Férias chegando… e agora é hora de arrumar toda a documentação para fazer uma viagem tranquila. É preciso se organizar e se atentar à pequenos detalhes que podem fazer a diferença na imigração. Os documentos para entrar na Europa são fáceis de serem arranjados. Para que você ter uma entrada mais tranquila no continente, organizamos tudo o que você precisa saber em uma lista aqui embaixo.

documentos para entrar na europa

Os 5 documentos para entrar na Europa que precisam estar na sua mochila:

A União Europeia estabelece a obrigatoriedade de cinco documentos que todos os visitantes precisam apresentar ao entrar na região. O Espaço de Schengen é um tratado que estabelece a livre circulação de turistas em 26 países participantes.

Confira os países que fazem parte do Tratado de Schengen
Alemanha. Áustria. Bélgica. Dinamarca. Eslováquia. Eslovênia. Espanha. Estônia. Finlândia. França. Grécia. Holanda. Hungria. Islândia. Itália. Letônia. Lituânia. Luxemburgo. Malta. Noruega. Polônia. Portugal. República Tcheca. Suécia. Suíça. Liechtenstein. Chipre. Os únicos países europeus que não participam do Tratado atualmente são: Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária.

 

Mesmo se você for viajar a um país que não faça parte do Tratado, as regras são as mesmas. A única coisa que difere é a obrigatoriedade da contratação de um Seguro Viagem – que vamos falar mais para a frente.

 

Afinal, é preciso visto para entrar na Europa?

Se você está planejando viajar para a Europa não é preciso visto para os turistas que ficarem menos de 90 dias. Isso nos países participantes do Tratado de Schengen que contamos acima. De acordo com as regras do tratado, ele estabelece a livre circulação de turistas brasileiros nos países descritos acima. Você pode checar mais informações sobre esta questão e tirar dúvidas no Portal do Itamaraty.

jungfrau em interlaken

Nosso colunista Diego Imai em Jungfrau, em Interlaken, Suiça.

 

Vamos aos documentos obrigatórios:

*Você pode baixar o documento oficial do portal consular do Itamaraty com todos os pré-requisitos e documentos para entrar na Europa clicando aqui.

 

1) Passaporte Válido

Vale ressaltar: um passaporte válido apenas não é sinônimo de que sua documentação esteja em dia. Para viagens internacionais esse documento é obrigatório, fique atento à validade de seu documento. Sempre recomendo viajar com um passaporte que tenha data de expiração, no mínimo, seis meses depois da data marcada em sua passagem.

Por exemplo, se você vai viajar em Janeiro de 2019, seu passaporte deve ter data de expiração mínima em Junho/2019. A lei fala que essa carência pode ser de três meses após a data de retorno da viagem. Porém, já tive problemas com isso fazendo check-in no Aeroporto. Por isso, se seu passaporte vai expirar daqui 6 meses, renove ele antes de viajar!

Você pode renovar o seu passaporte, ou emitir um novo, no site da Polícia Federal. É super fácil e rápido. Você precisa agendar um horário, levar os documentos descritos no portal da PF e depois esperar cerca de 20 dias para retirar o seu novo.

 

2) Passagem de Ida e Volta

Já checou se seu passaporte está em ordem? Agora você precisa de uma passagem de ida para a Europa e volta para o Brasil (ou outro destino fora da Europa).

A imigração não aceita brasileiros que viajam, sem visto de permanência longa, sem passagem de volta. O papel do agente imigratório é barrar tentativas de imigrantes que possam ficar ilegalmente no país. Por isso, eles tomam esta medida para prevenir que isso ocorra.

Se você não tem certeza ainda quando voltará, uma dica é comprar uma data de retorno com opção de “mudança flexível” com a companhia aérea. Você paga um pouquinho mais pela passagem, mas se precisar mudar a data de sua passagem, uma vez lá, não vai precisar pagar preços exorbitantes pela troca.

documentos para entrar na europa

Nosso colunista Bruno Tavares no Voo de Paraglider em Oludeniz, na Turquia

3) Contratação de Seguro Viagem

Se você está indo para a Europa, é melhor já garantir o seu seguro. O Tratado estabeleceu a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem no valor mínimo de € 30.000 euros para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem, inclusive em caso de óbito.

Nós indicamos contratar o Seguro Viagem pelo Seguros Promo, que é uma plataforma que une todas as seguradoras e te mostra os melhores preços e pacotes de cada uma. É como um “Booking.com” só que de seguros viagem. Nós sempre usamos, recomendamos e temos um feedback positivo deles. A gente conseguiu um cupom de 5% de desconto para nossos leitores.  É só colocar DICASDEVIAGEM5 ao concluir a compra do seguro.

No nosso post Seguros Viagem Europa, você encontra um passo-a-passo detalhado sobre a contratação de um seguro.

Se você não vai para um país do Tratado de Schengen e está na dúvida sobre a contratação de um seguro viagem, nós te entendemos. Contratar ou não contratar é sempre uma dúvida. Por isso, nossos colunistas deram suas opiniões no post Vale a Pena contratar um seguro viagem internacional. Confere lá 🙂

Qual é o melhor seguro viagem para Europa

SegurosPromo

4) Comprovante de reserva paga em hotel ou carta-convite

Um dos documentos para entrar na Europa, que muita gente acaba esquecendo,é a reserva de hotel ou carta-convite. É preciso apresentar um comprovante da hospedagem que você ficará enquanto no continente.

