homenagem à praia carioca.

Por lá, no verão você vai encontrar bares, quiosques, praias fake (mas com areia!), atrações de água e muita gente. Dá para alugar pedalinhos, bicicletas, skates e até pequenas embarcações.

Além disso, para quem gosta de balada, a região é cheia de ótimas opções. Ou seja, praticamente uma praia neste país que não tem saída para o mar.

Mesmo fora da temporada, vale a pena conhecer o rio que é um dos mais importantes em termos de história do mundo. Tudo isso de fácil acesso pela linha U1 vermelha do metrô. Dá para descer na estação Donauinsel e ir caminhando pela ponte e depois pela orla. O passeio em si já é maravilhoso, com ótimas vistas do rio e da cidade.

Donaupark

Além do CopaBeach, a ilha no meio do Donau (esse é o nome do Danúbio em alemão) tem o chamado Donaupark. A enorme área verde tem belos jardins de flores, um lago e muita gente praticando esportes ou só curtindo a natureza.

Mas o mais imperdível é a torre do Danúbio. Com 250 metros de altura, essa torre icônica é a mais alta da Áustria e está entre as 75 mais altas do mundo. De lá, em um dia limpo, dá para ver as colinas que cercam Viena, além de grande parte da cidade.

A Torre do Danúbio no Donaupark - vista de cima do parque arborizado com uma torre - o que fazer em Viena
A Torre do Danúbio no Donaupark

O que comer no 4º dia em Viena

Durante o dia, sem dúvida a sugestão é algum dos bares na orla do rio, em CopaBeach. Aproveite que o clima já é de mar e praia e tente um dos restaurantes gregos da região, como o Taverne Sokrates ou o Mar y Sol.

Uma das grandes vantagens de Viena é justamente que é uma cidade cheia de imigrantes. Assim, o que não falta é restaurante tradicional de todas as partes do mundo.

À noite, para quem quer algo um pouco mais romântico, a sugestão é o Turm Restaurant, que fica no alto da DonauTurm (a torre do Danúbio). O local serve comida típica austríaca em um ambiente moderno e elegante.

O grande destaque do Turm Restaurant são as vistas de 360º para os visitantes, já que ele gira. Assim, você pode jantar tranquilo, pois com certeza vai ter a melhor vista da casa. Só não se esqueça de fazer reserva, especialmente para as noites de final de semana, com antecedência.

Vista aérea de parte do Turm Restaurant, restaurante giratório que proporciona uma vista 360º de Viena.
O Turm Restaurant, com vista de 360° de Viena.

O que fazer em Viena em 5 dias

No seu quinto e último dia em Viena, uma boa é entrar em prédios que não deu tempo de conhecer mais a fundo. Então, se você se apaixonou pelo Schönbrunn e quer saber tudo sobre a história do palácio, por exemplo, invista em um tour guiado (ou áudio guia). Isso vale para todas as atrações e museus que não deu tempo de ver com mais calma.

Mas quem prefere conhecer coisa nova, os parques de Viena são sensacionais.

Stadtpark

Você já conheceu o Prater e o parque do Danúbio, que são dois dos principais. Mas outra sugestão imperdível é o Stadtpark.

Esse parque é muito menor do que o Donau ou o Prater, mas ganha vários pontos por sua elegância. Em estilo inglês, o parque é cortado por um rio com patos e cisnes.

No Verão o passeio é cheio de flores e no Inverno a neve branquinha nos gramados encanta. Além disso, há pontes e estruturas do século 19 que valem a fotografia.

Como chegar no Stadtpark: Para chegar lá, é super fácil. Só pegar a já velha de linha de guerra U4 (verde) do metrô e descer na estação Stadtpark. Simples assim.

O Stadtpark em Viena, cortado por rio com patos e cisnes.
O Stadtpark em Viena: dá pra curtir um solzinho deitado na grama e vendo a paisagem
o Monumento de Johann Strauss no Stadtpark
No Stadtpark, você vai poder ver o Monumento de Johann Strauss – um dos grandes compositores de musica, conhecido como “rei da valsa” – Foto: Kiefer via Flickr

Augarten e cemitérios de Viena

Outro parque tradicional é o Augarten, em estilo barroco e com um palácio dentro. O parque tem várias áreas de recreação para crianças, além de eventos periódicos, o que o torna bem cheio de vida, mesmo no inverno.

É lá que você vai encontrar o famoso Wiener Sängerknaben, ou o coral de meninos de Viena. O coral é um dos mais renomados do mundo, e foi fundado em 1498. Os garotos moram e estudam no palácio localizado no parque.