Nós recomendamos a reserva de hotéis pelo Booking.com. Lá, você pode comparar preços de hotéis e descobrir ótimas ofertas.

 



Booking.com

 

A Carta-Convite

A carta-convite só é necessário caso você não vá ficar em um hotel ou estiver indo à negócios. Ou seja, se você se hospedar com parentes ou amigos. O site do Itamaraty estabelece as seguintes condições para a carta-convite:

  • No caso de viagens a negócios, a carta-convite deverá ser assinada pela empresa e/ou instituição que patrocinar a viagem.
  • Já no caso de hospedagem com amigos e familiares, a carta deve ser assinada pelo residente. A carta-convite deverá ser escrita na língua do país onde o viajante ficará hospedado e ser datada.

Não há modelo específico para a carta-convite, mas ela deverá conter obrigatoriamente as seguintes informações:

  1. Declaração do anfitrião residente de que o viajante é seu convidado;
  2. Nome completo, números de telefone e endereço completo do anfitrião
  3. Nome completo, números de telefone e endereço completo do hóspede convidado;
  4. Assinatura do anfitrião residente.

A carta-convite pode incluir também informações sobre:

  1. O fato de que o residente pretende providenciar a alimentação e acomodação do viajante
  2. O motivo da visita.

A carta deve ser apresentação em centros de administração regional, como centros policiais ou repartições oficiais locais. Ela pode custar cerca de cem euros.

 

5) Comprovação de recursos financeiros para a viagem

É preciso comprovar que você tem recursos financeiros para a viagem. Os valores mínimos requiridos pelas autoridades federais européia são de aproximadamente 60 euros por dia ou 600 euros por qualquer período. É preciso apresentar este valor em dinheiro, cheques de viagem ou certificado. Se for usar cartões de crédito, é preciso solicitar uma carta do banco especificando o limite do cartão. Cuidado: A comprovação não pode ser via internet.

 

Documentos Extras: 

6) Comprovante de emprego no Brasil

Melhor prevenir, do que remediar. Se você quiser ter certeza de que tudo será tranquilo na imigração, leve um comprovante de emprego aqui no Brasil. Um último holerite, uma carta da empresa, podem ajudar ainda mais na hora de entrar por lá.

 

Dicas para a hora da Imigração – Lá na Europa

Quando chegar ao aeroporto, na hora de conversar com o agente de imigração, vale a pena se atentar à algumas dicas.

 

1º – Fique tranquilo!

Eu sempre tenho um frio na barriga, mas é normal! Se você não estiver com nenhuma má intenção e estiver indo de férias mesmo, relaxe. É só apresentar os documentos e ter uma postura séria e tranquila que será fácil passar pela imigração. Responda todas as questões do agente de imigração – se houverem.

 

2º – Viaje com todos os documentos e provas impressos!

Sim, o mundo é todo ligado na tecnologia. Porém, para estas coisas é melhor recorrer ao velho papel impresso. Leve os documentos em uma pastinha, bem conservados, com todas as provas impressas. Além disso, se precisar encontrar algum documento na hora da imigração, muitas dependências não oferecem acesso à internet.

E você, já sabe quais são os documentos para entrar na Europa? Esperamos que este post tenha ajudado! Comente aqui :).

 

Receba um chip em sua casa no Brasil e use Internet ilimitada em por toda a Europa

Você também está cansado de só conseguir usar o seu celular em pontos que encontra Wi-Fi liberado durante a viagem? E ter que pagar por dia para poder usar um GPS no carro alugado na viagem?

A gente também não aguentava mais, ainda mais porque queríamos postar em tempo real fotos de nossa viagem nas redes sociais. Além disso, o Google é um grande aliado para encontrar o que precisamos durante as férias, como informações e lugares, e não dá para usá-lo só onde tem Wi-Fi. Então descobrimos uma das melhores soluções para acabar com este problema, que você não vai mais precisar gastar horas da viagem em lojas de telefonia do país, falando um idioma desconhecido para conseguir um chip. Essa é uma das dicas que adoramos dar para nossos leitores:a EasySim4You.

Anota aí: A empresa envia um Chip internacional em sua casa no Brasil. Quando estiver no avião, é só você trocar o seu chip brasileiro por este internacional. Você vai chegar na Europa com Internet ilimitada, usando seu celular à vontade, como usa no Brasil. O melhor de tudo? É super barato conseguir este chip: os preços começam em U$ 35!

Chegando Europa, você pode usar o dia inteiro, em qualquer lugar. Você vai economizar com aluguel de GPS, com créditos de Skype, e ainda vai poder usar as redes sociais, o Google, ou pesquisar qualquer coisa na internet o dia todo. Além disso, ainda pode ligar para sua casa para mandar notícias da viagem quantas vezes quiser pelo WhatsApp ou Facetime.

 

 

Veja mais:

Qual o valor do seguro viagem para a Europa

O site Seguros Promo é confiável?

Seguro Viagem Internacional: Confira o passo-a-passo de como contratar

Roteiro Portugal: 13 lugares para conhecer

Onde se Hospedar em Paris: o guia completo bairro a bairro