Outra área verde que recebe muitos visitantes, apesar de não ser um parque, é o Cemitério Central de Viena. O cemitério é o segundo maior da Europa, com cerca de 330.000 sepulturas. A primeira pessoa a ser enterrada lá foi Jakob Zelzer, em novembro de 1874 e sua tumba ainda existe (grupo 0, fileira 0, número 1).

Apesar de um pouco mórbida, a visita traz muito da história da Áustria, com o cemitério dividido em religiões, e algumas sepulturas impressionantes. Foi lá que a cidade de música enterrou muitos dos seus principais compositores, como Beethoven que, apesar de alemão, viveu e morreu em Viena.

Mozart, que nasceu e morreu na Áustria, está enterrado em St. Marx Cemetery, que fica próximo ao cemitério central.

A sepultura de Beethoven e Schubert no Cemitério Central de Viena
A sepultura de Beethoven e Schubert no Cemitério Central de Viena

Pôr do Sol em Kahlenberg

Para terminar o dia com mais animação, vá ver o pôr do sol do alto de Kahlenberg, um monte localizado na famosa Wienerwald, ou bosques de Viena.

A área de floresta no sudoeste da capital austríaca tem diversas espécies de animais e plantas, além de também ter alguns tradicionais vinhedos. E, já sabe, né? Onde tem vinhedo em Viena tem heurigers para curtir o vinho e comer boa comida caseira.

O que comer no 5º dia em Viena

Durante o dia, passeando pelas ruas de Viena ou curtindo algum dos belos parques da capital, é hora de experimentar outro prato tradicional. No caso, a wurst, ou linguiça.

Além das barracas de kebabs, o que mais tem pelas ruas são as wurstelstand, quiosques que vendem vários tipos de linguiças. Duas são as mais tradicionais: a frankfurter, que apesar de ter nome de cidade alemã é bem comum por Viena, e a käsekrainer, que é uma linguiça gorda recheada com queijo.

Em qualquer uma das duas, coma com senf, que é mostarda, no pão estilo cachorro-quente ou com o pãozinho tradicional austríaco, semmel.

O wurstelstand, quiosques que vendem vários tipos de linguiças nas ruas de Viena
O wurstelstand, quiosques que vendem vários tipos de linguiças nas ruas de Viena

À noite, vá fazer amizade com os locais na heuriger Weinschenke the Blue Nos’n, localizada na zona oeste de Viena, perto da floresta da cidade. Por lá, a preços super acessíveis, você pode tomar um delicioso vinho enquanto aproveita as mesas ao ar livre.


O que fazer em Viena no Verão

O Verão é a época que a cidade ferve (às vezes, quase literalmente) em Viena. Em Junho, rola o Donauinselfest, um dos maiores festivais gratuitos do mundo.

Durante todo o verão a cidade tem eventos. A área em frente ao Rathaus fica cheia de restaurantes do mundo inteiro e mesas e cadeiras ao ar livre.

CopaBeach? Sim, fica lotado. Para quem gosta de eventos abertos, é um ótimo momento para visitar a cidade.

Além disso, os dias são mais longos, o que garante mais tempo para fazer turismo. Afinal, o sol se põe só depois das 20h30.

A Donauinselfest em 2018
A Donauinselfest em 2018

O que fazer em Viena no Inverno

Já no Inverno, os dias curtos e o frio podem desanimar até o mais agitado dos visitantes. Porém, Dezembro é o mês das feirinhas de Natal em Viena. A cidade está toda viva e brilhando com decorações natalinas (e, sim, cheia de visitantes!).

Vale a pena visitar as feirinhas de Natal, sem dúvida. São várias e cada uma tem sua característica especial. Desde um visual incrível na Karlskirche, até pista de patinação no gelo na Rathaus ou um clima mais local em Spittelberggasse. Escolha seu glühwein (vinho quente) favorito e faça a festa!

A pista de patinação no gelo em frente a Rathaus - Foto: Olivier Bruchez via Flickr
A pista de patinação no gelo em frente a Rathaus – Foto: Olivier Bruchez via Flickr

Onde se hospedar em Viena

$ – Econômico | $$ – Médio/Bom custo-benefício | $$$ – Sofisticado/Luxo

* Podem ocorrer alterações nos valores conforme a época do ano e disponibilidade. Consulte sempre o site do Booking.com para verificar os valores atualizados.

Por ser uma cidade extremamente turística, não faltam opções de hotéis em Viena.

Para quem quer gastar menos, o Wombat’s Hostel Vienna ($) oferece quartos compartilhados ou privados. Há duas unidades na cidade, a Naschmarkt fica bem em frente ao mercado e à estação de metrô da linha U4-verde. Diárias em camas compartilhadas a partir de R$ 110* sem café da manhã.

Quem quer mais luxo, mas ainda numa faixa de preço mediana, pode se hospedar no Austria Trend Parkhotel Schönbrunn ($$), com quartos lindos em estilo imperial e excelente localização. Diárias a partir de R$ 560* sem café da manhã.

Prefere um 5 estrelas no centro da cidade? Então, confira o Le Méridien Vienna ($$$) , com amenidades incríveis e bem no meio do caminho entre Museumsquartier e Karlsplatz. Diárias a partir de R$ 1.140* sem café da manhã.

>> Saiba mais sobre a divisão de Viena em distritos e qual é o melhor para se hospedar em Onde ficar em Viena

Fachada do Austria Trend Parkhotel Schönbrunn
Fachada do Austria Trend Parkhotel Schönbrunn

Encontre mais opções onde ficar em Viena com as ofertas do dia do Booking.com!

Booking.com

O que você PRECISA saber ANTES de ir a Viena

Você está cheio de coisas para pensar e ainda tem que planejar a viagem inteira?

Ou você já viu tudo, mas está com aquela conhecida sensação “Será que esqueci alguma coisa?” Então calma, nós te ajudamos com 4 itens que você não pode esquecer antes de embarcar. Vamos lá?

1) Já comprou sua passagem aérea? 

Onde Comprar: PASSAGENS PROMO

Procurando uma boa oferta e preços de voos? Na hora de comprar passagens para Viena, vale dar uma olhadinha no site Passagens Promo. É bem comum encontrar opções de voo mais em conta e melhores que de outros sites. Nós sempre usamos e vale a pena 😉

2) Já marcou sua hospedagem?

Onde Comprar: BOOKING.COM

Se você ainda não marcou sua hospedagem, a dica é comparar hotéis, hostels e pousadas através do Booking.com. Essa é a maior plataforma de reservas de hotéis do mundo, garantindo uma experiência segura e ótimas ofertas em acomodações.

#FicaADica: Fique de olho nas ‘Ofertas Espertas’, que duram apenas um dia. Alguns hotéis incríveis oferecem ótimos desconto usando este selo na plataforma. Se encontrar um bom negócio, vale fechar :).

Booking.com

3) Seguro Viagem para a Europa é OBRIGATÓRIO:

Onde Comprar: SEGUROS PROMO

Segundo o Tratado de Schengen, o seguro viagem é obrigatório para turistas que visitam os 26 países participantes. Entre eles, a Áustria. Para encontrar um bom seguro viagem, compare preços e coberturas no Seguros Promo.

#FicaADica: Economize 10% em seu seguro viagem.  Use o cupom DICASDEVIAGEM5 para ganhar 5% de desconto e pague no boleto para garantir 5% OFF adicional.

3) Como ter internet ilimitada durante a viagem

Onde Comprar: EASYSIM4U

Você sabia que está cada vez mais fácil – e barato – ter internet ilimitada durante toda a viagem?

É só pedir um chip de celular internacional através da EASYSIM4U. Nós sempre usamos e adoramos! Eles enviam um chip em seu endereço no Brasil, você insere no seu celular quando chega no destino e tem internet ilimitada durante toda a viagem.

#FicaADica: Economize com o aluguel de GPS no carro e use o GoogleMaps e Waze com sua internet ilimitada ;).

o que fazer em viena

4) Alugue carros com os melhores preços

Onde Alugar: RENT CARS

Gostamos muito da Rent Cars para encontrar os carros que usamos em nossas viagens. Ela é a única no Brasil que compara as melhores locadoras do mundo, mas te deixa pagar em reais, sem IOF. Além disso, também é a única que deixa você pagar em 12x sem juros. Vale a pena!

#FicaADica: Tente encontrar carros com a cobertura completa de seguro para o carro e terceiros. Assim, você evita surpresas inoportunas na hora de retirar o carro.

Obs:  Prezamos muito pela credibilidade de nossas informações. Todos os sites que recomendamos acima são sites que já usamos, temos boas experiências e feedbacks de leitores!

E aí, já sabe o que fazer em Viena? Comente aqui!

Leia tudo sobre a Áustria